Rondonópolis/MT,

15 erros que você deve evitar ao fazer ginástica em casa



1) Empolgar-se demais nas primeiras semanas
Esse é um dos principais motivos que levam muitas pessoas a iniciar uma atividade física e logo parar. Se no começo você não for com calma, poderá sentir dores musculares ou sofrer contusão. Resultado: novos motivos para voltar a ter um a vida sedentária.
2) Malhar sem estar bem informado.
Não adianta começar a fazer exercícios sozinho sem saber o objetivo de cada um deles e a maneira correta de executá-los. Aproveite ao máximo estas dicas, ou converse e tire suas duvidas com instrutores e professores de Educação Física sempre que possível.
3)Escolher roupas adequadas.
É preciso estar atento ao seu vestuário, principalmente nos meses mais quentes do ano. Muita gente adora usar roupas de último tipo e acaba se enchendo de agasalhos e blusas que aumentam a temperatura do corpo e dificultam a transpiração. Prefira modelos de tecidos leves, arejados e que cubram a menor área corporal possível.
4)Exagerar no uso dos acessórios.
Trabalhar com pesinhos, barras, anilhas ou caneleiras exige cuidados. Utilizar muito peso, atrás de resultados mais rápidos , pode provocar lesões que acabam afastando você da ginástica.
5) Deixar de se aquecer nos dias de calor.
Aquecer o corpo não tem nada a ver com a temperatura ambiente. Por isso, nada de dispensar os alongamentos iniciais nos dias ensolarados
6)Não estar concentrado no exercício.
Além de prejudicar sua postura, estar disperso ou desatento ( de olho na TV, por exemplo) piora os resultados da sua ginástica, porque você acaba diminuindo a concentração dos músculos.
7) Não prestar atenção nos sinais do seu corpo.
Tonturas, dores musculares constantes, mal estar... Nosso organismo sabe como dizer "chega" ou "vá mais devagar". Você só precisa dar mais atenção às mensagens que ele manda . Sentindo alguns desses sintomas, pare o seu exercício, diminua o ritmo nas pró-ximas sessões e, se os sinais persistirem, procure orientação médica.
8)Descuidar da postura.
Quando estamos numa academia, por mais lotada que ela esteja, sempre tem um professor por perto alertando para os erros posturais mais graves. Em casa, você é seu próprio personal Trainer e o espelho, o seu principal auxiliar. Execute movimentos devagar e siga todas as instruções passadas em cada série de exercícios
9) Desrespeitar os intervalos entre os dias de malhação.
Tem gente que faz atividades puxadas todos os dias. Outros treinam 1 vez por semana. Nenhum dos dois estão corretos. Durante a semana seu corpo precisa no mínimo de um dia de descanso. Já bancar o atleta de domingo não traz resultados e ainda aumenta as chances de contusão.
10)Malhar em momentos de grande stress.
Antes de fazer exercícios, procure relaxar e acalmar um pouco a mente quando você estiver muito tenso ou nervoso, pois o stress pode aumentar a pressão arterial. Isso, combinado à atividade física sem orientação, é uma ameaça séria à sua saúde.
11)Fumar logo após o exercício.
Cigarro e atividade física não combinam de jeito nenhum. Mas , se você ainda está tentando ficar livre desse vicio, pelo menos evite fumar ao final da sua ginástica, que pode provocar crises respiratórias agudas.
12)Dispensar um bom calçado.
Se você pretende investir nos exercícios, primeiro aplique seu dinheiro na compra de um bom par de tênis. Ele não precisa ser daquela marca famosa, mas confortável, estável, (bem firme no seu pé) e ter um bom sistema de amortecimento ( para proteger suas articulações dos impactos com o chão)
13) Dispensar a orientação de um médico.
Todo mundo deveria visitar um médico ( pode ser um clinico geral, por exemplo) antes de iniciar qualquer atividade física. Entretanto, essa recomendação vira obrigação para quem já chegou aos 35 anos ou tem diabetes, hipertensão , colesterol alto, parentes com histórico de problemas cardíacos ou é fumante.
14) Exercitar-se em jejum ou logo após uma refeição pesada
O ideal é fazer uma alimentação leve ( um suco ou uma fruta) meia hora antes de começar a ginástica. Assim você não fica sem combustível e nem com o estomago cheio demais.
15) Parar a atividade física de repente.
Tão importante quanto o aquecimento é o esfriamento no final dos exercícios. Em vez de parar o corpo repentinamente, diminua o ritmo aos poucos para que sua freqüência cardíaca volte ao normal, evitando sensações de mal-estar.

(Copiado da revista Boa forma)