Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Lipoaspiração – Lipoescultura


Informações relevantes sobre lipoaspiração e lipoescultura. Saiba também sobre lipo light, minilipo e hidrolipo.

Indicação: 

A lipoaspiração é uma cirurgia para a redução do volume de gordura corporal, em áreas localizadas, conferindo ao paciente um melhor contorno corporal. Embora muitos pensem, a lipoaspiração não é feita para perder peso, pois a maior mudança se dá na silhueta corporal e não balança.

Os melhores resultados são obtidos nas lipoaspirações em que o paciente apresenta gordura localizada. Cirurgias em áreas extensas e grandes volumes têm maior probabilidade de deixar irregularidades.


No caso da
lipoescultura, parte da gordura aspirada é usada para enxertar áreas em que se precisa um maior preenchimento (glúteo sulcos da face, etc.).

Pós-operatório:

Geralmente há edema (inchaço) e equimoses (manchas roxas), que resolvem sozinhos em 21 dias , na maioria dos casos.
Durante o 1º mês depois da Lipoaspiração o paciente apresenta notável melhora do edema, quando então passa a notar endurecimento na área operada, decorrente da cicatrização interna. Este endurecimento melhora progressivamente durante o 2º e 3º meses, época na qual ocorre uma maior retração da pele. Uma cinta elástica deve ser usada por 1,5 mês e é indicada drenagem linfática e ultrassom a partir de 7 dias da cirurgia, no intuito de acelerar a recuperação, reduzir o inchaço e o endurecimento.

Complicações:

São raras as complicações em lipoaspiração, porém podem ser citadas: hematoma, seroma, irregularidades, infecção, trombose, acidentes durante a cirurgia e problemas anestésicos.

O seroma, a complicação mais comum em grandes lipoaspirações, é o acúmulo de um liquido claro na região operada, formando como uma
“bolsa de água”. Nestes casos procede-se ao esvaziamento através de punções, com resolução do problema e sem prejuízo do resultado. Pode-se usar drenos em lipoaspirações extensas, o que reduz o risco de seroma, por drenar o liquido formado, evitando assim que este acumule.

Perguntas freqüentes:

01) Qual paciente é bom candidato para a lipoaspiração?

. Pacientes que apresentem gordura localizada, em áreas especificas e que estejam no peso ideal. A lipoaspiração é feita para modelar a silhueta corporal e não para emagrecer.
. Pacientes sem flacidez de pele, jovens, de pele elástica.
. A lipoescultura é uma lipoaspiração que usa a gordura retirada como enxerto em outra parte do corpo, para dar volume e aumentar (ex: glúteos).

02)
Qual é A Anestesia da Lipoaspiração?
 
Isso pode variar dependo de cada caso, da quantidade de gordura, da localização da gordura, das áreas a serem lipoaspiradas. Pode variar desde a anestesia local, local com sedação, peridural ou geral.

03)
Que áreas posso fazer uma Lipoaspiração?
 
A lipoaspiração pode ser realizada em locais de acúmulo localizado de gordura, como abdômen, costas, culotes, pernas, braços e pescoço.

04)
A Lipoaspiração Deixa Cicatriz?
 
Toda cirurgia em que se corta a pele deixa cicatriz.
As cicatrizes da lipoaspiração são muito pequenas e discretas., São em torno de 4 milimetros e ficam escondidas em locais como a marca do biquíni, dentro do umbigo

05)
Quanto tempo fica internado para a lipoaspiração?
 
De 12h a 24h, variando dependendo da anestesia usada e da extensão da cirurgia.

06)
Quanto tempo demora a lipoaspiração?
 
Varia dependendo da extensão da lipoaspiração, da quantidade de gordura a ser retirada. Pode durar desde menos de uma hora até cinco horas.

07)
Como é a dor depois da lipoaspiração?
 
A sensação mais comumente referida depois da lipoaspiração é a de desconforto mais intenso quando pressionada a área operada, e dura em torno de uma semana. Depois existe uma sensibilidade, mas bastante tolerável. Os medicamentos usados são eficientes para combater a dor.

08)
Na lipoaspiração precisa usar dreno?
 
Nem todo cirurgião plástico usa dreno. Nas pequenas lipoaspirações não precisa usar o dreno. Já nas grandes podem ser usados por alguns dias para reduzir o inchaço e roxidão e facilitar a recuperação.

09)
Precisa usar uma cinta elástica depois da lipoaspiração?
 
Sim, precisa usar por um mês e meio após a lipoaspiração.

10)
Precisa drenagem linfática depois da lipoaspiração?
 
Sim. É importante fazer drenagem linfática e ultrassom depois de 7 dias da lipoaspiração, para apressar desinchar e evitar irregularidades.

11)
Depois da lipoaspiração, como fica a sensibilidade da pele?
 
A lipoaspiração ao retirar a gordura, raspa pequenos nervos que dão a sensibilidade à pele. Isso causa uma alteração da sensibilidade local, que tende a retornar gradativamente com o tempo.

12)
Como é a recuperação depois da lipoaspiração?
 
Logo depois da cirurgia o paciente já tem um novo contorno corporal, porém apresenta inchaço e roxidão, que são mais intensos durante as primeiras três semanas e vão sendo absorvidos com o passar do tempo. O resultado final da lipoaspiração é obtido depois de 6 meses da cirurgia, mas com 2 meses já se tem em toro de 80% do resultado.

13)
Quando são retirados os pontos da lipoaspiração?
 
Entre os 7 e 14 dias depois da lipo.

14)
Preciso de repouso depois da lipoaspiração?
 
Isso varia dependendo da extensão da lipoaspiração. As atividades poderão ser retomadas assim que o desconforto tiver cedido. Lipoaspirações pequenas podem retornar em 2 dias, grandes depois de 7 dias. Exercícios físicos depois de retirar a cinta elástica.

15)
Quando se tem o resultado definitivo da lipoaspiração?
 
Com em toda cirurgia plástica, o resultado da lipoaspiração ocorre depois de 6 meses, quando as cicatrizes estão maduras.

16)
Depois da lipoaspiração, quando poderei fazer exercícios físicos?
 
Depende do tamanho da lipoaspiração. Pode variar de 21 dias a 45 dias.

17)
Quais são os riscos de complicações na lipoaspiração?

Os riscos são pequenos, desde que a lipoaspiração for realizada por um membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Algumas complicações possíveis são o hematoma, o seroma (acumulo se soro), a infecção, a trombose. Todas elas são raras e podem ter o risco minimizado pelo especialista.


18)
Antes de engravidar pode fazer lipoaspiração?
 
Pode.
A lipoaspiração não interfere na gravidez, apenas gordura. É comum, porém, a confusão entre lipoaspiração e abdominoplastia. Para isso veja o link: http://www.cirurgiaestetica.com.br/artigos/lipoaspiracao-abdominoplastia-qual-diferenca.asp

19)
Se engravidar depois da lipoaspiração o que acontece?
 
Não tem problema.
A questão de engordar ou não depende apenas da paciente e de sua dieta e hábitos. Não é devido à lipoaspiração que se engorda e sim devido ao que se come. Logo, pacientes que controlam o peso não engordarão, outros que não controlam engordarão, tendo feito lipoaspiração ao não.

20)
A lipoaspiração pode ser associada a outras cirurgias?
 
Sim, é comum a associação da lipoaspiração a outras cirurgias. A extensão da lipoaspiração determinará qual cirurgia poderá ser associada. É muito freqüente a associação da lipoaspiração à abdominoplastia, pois a lipo retira gordura e a abdominoplastia trata o excesso de pele e flacidez abdominal, o que torna as duas cirurgias complementares em alguns casos.

21)
É necessário fazer drenagem pós-operatória?
 
A drenagem linfática auxilia a reduzir o edema (inchaço) e a evitar o acúmulo de líquidos abaixo da pele, sendo muito importante na recuperação da lipoaspiração.

22)
Para que serve o ultrassom no pós-operatório da lipoaspiração?
 
O ultrassom auxilia a organizar a cicatrização interna depois da lipoaspiração, sendo muito importante para minimizar nodulações e irregularidades pós-operatórias.

23)
Qual tipo de médico está apto a fazer a lipoaspiração?
 
A lipoaspiração é uma especialidade da cirurgia plástica e somente os cirurgiões plásticos são especialistas para realizá-la. Todo cirurgião plástico especialista faz parte obrigatoriamente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Infelizmente hoje há vários médicos não especialistas (não cirurgiões plásticos) fazendo lipoaspirações e com isso aumentando o risco das cirurgias. Veja o link o que Conselho Federal de Medicina fala sobre os médicos que podem fazer lipoaspiração: http://www.cirurgiaestetica.com.br/artigos/lipoaspiracao-cfm.asp

24)
"Minilipo" é lipoaspiração?
 
A "hidrolipo", "minilipo" ou "lipo-light" nada mais são do que lipoaspiração com anestesia local, técnica bastante antiga e nada de nova, porém divulgada hoje como sendo "novidade". O que se têm realizado hoje é esta lipoaspiração em consultórios e em partes, em vez de fazer todas as regiões do corpo. Quanto ao resultado, é mais arriscada, pois a chance de ter irregularidades e assimetrias entre as partes lipoaspiradas em dias diferentes é maior do que em uma lipoaspiração única. Por ser com anestesia local, sem nenhuma sedação, muitas vezes o paciente sofre com dores e o procedimento acaba não sendo realizado de forma adequada.

25)
A lipo light ou minilipo é mais segura que a lipoaspiração tradicional?
 
Isto é que se difunde, mas não é verdade! Por ser realizada em consultório, o risco de infecção é maior e a aparelhagem médica de segurança muito inferior a de um centro cirúrgico. Ainda mais, como se faz várias sessões, multiplicam-se os riscos por várias vezes. Porém, o mais preocupante é que a maioria dos médicos que fazem a "minilipo" ou "lipo-light", não são cirurgiões plásticos, logo não são especialistas, o que aumenta enormemente os riscos de complicações.

26)
É possível associar à lipoaspiração ou lipoescultura outros tipos de cirurgias plásticas?
 
Sim. É muito freqüente a associação da lipoaspiração à abdominoplastia, mamoplastia de aumento, rinoplastia ou outras cirurgias plásticas. A possibilidade da associação de 3 ou mais cirurgias será avaliada pelo cirurgião, tendo em vista a extensão e segurança da cirurgia.

Recomendações pré-operatórias:

1)
Comunicar-se com o médico até dois dias antes da operação, em caso de gripe ou indisposição.

2)
Internar-se no hospital indicado, obedecendo ao horário previamente marcado.

3)
Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito exageradas na véspera da cirurgia.

4)
Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer de que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 14 dias antes do ato cirúrgico. Isto inclui também os diuréticos.

5)
Evitar fumar por, ao menos, 15( quinze dias) antes da cirurgia.

6)
Manter jejum de oito(8) horas antes da hora marcada da cirurgia.

7)
Evitar todo e qualquer medicamento à base de ácido acetil-salicílico (AAS, Aspirina, Melhoral, Bufferin, Doril, etc) ou qualquer medicação com efeito anticoagulante pelo menos 15(quinze) dias antes da cirurgia.



Recomendações pós-operatórias:


1)
Evitar esforços por 30dias.

2)
Evitar molhar o curativo durante a primeira fase (2 dias).

3)
Não se exponha ao sol, por um período mínimo de 8 semanas.

4)
Evitar todo e qualquer medicamento à base de ácido acetil-salicílico (AAS, Aspirina, Melhoral, Bufferin, Doril, etc) ou qualquer medicação com efeito anticoagulante pelo menos 15(quinze) dias antes da cirurgia.

5)
Alimentação normal (salvo em casos especiais).

6)
Usar a cinta elástica por 1,5 mês.

Riscos da Lipoaspiração:
A maioria das pessoas que se submetem à lipoaspiração ficam satisfeitas com o resultado. Porém, como todo procedimento cirúrgico, há riscos envolvidos. Por isso é importante a pessoa entender as limitações e possíveis complicações da lipoaspiração. Antes de decidir fazer uma lipoaspiração, você precisa conhecer esses riscos e medir os prós e os contras.


Complicações:

  • Infecções: podem ocorrer depois de qualquer cirurgia, inclusive a lipoaspiração. Alguns médicos prescrevem antibióticos a todos pacientes submetidos a lipoaspiração, outros não. É importante manter a região da incisão limpa, mas mesmo assim, o local pode infeccionar, em alguns casos muito seriamente, envolvendo bactérias que destroem os tecidos.
  • Embolismo: pode ocorrer quando a gordura penetra nos vasos sanguíneos e fragmentos de gordura ficam presos nos vasos, ficam acumulados nos pulmões e podendo também ir até o cérebro. Os sintomas são respiração curta e dificuldade para respirar. Se aparecerem estes sintomas, o médico deverá ser procurado urgentemente, pois o quadro pode evoluir para algum tipo de debilitação permanente ou até ser fatal
  • Necrose da pele: a pele acima da área onde foi feita a lipoaspiração pode "morrer", quando isso ocorre, a pele afetada pode mudar de cor e cair, possivelmente havendo infecções por bactérias.
  • Intoxicação por anestesia: algumas drogas utilizadas na anestesia podem causar intoxicação e inclusive levando o coração a parar, podendo ser fatal.
  • Queimaduras: pode ocorrer quando a lipoaspiração é feita pelo método do ultrassom.
  • Perfurações viscerais: durante a lipoaspiração, o médico não consegue ver onde a cânula está. Pode haver danos em órgãos internos, quando isso ocorre, geralmente é necessária outra cirurgia para reparar os danos.
Seja consciente!
Procure um Especialista!

Fonte: Cirurgia Estética