Rondonópolis/MT,

Curiosidades sobre gatos que talvez você não saiba

Os gatos são animais fascinantes e místicos. Existe muito a dizer sobre este animal e deixamos aqui algumas curiosidades que tentam desvendar algumas das questões sobre estes bichinhos.
 
Os gatos têm em média de 4 a 6 quilos e 80 cm de comprimento, da cabeça ao rabo. Seus corpos são formados por 245 ossos e 517 músculos.
 
A boca do gato guarda 30 dentes incluindo os caninos, que servem para matar e depois despedaçar a presa. A áspera língua é coberta por sensores de temperatura e gosto, além de ser usada também para a limpeza dos pêlos.
 
A duração média de vida de um gato que vive dentro de casa é de cerca de 15 anos. Esta média baixa para assustadores de 2 a 5 anos para os gatos que vivem soltos nas ruas.
 
Gatos têm memória excelente.
 
Os gatos têm especial preferência por nomes terminados no som “i”.

Quando sente muita dor, o gato treme.
 
Assim como os seres humanos, os gatos roncam desde a primeira semana de vida. Mais tarde, o ronco aparece quando o acariciamos ou lhe oferecemos um alimento que ele goste ou a presença de alguém que lhe agrade. O ronronar também pode ser um sinal de medo ou de dor, além da típica associação a alegria e prazer.
 
Quando o gato está assustado, seu pêlo se eriça por todo o corpo. Quando ele vai atacar, o pêlo se eriça somente numa estreita faixa sobre a coluna vertebral.
 
Gatos esfregam o rosto em objetos e pessoas para marcar com o seu cheiro, como uma assinatura. O odor é deixado por glândulas, que possuem na parte anterior do rosto.
Fêmeas esfregam o corpo em machos que querem e também, de uma forma geral, todos se esfregam naqueles que sabem serem maiores e mais fortes, mas não quer dizer que o considerem superiores. É uma deferência e um pedido de amizade.
 
Quase 10% dos ossos dos gatos se encontra na cauda, e esta é responsável pela manutenção do seu equilíbrio. O gato doméstico é a única espécie que consegue manter a sua cauda ereta enquanto anda. A cauda também é demonstrativo do estado de humor do gato.
 
O campo de visão de um gato é de 185 graus. Os gatos sacrificaram os detalhes e as cores pela capacidade de enxergar com pouquíssima luz. Eles não conseguem enxergar pequenos detalhes, vêem o mundo desfocado. Por serem muito sensíveis à luz, os olhos dos gatos possuem pupilas verticais. Quando totalmente abertas, ocupam uma área proporcionalmente maior do que a pupila do homem. No fundo do olho, os gatos têm uma camada de células denominadas "tapetum lucidum". A luz, após absorção, é refletida por essas células de volta para a retina, para que seus receptores tenham uma segunda chance de captá-la. Isso aumenta a eficiência dos receptores da retina em cerca de 40%.
 
Gatos de olhos azuis e brancos de pelagem são geralmente surdos.
 
Ainda que alguns estudos defendam que os gatos sejam daltônicos, outros vêem afirmar que os gatos conseguem distinguir nitidamente o amarelo, o verde e o azul.

Apenas um em cada mil gatos cor-de-laranja é fêmea.

O QI dos gatos só é ultrapassado (no reino animal) pelo dos macacos e dos chimpanzés.
 
Leva cerca de 2 semanas para o filhote ouvir bem e seus olhos abrem em média com 7 dias.
 
Os gatos são animais curiosos por natureza e adoram brincar com tudo, incluindo cabos e fios elétricos, alheios ao perigo de levar choques.

Anualmente, os americanos gastam cerca de 4 milhões de dólares em ração para gatos. Um bilhão a mais do que gastam com comida para bebês.

Os gatos passam mais de 30% de seu tempo cuidando da beleza. Adoram estar limpos e com o pêlo bem arrumado.

Os felinos são grandes dorminhocos. Os gatos chegam a dormir 18 horas por dia , divididas em vários períodos.
 
Além dos cuidados com o corpo, os gatos também são meticulosos com sua caixa de areia, e sempre cobrem a sujeira. A preocupação com a higiene é tanta que eles não usam a caixa se estiver suja.

Diferente dos cães, os gatos têm muito pouco ou nenhum cheiro.

Os gatos tem cerca de 100 sons vocais, enquanto que os cães têm apenas 10.

Por ser um animal do deserto, o gato bebe pouca água e é capaz de concentrar muita urina, necessitando de poucas quantidades para sobreviver. Certos gatos preferem água suja a uma água bem fresca.

Mesmo conservando seu instinto de caçador, o gato doméstico não sabe que sua presa pode ser um alimento.

Um gato pode ficar vários dias sem comer se o alimento não lhe agrada e pode até morrer de fome.

Gatos comem lentamente e mastigam bem os alimentos. Ao contrário dos cães, que engolem tudo gulosamente.

O catnip, ou erva do gato, contém um óleo que atua no gato assim como a marijuana nos humanos. Os bichanos entram em transe: cheiram, lambem ou mordem as folhas, rolam no chão e dão pulos no ar, ronronam e miam. Alguns gatos são imunes ao catnip. Entretanto há suspeita de que cause dependência em alguns gatos.

Os gatos têm um órgão olfativo no céu da boca. Por isso ás vezes farejam e ficam um tempo com a boca aberta e uma cara estranha. Eles podem saborear os aromas.

Gatos têm na ponta do nariz um desenho tão particular como o padrão das impressões digitais de um ser humano.

Gatos têm tipo sanguíneo A e B como nós.

Ao contrário dos cães, os gatos não pensam que são humanos e sim que os humanos é que são algum tipo de felino.

Se vêem algo voando, querem pegar. Os apartamentos têm de ter redes nas janelas.
 
Um gato é capaz de pular 5 vezes a sua altura.O gato sempre cai de pé, desde que o tempo de queda seja suficiente, para que ele gire seu corpo e se defenda da queda, amortecendo o impacto.

O gato é uma criatura inteligente, como caçador solitário e competente que é: calcula, resolve problemas e tem que ser versátil para sobreviver.

Gatos não aprendem a atravessar ruas. Além do que, à noite ficam paralisados quando a luz dos faróis dos automóveis bate em seus olhos.

Gatos formam laços de amizade com humanos. Entre si mesmo os gatos têm relações de amizade e amor.

Gatos aprendem, mais do que agem por instinto. Aprendem por observação ou ensinados pelas mães gatas a caçar e usar a caixa de areia.

Segundo o estudioso de comportamento animal Konrad Lorenz, o gato é um dos poucos animais que mostram o que sentem, claramente, por suas expressões faciais.

Gatos transpiram pelas almofadinhas na sola dos pés. Repare no consultório do veterinário: A mesa de inox fica com as marcas úmidas das pegadas do bichano estressado.
 
O gato possui um total de 24 bigodes, agrupados de 4 em 4. Seus bigodes são usados para medir distâncias. 

O gato doméstico pode correr a uma velocidade de 50 km/h

Como um pássaro, o gato usa seu relógio biológico, o ângulo da luz do sol e o campo magnético da Terra para se orientar. Ele pode achar a sua casa a uma distância enorme, graças a essa faculdade. Ele não consegue achar pessoas que estão longe: não usa o faro para seguir uma trilha.
 
Fonte: Revista Gatos & Cia,Arca de Noé