Rondonópolis/MT,

Coisas alucinantes que você vai criar em casa com impressoras 3D


Por mais que as impressoras 3D ainda não tenham se popularizado, essa tecnologia pode trazer usos incríveis no futuro, como a possibilidade de produzir órgãos humanos e até mesmo casas inteiras.

Objeto original (esq.) ao lado da réplica produzida por impressora 3D (dir.) (Fonte da imagem: Wikipédia)

As impressoras 3D já são uma realidade. Infelizmente, o custo ainda é um bocado proibitivo e a tecnologia precisa de muito aperfeiçoamento até chegar às casas de todos nós. Mas o fato é que, hoje, você já pode baixar “objetos” da internet e imprimi-los em casa.

Existe o projeto de empresas que usam a impressora 3D de voluntários para a construção de conchas artificiais que possam servir de abrigo para crustáceos marinhos. Mas essa é só uma das aplicações que esse tipo de periférico pode nos proporcionar.

No futuro, esperamos que as impressoras 3D possam servir como verdadeiras fábricas domésticas de peças e objetos para diversas finalidades, desde brinquedos até próteses que ajudem crianças com necessidades especiais a se locomoverem melhor. Confira!

Que tal imprimir sua própria casa?
Chegará um tempo em que as casas pré-fabricadas ganharão uma aliada poderosa: uma impressora 3D para projetos grandes. Em vez de preparar a casa parede a parede, o dispositivo poderia imprimi-la como um todo, já no local onde ela será instalada. E por mais distante que isso pareça da realidade atual, já existem pelo menos dois projetos focados nessa tarefa.
Um deles é o Countour Crafting, idéia de Behrokh Khoshnevis, professor de Engenharia Industrial e de Sistemas da Universidade da Califórnia, que consiste, basicamente, em uma impressora 3D gigante capaz de construir uma casa em até 24 horas, com direito a encanamento e outros detalhes da residência.
Além disso, há também o Freeform Project, um grupo de pesquisas da Loughborough University, na Inglaterra, que explora a possibilidade de construir projetos de grande escala com a impressão 3D. Além disso, a equipe também trabalha na criação de uma espécie de concreto que possa ser usado para construções desse tipo.

Exoesqueletos para acessibilidade
A pequena Emma, do vídeo abaixo, é uma criança de apenas dois anos de idade e nasceu com um problema congênito que limita a movimentação de seus braços. Basicamente, seus membros não possuem força suficiente para que ela possa levantá-los e interagir com objetos diversos. Existem aparelhos que ajudam pessoas nessa condição a superarem essas limitações, mas eles seriam pesados demais para a frágil Emma.
Porém, graças a uma equipe médica inovadora e competente, uma solução foi encontrada: produzir um exoesqueleto para os bracinhos de Emma com uma impressora 3D. A idéia funcionou perfeitamente e, hoje, a criança até mesmo se refere ao aparelho dela como “magic arms” (braços mágicos).

Segundo depoimentos no vídeo, uma das maiores vantagens dessa solução é o fato de que uma peça pode ser rapidamente substituída, caso quebre. A mãe tira uma foto do componente danificado, manda por email para o médico e ele imprime outra peça, nova em folha, para Emma. Por não ter que entrar em contato com fornecedores e fabricantes, o processo se torna muito mais ágil.

Vasos sanguíneos impressos com açúcar
Calma, apesar de parecer, a idéia de produzir vasos sanguíneos a partir de açúcar não saiu das páginas de algum livro de Douglas Adams. E também nos recusaremos a fazer qualquer menção a diabetes de maneira bem-humorada. Mas o fato é que, há algum tempo, cientistas vêm pensando em usar impressoras 3D para construir órgãos humanos e, pelo visto, o início dessa idéia está começando a ser impresso.
Pesquisadores usaram açúcar em uma impressora 3D para criar vasos sanguíneos, que podem servir, um dia, como base para a construção de órgãos humanos. Esses pequenos “canos” de açúcar são revestidos, posteriormente, por um polímero à base de milho e, então, um conjunto de células se encarrega de transformar essas tubulações em um tecido vivo, dissolvendo o açúcar e se reproduzindo em volta dos vasos sanguíneos impressos.

E há quem ache ficção científica um gênero esquisito...

Diversão em dobro: imprimir brinquedos
Brincar com uma impressora 3D já parece divertido o suficiente. Porém, é possível tornar isso ainda mais empolgante se o objeto a ser impresso for um brinquedo ou um boneco do seu herói favorito.
Impressora 3D pode criar "conector universal" de blocos de montar (Fonte da imagem: F.A.T.)

Uma das ideias mais legais possíveis talvez seja criar o seu próprio jogo de LEGO, com pecinhas que, se perdidas, podem ser facilmente substituídas por você mesmo. Mas algo ainda mais divertido é a possibilidade de imprimir conectores que permitem o uso do LEGO com peças de jogos concorrentes, como Duplo e Krinkles. Com isso, o Free Universal Construction Kit abre ainda mais espaço para a criatividade de adultos e crianças.
Mas, se você prefere algo mais geek, como action figures de personagens famosos de séries e filmes, você pode se inspirar no vídeo acima, em que uma impressora 3D constrói, aos poucos, o busto de ninguém menos do que Mestre Yoda.

Próteses ósseas impressas em algumas horas
Uma holandesa de 83 anos é, atualmente, uma das pessoas mais legais do mundo. Não, ela não sabe imitar a voz de 151 pokémons, mas ela possui, em seu rosto, algo que ninguém tem: o implante de uma mandíbula feita com impressora 3D.
Próteses ósseas também podem ser fabricadas com mais facilidade e agilidade (Fonte da imagem: The Telegraph)

Depois de uma infecção crônica prejudicar demais a mandíbula dessa senhora, os médicos chegaram à conclusão de que uma cirurgia reparadora seria arriscada demais para a idade dela. Então, optaram pelo uso da nova tecnologia, imprimindo a prótese com pó de titânio e, depois,implantando-a na paciente.

Em alguns anos, no Baixaki: carros para download
Os leitores mais assíduos do Tecmundo devem se lembrar do Urbee, o primeiro carro completamente funcional produzido por uma impressora 3D. Seria impossível produzir esta lista e não citar um feito tão grande.
Urbee, o primeiro carro do mundo produzido por uma impressora 3D (Fonte da imagem: Daily Mail)

Além da inusitada técnica de fabricação do protótipo, o veículo também é econômico: faz cerca de 85 quilômetros por litro de combustível. Como desvantagens estão o fato de que ele não ultrapassa a velocidade de 70 km/h e que o tempo de produção de uma unidade é de, pelo menos, 15 anos. Entretanto, os responsáveis pelo projeto acreditam que essa será uma opção viável no futuro.

Imprimir impressoras
Lembra-se do filme “A Origem” (Inception)? Pois aqui acontece algo que, de certa forma, está relacionado com a idéia principal da produção. Em um workshop promovido pelo NextFab Studio, participantes que pagam a inscrição de US$ 2 mil (R$ 4 mil) aprendem, na prática, a usar a impressora 3D RepRap, imprimindo uma réplica da própria impressora.
Que tal imprimir uma impressora 3D funcional? (Fonte da imagem: Wikipédia)

Assim, cada aluno acaba saindo das aulas com a sua própria impressora 3D, além de levar para casa uma licença do software que permite a modelagem de novas peças e objetos a serem impressos. Se você estiver pela Filadélfia agora neste mês, ainda dá tempo de se inscrever para a próxima turma, que terá aulas nos dias 25 e 26 de agosto.

Fontes: Daily Mail, WebProNews, BBC e Tecmundo