Rondonópolis/MT,

Cuidados para evitar a depressão pós-parto


Pode-se prevenir e evitar a depressão pós-parto, desde quando se detecte precocemente o transtorno, trate-se rapidamente, e evite suas consequências.

Relacionamos abaixo, alguns conselhos especialmente orientados para prevenir precocemente a depressão pós-parto.

Prevenção da depressão pós-parto

1- Não se empenhe ou se preocupe em ser uma supermulher e uma mãe perfeita. Os recém-nascidos exigem muita dedicação, quase exclusiva, da mãe. Por essa razão, durante a gravidez não tente abraçar o mundo. Reduza seus compromissos o máximo possível, e não se esqueça da sua saúde, da boa alimentação, do descanso.

2- Se tiver que realizar alguma mudança de casa, espere que passem os primeiros seis meses depois do parto. Não se agonie. Não se pode fazer tudo de uma vez. Cada coisa em seu momento.

3- Aproximem-se de outros casais que estão esperando um filho, ou que tenham tido recentemente. O intercambio de experiências, de informações, e ideias, sempre é positivo. Além disso, poderá dispor de alguém com quem deixar seu filho quando precisar. Sempre é bom dispor de algum amigo a quem ajudar em caso de necessidade.

4- Participe das aulas de pré-parto. É muito importante para você e seu marido. A informação dará a vocês mais segurança e conhecimento.

5- Se alguma vez sofreu uma depressão, comente com seu médico sobre isso. É necessário estar atento a uma possível aparição de qualquer sinal de ocorrência de depressão pós-parto.

6- Depois que seu bebê nascer, aproveite qualquer momento para descansar. Compartilhe no que for possível, as tarefas domésticas e do cuidado com o bebê, com seu marido, e também com outras pessoas da família. Peça ajuda a todos.

7- Não se abandone depois do parto. Deve alimentar-se bem. Dê prioridade ao leite, cereais, as frutas, vegetais, sucos, etc. Irá precisar de um grande consumo de vitamina nessa fase. Além disso, busque sempre um tempo, nem que seja 15 minutos por dia, para ler, deitar-se, falar no telefone com uma amiga, para banhar-se com tranquilidade, caminhar, etc.

8- Encontre tempo para estar com seu marido. Não o abandone. Peça a alguém, de confiança, que fique com o bebê uma noite para que possam jantar juntos, ou ir ao cinema, ou tomar algo com os amigos. É importante que nem tudo gire em torno do bebê.

9- Não seja muito crítica e exigente consigo mesma nem com seu marido. Evite situações que provoquem irritabilidade e cansaço demasiado. Evite as discussões. Não dê espaço a elas no seu dia.

10- Quando puder deixar seu bebê com alguém, aproveite para relaxar dando um passeio à pé. Uma horinha de caminhada te fará sentir aliviada das tensões e preocupações.

11- Não duvide em pedir ajuda quando precisar. Vá ao médico quantas vezes for necessário. Se notar algum sintoma de depressão, não se desespere, busque logo um médico. Ele te ajudará a controlar e a superar a depressão.

Fonte: Guia Infantil