Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Congelar alguns tipos de alimentos pode multiplicar seus nutrientes


Em meio à correria do dia a dia, congelar alguns alimentos para serem ingeridos alguns dias depois é um ato muito comum na vida das pessoas. Porém, quem já não ouviu dizer que congelar os alimentos faz com que todos os nutrientes se percam? Isso pode ser considerado um grande mito. Se a comida for congelada da maneira correta, ela será tão saudável como em seu estado natural e de preparo.

A nutróloga Dra. Liliane Oppermam ainda conta que o congelamento de alguns alimentos gera o dobro de nutrientes. “O alimento congelado fica rígido, tornando mais difícil a proliferação de microrganismos causadores de doenças. Quando congelado, o feijão verde, por exemplo, tem sua vitamina C multiplicada”, comenta. Outra vantagem, de acordo com a doutora, é que congelar os alimentos evita o desperdício dos produtos, já que eles podem ser armazenados por mais tempo. Basta ficar de olho em todos os detalhes do produto, validade e embalagens.

Parece que não, mas a embalagem é muito importante durante o congelamento. É ela quem permite a manutenção do alimento conforme foi produzido, sua textura e mesmo o sabor. Por isso, a Dra. Liliane recomenda verificar se na embalagem há furos ou se ela é fácil de rasgar antes de colocá-la no congelador. 

Dessa forma, evita-se que o alimento entre em contato com o ar do freezer e perca seus nutrientes. “Potes plásticos, de vidro ou sacos próprios para o armazenamento de alimentos são os mais recomendáveis para o congelamento”, indica. Ela ainda reforça que é preciso manter ou identificar a embalagem com a data de fabricação e validade do produto.

A nutróloga ainda ensina vários truques sobre como congelar os alimentos corretamente e fala sobre os que não podem ser congelados.

Conferir a temperatura
 “Esteja atenta à temperatura do freezer. O ideal é abaixo de 18°C. É possível congelar o alimento por três meses mantendo essa mesma temperatura”.

Frutas
 “Retire os caroços e armazene somente a quantidade que será consumida”.

Hortaliças
 “O congelamento das hortaliças é preparado de acordo com a técnica chamada branqueamento, que consiste em lavar e separar as partes estragadas do alimento, depois lavar em água fervente e, em seguida, colocar em água fria. Isso provoca um choque térmico e elimina as bactérias”.

Carnes
 “Qualquer tipo de carne pode ser congelada, mas é recomendável que ela esteja fresca. Limpe as partes, sem temperar, e armazene as que serão ingeridas. Caso a carne já tenha sido congelada crua, ela só pode ser congelada novamente sob forma de prato pronto”.

Alimentos que não podem ser congelados
 “Maionese, banana, pera, macarrão sem molho, creme de leite, tomate, batata, pepino, salsão, pudins, queijos cremosos, ovos e iogurte são alguns dos alimentos perdem a textura e o sabor se forem congelados”.

Como descongelar
Também há algumas regrinhas específicas na hora de descongelar os alimentos. “Doces em geral e frutas, após retirados do congelador, devem ser mantidos fora da geladeira em temperatura ambiente. Já as carnes e queijos podem ser mantidos na geladeira até o descongelamento total. Os alimentos que podem ser descongelados na hora e consumidos são, os pré-prontos. Eles podem ser levados diretamente ao micro-ondas ou fogão”.

Fonte: iTodas