Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Queime gordura na hora certa


Saiba qual é o treino e o cardápio ideal em cada momento do dia para secar o corpo. A eficiência dos exercícios depende do horário em que você os executa. Aqui, o cardiologista Thomas Rowland e o cientista do esporte Brad Morris, ambos norte-americanos, indicam os treinos ideais para queimar gordura em cada momento do dia. Fazendo uma das séries por uma semana, você vai derreter seus pneus.

7h às 9h
Vantagem – Mais disposição
Não fique brigando com a função soneca do despertador. Levante cedo e aproveite que o corpo está mais disposto de manhã. Ao acordar, você está 7% mais fraco. “Então, exercícios aeróbicos em velocidade constante são melhores que sessões extenuantes com pesos”, diz Morris. Faça qualquer um dos exercícios abaixo em ritmo constante moderado. Assim, você não esgota suas reservas de energia e consegue treinar pelo tempo determinado no gráfico (de acordo com a modalidade).

12h às 14h
Vantagem – Pulmões à toda
Até o meio-dia você não atingiu seu pico de força, mas sua capacidade aeróbica terá aumentado em 4%. O ideal para quem malha no início da tarde é combinar treinos intervalados e de força. Comece pela parte aeróbica: um estudo do periódico Strength and Conditioning Journal (EUA) diz que correr antes de pegar peso queima mais calorias. Como provavelmente estará no horário de almoço, você precisa terminar logo, certo? A sequência abaixo tem apenas 23 minutos.

TREINO INTERVALADO
1 – Corra quatro minutos para aquecer
2 – Faça sete tiros de 30 s. Descanse 20 s entre cada tiro
TREINO DE FORÇA
Faça 3 séries com 12 repetições dos exercícios ao lado. Descanse 1 minuto entre cada série.

17h às 19h
Vantagem – Força máxima
Pode até ser difícil driblar o cansaço após um dia de trabalho – ou recusar a happy hour com a turma -, mas é neste momento que o corpo está no auge da sua força. Faça séries de seis repetições com uma carga pesada o suficiente para que não consiga levantar mais nada depois do último movimento. Uma pesquisa do periódico Sports Medicine (EUA) revela que isso queima mais calorias após o treino do que fazer 12 repetições com cargas mais leves.

TREINO DE FORÇA
Faça 4 séries com 6 repetições dos exercícios ao lado. Mande ver nos pesos. Descanse 1 minuto entre as séries, mas passe rápido para o próximo exercício.
Acerte os ponteiros da dieta e turbine seu treino
Exercícios e alimentação devem estar bem sincronizados para potencializar a queima de gordura

Manhã
Antes do treino – A alimentação precisa fornecer a energia para você mandar bem no exercício e evitar que, além de gordura, seu corpo use a proteína dos músculos como combustível. O ideal é tomar um café da manhã balanceado com alimentos ricos em carboidratos e pouca gordura, como pães, bolos sem recheios e suco de frutas.
Depois do treino – Prefira uma boa fonte de proteínas para manter o gasto calórico após a malhação. Vá de iogurte ou whey protein batido com frutas.

Tarde
Antes do treino - Opte por algo que forneça proteína e carboidrato ao organismo, como um sanduíche de peito de peru com queijo branco.
Depois do treino – O almoço precisa ser uma refeição completa, com arroz, feijão, carne e vegetais, ou um macarrão à bolonhesa. O ideal é priorizar a ingestão de carboidratos integrais, que têm baixo índice glicêmico, pois se o corpo receber uma quantidade muito alta de glicose no sangue passará a usá-la como fonte de energia, em vez de manter a queima de gordura.

Noite
Antes do treino – O ideal é ingerir fontes de carboidrato, como um isotônico, uma fruta ou barra de cereais. “Qualquer carboidrato consumido antes do exercício fornece energia para o corpo e não vira gordura”, diz a nutricionista Cynthia Antonaccio, graduada pela Universidade de São Paulo e diretora do Grupo Equilibrium.

Depois do treino – Evite carboidratos e prefira uma salada com filé de frango grelhado, carne magra ou peixe. A proteína é importante para o processo de recuperação muscular.

Fonte: Revista Men’s Health