Rondonópolis/MT,

Receitas exóticas para curar a ressaca

O site Refined Guy listou 15 tipos hilários de simpatias e costumes regionais que prometem curar a ressaca. Segundo eles, ninguém entende muito bem como curar a bebedeira no dia seguinte, além de se hidratar e talvez, tomar uma aspirina. No entanto, ao redor do globo, cada cultura tem costumes hilários, divertidos e, ate estranhos, que eles garantem acabar com a dor de cabeça, mal estar e náuseas. Vale lembrar que não são remédios científicos e que têm efeitos comprovados e, sim, simpatias regionais.

1) Chá de cocô de coelho (Estados Unidos): a lenda diz que, tempos atrás, os cowboys americanos curavam a ressaca  jogando cocô de coelho na água quente e, depois, bebendo o chá.

2) Pênis de touro seco (Sicília): nos tempos antigos da Sicília, na Itália, os homens que abusavam do vinho comiam pênis de touro seco na manhã seguinte. O objetivo era restabelecer a virilidade. Interessante, é que atualmente eles vendem o artigo para cachorros em pet shops.

3) Olhos de ovelha em conserva (Mongólia): segundo a BBC, a população da Mongólia, na Ásia, cura a ressaca bebendo suco de tomate misturado com olhos de ovelhas em conserva. Sim, tem que ser em conserva.

4) Suar, lamber e cuspir (nativos americanos): também de acordo com a BBC, alguns americanos nativos acreditavam que a melhor maneira de curar uma bebedeira era se exercitar.... e, depois, lamber o suor do próprio corpo, fazer bochecho e cuspir. A ideia é tirar as toxinas do corpo.

5) Ovo cru com molho inglês (Estados Unidos): aqui vai uma receita americana: ovo cru, molho inglês, sal, pimenta e tabasco.  Agora se isto funciona? Duvida-se. O ovo cru deve ter as mesmas características de um ovo cozido e molho inglês e tabasco parecem não ter nenhum valor nutricional. Isto parece mais uma receita de um pai furioso que queria dar uma lição no filho depois de uma noitada.

6) Sopa de tripa (Romênia): para curar uma ressaca nada melhor que uma sopa de estômago de vaca cozido, dizem os romenos. Por lá, eles adicionam a "carne" em um ensopado salgado de legumes, alho e creme.

7) Chá de chifre de rinoceronte (Vietnã): esta receita é mesmo o que parece. Os vietnamitas moem os chifres dos rinocerontes até virar pó, adicionam água fervente e bebem. Isso parece curar tudo para eles, como alergias, câncer, impotência e, claro, ressaca. Mas, o mercado negro tem aumentado uma caça desenfreada a estes animais na África do Sul.

8) Pulmões de ovelhas e ovos de coruja (Grécia Antiga): aparentemente a Grécia Antiga tinha um café da manhã equivalente ao norte-americano. Enquanto nos EUA, os pratos enchem de bacon e ovos cozidos, os gregos preferiam pulmões de ovelhas e ovos de coruja.

9) Katerfrühstück (Alemanha): segundo os alemães, isto significa "almoço de ressaca" e é muito tradicional, inclusive. Consiste em um aperitivo chamado rollmops: filé de arenque em conversa enrolado com pepino e cebola, também em conserva. Parece delicioso, certo? E faz até  algum sentido biológico, já que repõe o sal que precisamos depois de uma bebedeira. No entanto, pode ser que um peixe não caia muito bem em uma manhã de ressaca.

10) Umeboshi (Japão): a ume é uma fruta japonesa similar a damasco ou ameixa e que parece saborosa. Mas um umeboshi, no entanto, são frutas secas e em conserva que parecem tão difíceis de serem comidas que eles mergulham antes no chá verde para torná-las mais palatáveis. Mas se é tão ruim, por que as pessoas consomem? Porque, obviamente, eles acreditam  ser um santo remédio. E, aliás, há ate uma explicação cientifica, pois ao beber você perde eletrólitos e o sal os repõe, como um Gatorade, por exemplo.

11) Leite de búfalo (Namíbia): esta receita não é, na verdade, o leite puro de um búfalo. Pode ser apenas o sorvete, rum escuro, rum temperado, creme ou milk shake. Pode até funcionar, mas não parece uma boa ideia curar dor de cabeça e náuseas com laticínios.

12) Canário frito (Roma antiga): esta receita de ressaca vem de ninguém menos que Plínio, o velho, um ancião romano naturalista autor de História Natual, enciclopédia que se tornou um modelo para todos os trabalhos deste tipo nos dois milênios seguintes. Aparentemente, Plínio, como um autêntico romano, adorava vinhos e queijos e,  às vezes passava dos limites. Mas, felizmente, ele tinha uma receita de família infalível: pegue um canário, tire a cabeça, coloque o corpo em uma panela cheia de óleo fervente, deixe fritar e voilá – um café da manhã que nã o deixa rastro de ressaca.

13) Vodu (Haiti): espetar agulhas em coisas cura vários tipos de problemas, certo? Então, por que não curaria uma ressaca? Este é o pensamento de alguns praticantes de vodu no Haiti. Eles espetam 13 alfinetes de cabeças pretas na rolha da garrafa da bebida que causou a ressaca.

14) Enterrar-se na areia (Irlanda): uma velha lenda irlandesa diz que a melhor maneira de curar a ressaca e se enterrar nas areias molhadas de um rio. O motivo? Não é muito claro, mas provavelmente a areia ajude a afastar as náuseas e a dor no corpo, já que tanto a areia como a água dos rios irlandeses são muito frios. No entanto, pessoas bêbadas andando ao redor de rios não parece uma boa ideia.

15) Esfregar limão nas axilas (Porto Rico): alguns porto-riquenhos, aparentemente, acreditam que a ressaca á causada pela desidratação, o que é verdade. No entanto, ao invés de pensarem que beber o suco de limão poderia ajudar na hidratação, eles esfregam a fruta nas axilas. Antes de sair para uma noitada, eles passam fatias de limão debaixo dos braços.

Fonte: Saúde/Terra