Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Filmes muito bons, mas que não vale a pena ver de novo

Existem excelentes filmes que você quer ver e rever umas 100 vezes e não se cansa ou fica enjoado dele, mas existem alguns filmes que são tão perturbadores ou profundamente preocupantes, que apesar de serem excelentes filmes, você se recusa a assistir novamente.

Um deles é Precisamos Falar Sobre Kevin (2012). O filme conta a história de Eva (Tilda Swinton) que é mãe de Kevin (Ezra Miller), adolescente que cometeu assassinato em massa em sua escola. Sem conseguir entender as ações do filho, ela tenta lidar com sua dor e o sentimento de culpa, por se sentir responsável pelo fato.

O filme Irreversível (2002) é um drama que traz a história de um homem que sai à procura de vingança contra o viciado que estuprou e desfigurou sua namorada. Filme que causou polêmica no Festival de Cannes graças à cena de nove minutos na qual Monica Bellucci é brutalmente estuprada.

A Serbian Film - Terror Sem Limites (2010) conta a história de Milos (Srdjan Todorovic) que é um ator pornô que se afastou das câmeras para construir família, o que ele não planejava era ter graves problemas econômicos sem este trabalho. Quando menos esperava, ele recebe uma proposta com um cachê exorbitante para atuar num filme alternativo que mistura violência e outras atrocidades.

O filme Anticristo (2012) segue um homem (Willem Dafoe) e sua esposa (Charlotte Gainsbourg), creditados apenas como “homem” e “mulher”, que viajam para o interior para aliviar a dor e a culpa sentida pela morte chocante de seu filho, que caiu de uma janela enquanto o casal fazia amor.

O filme francês A Invasora (2007) conta a historia de uma mulher grávida que ficou viúva recentemente após o marido morrer em um acidente de carro horrível, e na véspera do parto ela recebe uma visita de uma misteriosa mulher que exige levar seu bebe a qualquer custo.

O filme Amor (2012) não vai mostrar sangue, torturas mentais ou qualquer violência, esse filme vai mostrar a realidade do ser humano, que todos nós envelhecemos e morremos. O filme conta a historia de um casal de idosos que confrontam a morte, quando a esposa sofre um acidente vascular cerebral, deixando o marido para cuidar dela e como sua saúde diminui rapidamente. O mais perturbador do filme é o declínio da saúde da mulher e a dedicação do marido tem em cuidar dela, seus sacrifícios  e a luta para encontrar a dignidade da inevitabilidade da morte.

Steven Spielberg fez uma verdadeira obra prima sobre o Holocausto em A Lista de Schindler (1993), filme que acompanha Oskar Schindler (Liam Neeson), um empresário alemão que salvou a vida de mais de mil judeus. Spielberg utilizou o preto e branco de maneira magistral, entregando ao publico duras realidades do Holocausto e os crimes de guerra nazista, incluindo uma sequencia devastadora em que prisioneiros judeus, acreditando que estavam se dirigindo para tomar um banho, são levados nus para uma câmara de gás.

O filme Vôo United 93 um episódio trágico na historia dos EUA, foi muito bem retratado pelo diretor Paul Greengrass, que para recriar a historia com a maior fidelidade possível, sobre o que aconteceu no voo United 93 em 11 de setembro de 2011, Greengrass utilizou as gravações da caixa preta avião, assim como ligações dos próprios passageiros.
Esse filme é bastante claustrofóbico e muito perturbador, por um motivo obvio, todos sabemos como a história vai acabar e não podemos fazer nada.

O filme Violência Gratuita (2007) conta a história de um casal rico (Naomi Watts e Tim Roth) que curte o início das férias com seu filho (Devon Gearhart) em uma casa à beira de um lago. Enquanto o marido e o menino cuidam do barco, a esposa recebe a visita de um educado vizinho (Brady Corbet) que pede ovos emprestados. Ele e outro sujeito (Michael Pitt), que chega logo depois, não irão mais sair da casa. A família é mantida em cativeiro pelos dois invasores, que executam jogos sádicos e violentos. “Violência Gratuita” pode ser explicada como um filme cínico, chocante e violento ao extremo, mas não como na maioria dos filmes que chocam com sangue e tripas a mostra, mas com a preocupação de torcer a faca lentamente e sem piedade.

O filme Réquim Para Um Sonho (2000) gira em torno de quatro personagens e os vícios que as afastam de seus sonhos, fazendo com que vivam entre a esperança e o desespero. Harry (Jared Leto) e sua namorada Marion (Jennifer Connelly) são viciados em heroína. Eles têm o sonho de montar uma loja, mas mal conseguem o suficiente para viver. Junto com seu amigo Tyrone (Marlon Wayans), Harry rouba a TV da mãe para conseguir dinheiro, o que já virou rotina. Sua mãe, Sara (Ellen Burstyn), sempre compra uma nova quando a anterior é levada, pois seu vício é justamente assistir TV. A possibilidade de aparecer em seu programa favorito faz com que queira perder peso, o que a leva a tomar remédio para emagrecer, um hábito que logo foge de seu controle e se torna mais um vício.

Pascal Laugier trás em Mártires (2008) um filme de terror brutal, que conta a historia de Lucie, uma menina que escapa da tortura, mas é assombrada pelos torturadores. Com a ajuda de sua amiga Anna, Lucie pretende confrontar seus torturadores e acabar com tudo o medo. Para não entregar spoolers do filme basta dizer que ele é inegavelmente cínico, implacável, violento, sanguinário e mostra ao publico torturas inimagináveis.

Compliance (2012) baseado numa historia real tão incrível e horrível que você vai achar que é ficção. A historia mostra um homem que liga para uma lanchonete e se diz policial, convencendo a gerente (Ann Dowd) que uma funcionaria (Dreama Walker) roubou um cliente. O homem (Pat Healy) passa a forçar a gerente a manter a funcionaria refém, a despi-la e finalmente a deixa-la sobe cuidados de outras pessoas que são mais suscetíveis a ações mais sinistras.
A coisa mais assustadora desse filme é que esses fatos aconteceram e o que o filme mostra é um décimo do que realmente aconteceu.


Fonte: R7 entretenimento, Diabeisso