Rondonópolis/MT,

Operação anti-frizz

Aqueles fios arrepiados, que atacam lisas e enroladas, estão com os dias contados. Especialistas em cabelo revelam como prevenir e combater o frizz.
O que é o tal do frizz?
Fantasma que ronda todos os tipos de cabelo, o frizz é uma resposta natural ao estado de saúde debilitado dos fios. "Quando estão com as escamas muito abertas, perdem hidratação e nutrientes, o que os deixa opacos, secos e quebradiços. E, se estão fracos, não conseguem manter o sentido correto das escamas e arrepiam", explica Didier Sé, cabeleireiro do salão Marcos Proença, em São Paulo.

As causas mais comuns do problema são os processos químicos, como tintura, alisamento e permanente. "Submetidos a eles, os fios ficam porosos, com as cutículas dilatadas, e quebram mais facilmente", diz Didier. Outros fatores são a umidade do ar e as condições climáticas em geral. Muito sol (ou vento) pode desidratar o cabelo. Já um clima extremamente úmido - ou, pelo contrário, seco - danifica a estrutura, causando ressecamento e aquele efeito espetado.

O cabelo branco também é forte candidato ao frizz. "Quanto menos melanina, a responsável pela pigmentação, menos substâncias emolientes, que garantem a maciez. E, se o fio está duro, tende a ficar levantado", afirma o cabeleireiro Evandro Ângelo, do salão C. Kamura, em São Paulo.

Plano básico de combate

Você não precisa viver sem procedimentos químicos, mas seguir alguns cuidados ajuda tanto a prevenir como combater o problema. Para começar, adote as táticas certas de limpeza. "Lave o cabelo em dias alternados, com água morna, usando xampu duas vezes e encerrando com condicionador, que pode ficar nos fios por até cinco minutos. Enxágue bem e não deixe resíduos, pois isso também leva ao ressecamento", alerta Nando Ardessore, cabeleireiro do salão L'Officiel III, em São Paulo. Ele ainda indica fazer hidratação em casa, o que garante nutrição. "Se o cabelo for fino, repita a cada 20 dias. Quem tem fios grossos deve optar por aplicações semanais", diz. Na hora de retocar a química, não aplique o produto sobre a área já afetada, evitando, assim, danificar o fio de novo.

Receita caseira anti-frizz

A esteticista Roseli Siqueira, de São Paulo, recomenda, antes da hidratação, limpar o couro cabeludo, que, se não estiver saudável, atrapalha o crescimento dos fios e pode até levar à queda de cabelo. A expert ensina: "Bata no liquidificador 1 copo (200 mililitros) de água mineral e um punhado de folhas de hortelã. Coe e aplique no couro cabeludo com um algodão massageando suavemente com a ponta dos dedos".

Já para os fios, ela indica uma máscara rica em óleos para ajudar a recuperar a vitalidade e a saúde: misture 1 colher (sopa) de óleo de gergelim, 1 colher (sopa) de mel de laranjeira e 2 colheres (sopa) de polpa de abacate. Bata até formar uma pasta homogênea e aplique. Potencialize o efeito enrolando uma toalha quente e úmida na cabeça. Depois de 15 minutos, lave com água corrente e finalize banhando o cabelo com 1 copo de água de coco gelada, que ajuda a selar as escamas.

Produtos para investir

Leave-ins são indispensáveis para quem quer controlar o frizz. "Cada cabelo pede um tipo de produto", ressalta Evandro. Nos cachos, prefira um modelador, usado nos fios ainda úmidos. Aplique amassando-os com as mãos para ajudar na formação das ondas. No dia seguinte, se não for lavar novamente, apenas umedeça o cabelo com o borrifador ou com as mãos, repita o movimento e o produto volta a ficar ativo. No caso dos lisos ressecados por mechas ou luzes, o ideal é finalizar com cera ou balm. Fios finos pedem produtos com textura mais leve, como sprays. Já os grossos podem receber, com o leave-in, uma dose de óleo de argan, de abacate ou de ojon - assim, eles serão tratados ao longo do dia. O secador contribui para um disfarce perfeito, já que sela as cutículas, melhorando a aparência geral. Mas lembre-se de aplicar protetor térmico antes para não causar mais danos aos fios. Truque extra: ao comprar uma escova, prefira as de madeira. Elas não causam tanta estática quanto as de materiais sintéticos. "Escovar o cabelo em vários sentidos de dez a 20 minutos todos os dias também ajuda, pois estimula a circulação sanguínea no couro cabeludo e auxilia no envio de nutrientes até a ponta dos fios", completa Roseli Siqueira.

Foto: Divulgação

1- Tratamento Ultra Intesno Pro Series Frizz Control, Wella, R$ 13*
2- Óleo extraodinário Cabelos com Frizz Elseve, L'Oréal, R$ 30*
3- Fluido Eliminador de Frizz Lotus Shield Advanced Techniques, Avon, R$ 20,99
4- Rímel capilar Antifrizz Full Repair, John Frieda, R$ 73*

*Preços pesquisados em outubro/2013


Fonte: M de mulher