Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Atores que fizeram papéis de etnias diferentes das suas

Um personagem negro deve ser interpretado por um ator negro, certo? Para Hollywood essa resposta nem sempre é tão óbvia. Hollywood nem sempre se mantém fiel às características étnicas de um personagem na hora de escolher o elenco de um filme. Em alguns momentos, a escolha foi um fiasco, mas outros permitiram que os artistas demonstrassem talento de versatilidade. Veja agora alguns dos casos mais famosos.

Katharine Hepburn em A Estirpe do Dragão (1944)
Americana e branca, Katharine Hepburn não tinha nenhum traço oriental aparente. Ainda assim, foi escalada para interpretar a heroína chinesa Jade. Para deixar o filme mais verossímil, foram empregados alguns truques para deixá-la com mais cara de asiática, como alterar o formato dos olhos.
Reprodução

Yul Brynner em O Rei e Eu (1956)
Americano nascido na Rússia, Yul foi considerado a melhor opção para interpretar o rei do Sião, atual Tailândia.
Reprodução

Charlton Heston em A Marca da Maldade (1958)
Interpretando um oficial mexicano, Charlton Heston entra para a lista de atores que deram vida a personagens de etnias diferentes. Nessa época, grande parte dos elencos dos filmes de Hollywood era inteiramente caucasiano, ainda que os personagens não o fossem.
Reprodução

Laurence Oliver em Otelo (1965)
O personagem negro criado por Shakespeare ganhou vida nas telas na pele de um ator branco. Mesmo toneladas de maquiagem e a invenção de seu próprio sotaque não foram suficientes para convencer a audiência de que Laurence era Otelo.
Reprodução

Mickey Rooney em Bonequinha de Luxo
Além de ter sido interpretado por um descendente de escoceses, o vizinho japonês de Audrey Hepburn no clássicoBonequinha de Luxo é uma caricatura preconceituosa dos imigrantes asiáticos.
Reprodução

Johnny Depp em O Bravo (1997) e o Cavaleiro Solitário (2013)
Por duas vezes Johnny Depp foi escalado para interpretar um índio norte-americano. A primeira foi em O Bravo, escrito e dirigido pelo próprio Depp. A segunda foi em o Cavaleiro Solitário, produzido pela Walt Disney Pictures.
Reprodução

Michael Clarke Duncan em Demolidor (2003)
Quando Michael Clarke Duncan foi escalado para viver o Rei do Crime, o vilão do Demolidor, os fãs não acharam uma boa escolha. Isso porque o personagem dos quadrinhos sempre foi caracterizado como um homem branco. A atuação de Duncan, no entanto, foi um dos poucos pontos altos do longa.
Reprodução

Rodrigo Santoro em 300 (2006)
Mesmo com todos os efeitos especiais e truques para alterar a aparência de Rodrigo Santoro em 300, ele provavelmente é muito diferente do Rei Xerxes I e de todo o povo da antiga Pérsia, atual Irã.
Reprodução

Jake Gyllenhaal em Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo (2010)
Outro ator que é provavelmente muito diferente do antigo povo persa: Jake Gyllenhaal, que é americano e tem ascendência sueca, foi escalado para viver um príncipe da Pérsia.
Reprodução

Angelina Jolie em O Preço da Coragem (2007)
Você escalaria Angelina Jolie para interpretar uma mulher com ascendência negra e latina? Bom, Hollywood escolheu.
Reprodução

Ben Affleck em Argo (2012)
Latinos não são difíceis de se encontrar nos Estados Unidos. Ainda assim, Ben Affleck foi o escolhido para viver Tony Mendez, um funcionário da CIA com raízes mexicanas.
Reprodução