Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Games: os 10 jogos mais difíceis

Conforme os anos de um jogador experiente passam ele experimenta alguns títulos inesquecíveis por várias razões diferentes, e entre esses fatores está a dificuldade de um jogo. Todo bom jogo precisa ter um equilíbrio entre a dificuldade, para que a pessoa se sinta desafiada, e o bom senso, para que o desafio não se torne um trauma para o resto dos dias de vida da pessoa.

Confira abaixo os jogos que mais te fizeram ler essas duas palavras (Foto: Reprodução)

Ao longo da história dos games, especialmente nos anos 80 e 90 onde a indústria estava se expandindo de maneira acelerada, foram lançados alguns jogos que simplesmente não tinham esse ponto de equilíbrio, transformando a experiência de jogo em algo inesquecível, mas da pior maneira possível.

Existem jogos virtualmente impossíveis de serem terminados sem a ajuda de um código de trapaça, jogos que não perdoam o jogador e o castigam a cada hora perdida no jogo, o que leva o jogador à frustração e revolta. Se por acaso o jogador decide dar uma nova chance ao jogo, é a mesma coisa que pedir pra apanhar novamente e sair chorando. São jogos assim que serão inclusos na lista a seguir. Além disso o jogo não deve ser difícil por ser mal feito, ao contrário, iremos citar grandes jogos que são difíceis, por serem fruto de mentes genialmente insanas, com um design difícil por natureza.

Jogadores veteranos, preparem-se para resgatar memórias sinistras nessa matéria, onde certamente irão se arrepiar com algum dos jogos que iremos citar. Lembrem-se, tudo é passado, mas vale a pena relembrar. Vamos começar:


10 – Contra (NES – Konami) 
Contra (Foto: Divulgação)


Quem jogou Contra no NES sabe o que significa um jogo realmente difícil. Com apenas 3 vidas, era impossível terminar um jogo grande, onde os inimigos apareciam a qualquer momento a uma velocidade incrível e sem o menor aviso prévio, por todos os cantos da tela.

Mas, existe um trunfo nesse jogo: O famoso Konami Code que permitia dar ao jogador 30 vidas, que seriam muito bem (rapidamente) gastas no decorrer das fases. Sem falar que a Spread Gun, a arma que atira bolas vermelhas para 5 lados diferentes é obrigatório para se dar bem no jogo. Pela dificuldade exagerada, mas compensada por algumas regalias, ele fica na décima posição.

9 – Zelda II: The Adventure of Link (NES – Nintendo)
 Zelda II: The Adventure of Link (Foto: Divulgação)


O segundo jogo da série que faz sucesso até os dias de hoje mistura a jogabilidade tradicional de um RPG (com a câmera de cima) com ação lateral em plataforma. E essa é a parte onde o bicho pega, literalmente. As partes side scrolling do jogo são bem traiçoeiras, onde Link pode pular de uma plataforma a outra e ser atingido por um monstro no meio do pulo, onde ele é jogado para trás (normalmente a causa de sua morte).
Sem falar que o jogo é enorme e os calabouços cheios de monstros, em especial um olho voador que cospe fogo na sua cabeça.

8 – Castlevania (NES – Konami)
 Castlevania (Foto: Divulgação)


Outra franquia que mantém o sucesso nos dias atuais éCastlevania, onde o primeiro jogo da série é considerado um dos mais difíceis de todos já lançados. Quem já jogou Castlevania no passado, com certeza sentirá um frio na espinha ao se lembrar das cabeças de medusa, dos Frankensteins que nunca morriam e dos chefes igualmente irritantes, como a Morte e o próprio Drácula, especialmente quando este se transforma em sua forma final.

Um jogo que poucas pessoas tiveram nervos para chegar ao fim, sem pronunciar palavras de baixo calão em voz alta.

7 – Devil May Cry 3 (PS2 – Capcom)
 Devil May Cry 3 (Foto: Divulgação)


Esse jogo não é tão antigo assim, mas conseguiu deixar a sua marca nessa lista por um motivo interessante: Em 2005, quando o jogo foi lançado no Japão e em seguida nos Estados Unidos, houve uma mudança na dificuldade em sua versão ocidental, onde o nível Hard da versão japonesa se tornou o nível Normal nos Estados Unidos, e o que ia além disso era algo insanamente frustrante e difícil.

A explicação dos produtores foi que o mercado japonês não gosta de jogos difíceis demais, por isso a redução (ou normalidade) na versão japonesa. Para compensar isso, foi lançada uma edição especial do jogo, Devil May Cry: Special Edition. Já viu algum jogo ter uma nova versão lançada apenas por ser difícil demais?

6 – Shinobi (PS2 – Sega) 
Shinobi (Foto: Divulgação)


É fato que todos os jogos da série Shinobi são difíceis, mas este em especial, tem um elemento que o faz entrar para essa lista. A espada do personagem principal (bem charmoso por sinal, usando um grande lenço vermelho em seu traje) consome energia a cada vez que é utilizada. A energia é reposta a cada inimigo morto, mas se a energia de sua espada acaba, todos os seus movimentos passam a consumir a vida do seu personagem, transformando um jogo já difícil em algo ainda pior.

Não se esqueçam que o jogo não tem checkpoints e os mapas possuem buracos enormes, onde um passo errado é fatal. De fato, você precisa ser um ninja para conseguir vencer nesse jogo.

5 – Ikaruga (GameCube e XBLA – Treasure)
Ikaruga (Foto: Divulgação)


Jogos de nave são difíceis por natureza. Eles caíram em “desuso” na indústria exatamente por isso, mas isso não quer dizer que não tenhamos um representante do gênero, e este é Ikaruga, para Game Cube e Xbox 360.

O jogo permite que sua nave tenha um escudo que tem duas formas, para dois tipos diferentes de ataques que os inimigos possuem. Uma compensação é que se você absorver o tipo certo de tiro inimigo com seu escudo durante um determinado tempo, terá o direito de disparar um super ataque com lasers teleguiados, o que é bacana, mas não tira a dificuldade elevada ao cubo desse jogo. Prepare-se para apertar muitos botões antes de começar uma partida em Ikaruga.

4 – F-Zero GX (Game Cube – Nintendo)
 F-Zero GX (Foto: Divulgação)


F-Zero é um jogo divertido, até certo ponto. Bonito e com uma sensação incrível de velocidade, as corridas são emocionantes em níveis fáceis, apenas. A versão paraGame Cube de F-Zero GX mostra o lado negro da série, com inimigos que não pensam duas vezes em te jogar para fora da pista, e que muitas vezes chegam a correr até mais do que o mesmo veículo, se usado pelo jogador.

Surgiram muitas críticas dos jogadores a respeito desse “roubo” por parte do computador, o que torna o jogo além de difícil, extremamente injusto.

3 – Franquia Ninja Gaiden (Tecmo)
Ninja Gaiden 2 (Foto: Divulgação)


A série Ninja Gaiden mereceu estar no Top 3 dessa lista. Não apenas um jogo específico de Ryu Hayabusa, mas literalmente todos. Pois não há um jogo dessa série que não seja difícil a ponto de você querer quebrar o controle do seu videogame de tanto ódio.

Dificuldade frustrante, jogabilidade acelerada (o que é bom), mas compensada com dezenas de inimigos repentinos pela tela. Lembrem-se também das partes onde o ninja pula entre as plataformas, com chuvas de monstros que te jogam para trás, em um abismo sem fim.



2 – Franquia Ghouls & Ghosts (Capcom)
 Ghouls & Ghosts (Foto: Divulgação)


Outro grande destaque de nossa lista, a implacável sérieGhouls & Ghosts é considerada uma das mais difíceis da história, onde apenas os mais corajosos tiveram estômago para aturar esse jogo até o final. 
Pra começar, o jogo é difícil desde a primeira fase, onde caso você avance outras e morra (o que não é difícil), precisará começar o jogo todo, desde o início. Dois ou três acertos e você está morto, basicamente. Se quer sofrer, jogue Ghouls & Ghosts, ou o jogo mais difícil da história, que está no primeiro lugar…



1 – Battletoads (NES – Tradewest)
Battletoads (Foto: Divulgação)

Existe alguma pessoa que jogou a versão NES deBattletoads e não o considera o jogo mais difícil de todos os tempos? O campo de comentários está aberto a todos, pois esse jogo merece a Medalha Hardcore de Ouro. Ele tem a capacidade de traumatizar quem o jogou e nunca conseguiu chegar ao final de maneira honesta. Simplesmente não dá. Muitas infâncias de pequenos gamers foram assombradas e depois de 20 e poucos anos, com uma coordenação motora melhorada e reflexos mais aguçados, ainda não conseguem terminar esse maldito jogo.

Quando a extinta Tradewest o lançou, ele deveria ser um concorrente direto de outros super heróis: As Tartarugas Ninja. Mas as tartarugas conseguiram vencer os sapos de Battletoads no mercado, sendo mais populares e dando continuidade na franquia. Já os sapos também ficaram famosos, mas por outra razão: Um jogo onde cada fase tem uma jogabilidade diferente, seja lutas a pé, seja em rapel dentro de uma caverna, ou as famosas viagens em serpentes gigantes e o túnel com as motos voadoras.

Poucas pessoas conseguiram ver o final desse jogo, e essas pessoas são verdadeiros heróis solitários, que nunca terão a fama que merecem por terem conseguido algo tão incrivelmente difícil de ser feito. Battletoads, sem dúvidas, é a mais plena frustração e revolta, personificada em forma de jogo. Houve um remake da versão NES para o Mega Drive, mas os produtores foram bem espertos em diminuir o nível de dificuldade para algo mais aceitável e possível de terminar. Mas dificuldade igual deBattletoads do NES, não existe jogo igual, e tomara que nunca mais exista.



Menção honrosa – I Wanna be the Guy
 I Wanna be the Guy (Foto: Divulgação)

Mesmo depois que soframos tanto com esses jogos dificílimos, ainda existe um momento para homenageá-los, e na internet existe um jogo simples que tem os toques retrô dos anos 80 aliados à dificuldade alucinante de jogos que estamos comentando ao longo deste artigo. Ele se chama I Wanna be the Guy (Eu quero ser O Cara), e como o próprio nome sugere, você precisa ser "O cara" para terminar esse jogo, que foi criado especificamente para deixar os seus nervos à flor da pele.

Esse jogo apenas não entrou na lista acima por um simples motivo: Não foi um trabalho muito famoso ou notório na indústria, foi um jogo simples criado através de um plugin de Flash. Mas ainda assim, possui uma dificuldade memorável e que resgata momentos de vários jogos hardcore, como Ghouls & Ghosts, Ikaruga, Castlevania (com as cabeças de medusa inclusas) e muito mais. Para quem quer sofrer e ao mesmo tempo dar muitas risadas com as paródias inclusas nesse game, pode fazer o download gratuitamente no site do criador do jogo.