Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Noiva do Cordeiro, nessa vila brasileira só tem mulher

Já ouviu falar em Noiva do Cordeiro? É uma cidade do Estado de Minas, que está cheia de mulheres dando sopa. Quase não se veem homens no local e os que estão lá já são comprometidos com alguma delas. A coisa tá feia na cidade, não existe nenhum homem disponível para as solteiras.

Acontece que, Noiva do Cordeiro, foi fundada por uma mulher que foi escorraçada pela população de uma vila do município de Beto Vale, acusada de adultério. Ela abandonou o casamento arranjado pelos pais pra viver com o verdadeiro amor da sua vida. Por conta disso, ela e a família ficaram mal vistas por todos pelo resto da vida.

Foi aí que Noiva do Cordeiro surgiu composta por mulheres rejeitadas pela sociedade. A cidadezinha hoje tem cerca de 300 mulheres. A maioria entre 20 e 35 anos. Os cuecas, quando completam 18 anos, saem pra trabalhar fora da vila, de segunda à sexta-feira, e só podem retornar aos finais de semana. Portanto, a mulherada dá duro pra manter, sozinhas, a ordem no paraíso.

Não tem moleza! A pequena cidade fica na região rural. Elas ralam bastante e se viram sozinhas. A mulherada planta, colhe, limpa, lava e passa. E são duras na queda. Elas já avisam: quem quiser viver lá, tem que obedecer as regras!

— Muitas coisas as mulheres fazem melhor que os homens. Nossa cidade é mais bonita, mais organizada, e muito mais charmosa do que se os homens estivessem no comando, disse Nelma Fernandes, 23, em entrevista ao site gringo Metro.

A cidade é pequena sim, mas tá longe de ser paradona. Tem muita diversão. Se não tem, elas arrumam o que fazer! Fazem eventos, desfiles das modelos, e deixam os poucos e coitados homens babando.

Apresentação musical? Tem também! As mulheres já fizeram um cover de Lady Gaga ao vivo na cidade...

Noiva de Cordeiro foi ganhando força feminina e ficou cada vez mais comentada. Virou destaque dos principais tabloides gringos, como Metro e Mirror.

Só que essa escassez toda de homens tá deixando a mulherada maluca.

Elas cansaram de ser solteiras e fizeram um apelo para os solteirões locais darem as caras por lá, porque elas não vão abandonar o barco e sair da cidade pra arrumar um partido.

Já avisaram:
— Todas nós sonhamos em encontrar um cara, se apaixonar e casar. Mas gostamos de viver aqui e não queremos deixar a cidade pra encontrar um marido.

Lá, elas têm tempo de sobra pra fofocar. Inclusive no trabalho...

Todo o trabalho é feito em equipe.

Com tantas mulheres assim, comida boa é o que não falta.

Parece o paraíso, mas elas não estão muito felizes com a seca de homens.

A cidadezinha ganhou fama.

Tem muitas festinhas.

Mas homem que é bom, nada. Quando tem, os caras já são ou casados ou peguete de alguma amiga. Aí fica triste...

Mas são elas que mandam lá!

Fonte: Noticias R7

Fotos: Reprodução/Facebook