Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Dicas de filmes românticos que não são melosos

Para fugir do óbvio sem deixar de falar de amor. Todo mundo gosta de um pouco de romance, mas ninguém é obrigado a aguentar os casais que se odeiam-e-se-amam das comédias românticas, nem as longuíssimas declarações de amor de Romeu e Julieta.

Se você é desses que detesta filmes melosos, mas tem um coração romântico por trás de toda essa valentia, então esta lista é para você.

Confira 15 filmes românticos que não são água-com-açúcar:

Ela (Her, Spike Jonze, EUA, 2013)
Ele se apaixona por ela, os dois se conhecem, se deixam conhecer, algo dá errado. Uma história romântica comum, se não fosse pelo fato de que ela é um sistema de computador, e de que ninguém nesse filme sabe exatamente o que é o amor.

O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook, David O. Russell, EUA, 2012)
Os dois já amaram muito, mas perderam seus queridos de uma forma ou de outra. Ambos desenvolvem comportamentos levemente enlouquecidos para superar a dor, e é justamente isso, contra todos os julgamentos, que os acaba aproximando.

Weekend (Andrew Haigh, Reino Unido, 2011)
Às vezes, um encontro qualquer numa boate pode causar marcas profundas em dois amantes – mesmo que seus caminhos não se cruzem por mais de um fim de semana.

Namorados Para Sempre (Blue Valentine, Derek Cianfrance, EUA, 2010)
Um casal está junto há muitos anos e sabe que seu amor já foi muito intenso, mas o tempo passou e trouxe mudanças. Ela cresceu e construiu uma carreira, enquanto ele parece ter continuado no mesmo lugar. Haverá um futuro possível?

O Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (Eternal Sunshine of the Spotless Mind, Michel Gondry, EUA, 2004)
Todo casal passa por crises, mas este decide tomar providências mais radicais, apagando da memória tudo o que passaram juntos. O problema é que as lembranças ruins vêm junto com as boas, e o sentimento tenta persistir.

Once (John Carney, Irlanda, 2006)
Do mesmo diretor de “Mesmo Se Nada Der Certo” (2014), “Once” mostra o encontro criativo entre dois músicos – apenas pessoas comuns, pouco especiais, que nem mesmo ganham nomes no filme. Sua relação passa por altos e baixos, mas sua parceria musical se fortalece.

Closer (Mike Nichols, EUA/Reino Unido, 2004)
Dois casais se conhecem e se entrelaçam, revelando sentimentos múltiplos de amor, paixão, prazer, cumplicidade e curiosidade, enquanto cada personagem mostra seus segredos e seu lado sujo.

Encontros e Desencontros (Lost in Translation, Sofia Coppola, EUA/Japão, 2003)
Um ator americano está no Japão para gravar um comercial e, durante mais uma de suas noites em claro, conhece Charlotte, a esposa de um músico que também viaja a trabalho. Mais do que se conhecerem profundamente ou se apaixonarem, o que eles fazem é compartilhar a solidão, unindo forças para enfrentarem o caos de Tóquio.

Amor à Flor da Pele (Fa yeung nin wa, Wong Kar Wai, Hong Kong/França, 2000)
Dois vizinhos se conhecem quando desconfiam que seus respectivos parceiros os estão traindo. Mesmo descobrindo que têm muito em comum, eles renunciam ao amor, determinados a não cometerem o mesmo erro.

Melhor É Impossível (As Good As It Gets, James L. Brooks, EUA, 1997)
Marvin é um homem difícil, cheio de manias, que só não é totalmente solitário graças a seu vizinho, a quem despreza, e à garçonete Carol, que o atende apesar de sua grosseria e por quem nutre um sentimento que não quer admitir.

Antes do Amanhecer (Before Sunrise, Richard Linklater, EUA/Áustria/Suíça, 1995)
Primeiro de uma trilogia que levaria 18 anos para ser completada, “Antes do Amanhecer” é um estudo sobre a afinidade de duas pessoas com caminhos muito diferentes. Ao longo de uma única tarde, Jesse e Celine se conhecem e conversam, trocando intimidades que nunca imaginariam trocar com um estranho.

True Lies (James Cameron, EUA, 1994)
Arnold Schwarzenegger pode não ser o mais romântico dos atores de Hollywood, mas “True Lies” é um filme sobre amor. Ele interpreta um agente secreto, que vai à loucura quando começa a suspeitar que sua esposa esteja tendo um caso.

Maurice (James Ivory, Reino Unido, 1987)
Em meio à sociedade inglesa no início do século XX, dois homens declaram seu amor um ao outro. Para não abrir mão de sua posição social, um deles desiste do romance e decide se casar com uma mulher, enquanto o outro vai atrás de sua  felicidade.

A Primeira Noite de Um Homem (The Graduate, Mike Nichols, EUA, 1967)
Ben acaba de se formar no colégio, quando conhece e é seduzido pela senhora Robinson, muitos anos mais velha e casada. Quando a euforia da aventura passa, ele descobre estar apaixonado pela filha dela.


Fonte: Guiadasemana por Juliana Varella