Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

As piores produções cinematográficas de 2014

Mais um ano está chegando ao fim e é hora de analisar tudo que ele nos trouxe. 2014 foi um ano bastante frutífero para o cinema, com diversas produções de qualidade e revelações de talentos na atuação e na direção de filmes. Mas como nem tudo são flores existem aqueles longas que pisaram na bola feio.

10. Se Eu Ficar
 Adaptação de um best-seller de sucesso, o drama trouxe a queridinha do momento Chloë Grace Moretz como a protagonista Mia, que sofre um acidente grave que a deixa em coma. Porém, o enredo, que tinha tudo para ser um drama pesado sobre a morte iminente e até navegar sobre temas mais profundos como a experiência de quase morta, descrita pelos espiritas, acaba tomando ares de dramalhão "teen" e se distanciando bastante do tom da obra original.

9. Transformers 4: A Era Da Extinção
Michael Bay é insistente, isso ninguém pode negar. O mais recente filme da franquia "Transformers" foi um sucesso de bilheteria entre o público brasileiro, como esperado, porém, o seu clássico clichê de cenas de ação desprovidas de contexto, falta de coesão narrativa e explosões em excesso comprova o que muitos já suspeitavam. Para Bay, o que importa é repetir fórmulas e manter o senso comum. Inovar não é lá uma de suas maiores preocupações. Mas ainda é válido para quem curte o gênero.

8. Need For Speed
Nem o apelo do sucesso da franquia de games foi capaz de segurar o enredo genérico do longa. Logicamente, as cenas de ação e outros elementos de "entretenimento" estão lá, mas não foi o suficiente para compensar a história tediosa e cheia de fatos improváveis.

7. Inatividade Paranormal 2
Se o original (Atividade Paranormal) já era cômico pelas muitas cenas toscas de aparição de fantasmas, a versão paródia conseguiu exatamente o contrário. É tudo, menos engraçada. A sucessão de piadas ruins e a clara tentativa de imitar o estilo de filmes do gênero como Todo Mundo Em Pânico - que, inclusive, é do mesmo produtor - rendeu ao cinema uns dos maiores fails de 2014.

6. Vestido Para Casar
Se você ainda não assistiu à comédia nacional, perdeu a oportunidade de ver Leandro Hassum, na pele de Leandro Hassum, interpretando Leandro Hassum, com leve toque de inspiração de, sim, Leandro Hassum. Não que o mesmo tenha pretensões maiores do que parodiar a si mesmo eternamente, mas o filme de Gerson Sanginitto tentou, sem sucesso, uma versão das famosas comédias românticas sobre casamento americanas. Como se grande parte delas já não fosse ruim o suficiente.

5. Sin City 2: A Dama Fatal
Muita expectativa para pouco conteúdo. Assim pode ser resumida a trajetória (falha) do longa de Frank Miller. Muito agarrado ao seu visual conceito, só sobra ao longa um roteiro fraco, cenas desnecessariamente violentas e a hiperssexualização de suas musas como Jessica Alba, que aliás, é uma ressalva em meio ao caos que foi a sequência.

4. Um Milhão De Maneiras De Pegar Na Pistola
Não é só o título que classifica a comédia como uma das piores do ano. Conhecido por suas piadas ácidas e pesadas, Seth Macfarlane reuniu astros consagrados como Charlize Theron e Liam Neeson, mas nem isso salvou o filme das sequências longas e apelativas.

3. Frankenstein: Entre Anjos E Demônios
Talvez uma das piores adaptações do conto de Mary Shelley, embora seja adaptação do quadrinho I, Frankenstein. Só de apresentar o famoso monstro em uma versão galã interpretado por Aaron Eckhart já é motivo suficiente para entender que o longa foge totalmente da clássica história. Apesar dos bons efeitos visuais, os fãs de Frankestein têm todas as razões para mostrarem-se decepcionados com a versão da produtora Lionsgate. Não só falta roteiro, como as  cenas de ação são confusas e os personagens mal desenvolvidos. Fica com a medalha de bronze.

2. Copa De Elite
Com o objetivo de fazer graça em cima de sucessos do cinema nacional, como Tropa De Elite, Cidade De Deus, Se Eu Fosse Você e até com a autobiografia deBruna Surfistinha, a comédia tentou abraçar o mundo, mas acabou deixando tudo cair, apesar de contar com um elenco de personalidades conhecidas no mundo do humor brasileiro. Uma versão, bem piorada, das sketches de Casseta e Planeta.

1. Juntos E Misturados
Repetindo as parcerias entre Adam Sandler e o diretor Frank Coraci e do ator como par romântico de Drew Barrymore, a comédia traz novamente o astro no papel de um típico cara atrapalhado, ou para bons entendedores idiota, que tem a difícil missão de criar os filhos sozinho. Mas em uma viagem conhece a, então neurótica, mãe solteira vivida por Barrymore. Depois de muitas confusões, os dois iniciam um relacionamento. Um festival de clichês e piadas dignas de um aluno da 4ª série que rende ao longa nossa primeira posição.


Fonte: Cineclick
Fotos: Reprodução/Divulgação