Rondonópolis/MT,

18 fases sensíveis que você passa quando nasce uma espinha no seu rosto

Você acorda e, ao se olhar no espelho, vê que o inevitável aconteceu. Lá esta ela, parada, te olhando frontalmente como que te desafiando. Sua postura é: - quero ver você me tirar daqui! Uma enorme espinha... Enorme espinha, enorme espinha, enorme espinha... Fica ecoando em sua mente. Parece que cada vez que você pensa nela o tamanho aumenta. Você quer parar de pensar. Não quer pensar. Quem te convidou para o meu rosto? Eu que não fui.

É uma história mais velha do que o tempo em si:

Você acorda de manhã se sentindo muito otimista, crente que este vai ser o melhor dia de todos os tempos.

Até se ver no espelho e a sua vida começar a desmoronar lentamente.
Começa o berro interno.

1. Você analisa a situação de perto e com cuidado.

Se você estiver mais perto dos 30 anos de idade do que dos 15, pode ser que você esteja questionando seriamente se o universo está te perseguindo.

O que parece para você: uma p**ra de uma cratera visível do espaço.

O que te faz sentir: como se ela estivesse queimando um buraco maldito na sua cara!

2. Você se dá o trabalho de amaldiçoar este residente intruso e também a posição específica que ele escolheu.

Bem debaixo do seu nariz, bem no seu queixo e bem na sua maldita sobrancelha — perfeito!

3. Um período negro de auto-aversão e angústia se instaura.

Malditos hormônios! Maldita cara! Maldito pontinho!

4. Você decide nunca mais sair do seu quarto. Você vai viver como um eremita e nunca mais voltar ao mundo lá fora.

5. Mas não, você tem a sua VIDA PARA VIVER! ! Você toma um banho quente para ponderar as suas opções.

6. Você tenta camuflar a intrusa indesejável usando as suas sensibilidades fashion aguçadas.

Golas rolê estão na moda. Cachecóis estão na moda. Sacos estão muito na moda!

7. Você então a abafa com maquiagem e corretivos.

Perfeito.

8. Se tudo falhar? Você considera usar a solução popular de lidar com espinhas.

Uma opção que dará os resultados mais instantâneos, mas também poderá deixar o maior estrago.

9. Você percebe que mesmo se você conseguir escondê-la, você terá que viver sabendo que ela está lá — no seu rosto, onde ela poderia muito bem ficar para sempre.

10. Você se convence de que toda esta experiência fará de você uma pessoa mais forte e pé-no-chão.

11. Você toma outro banho quente para ponderar as suas opções.

12. Você tenta barganhar, até entender que isto é uma coisa sobre a qual você não tem controle.

13. Você tenta olhar pelo lado positivo. As coisas poderiam ser piores, né?

14. Você dá uma olhada no seu calendário e percebe que provavelmente tem alguma coisa muito importante marcada para hoje.

15. Frustração e ansiedade tomam conta de você quando você imagina como os seus entes queridos reagirão a esta tragédia.

“É grave?”

16. Você fica um pouco histérica quando ninguém parece notar a sua intrusa.

17. É neste lindo momento que você encontrará aceitação e paz de espírito.

Quer dizer, tanta aceitação e paz de espírito quanto for possível encontrar quando se tem uma espinha na cara.

18. Porque essas espinhas idiotas são ótimas equalizadoras — NINGUÉM ESTÁ A SALVO. E é nesse pensamento que você encontrará serenidade.


Foto de capa: acneandme.tumblr.com