Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Cirurgia plástica íntima para homens e mulheres

O desconforto com o próprio corpo tem levado homens e mulheres às clínicas de cirurgia plástica. Mas quando a insatisfação é com a aparência dos órgãos genitais, o assunto ainda é tabu para muita gente. Segundo especialistas, se as imperfeições afetam a auto-estima e a vida sexual dos pacientes - muitos se sentem constrangidos - a cirurgia plástica íntima pode ser a solução. Entre os homens, a maior queixa é quanto ao tamanho ou formato do pênis, já as mulheres costumam reclamar do desenho dos lábios, do excesso de gordura na região pubiana ou do "alargamento" do canal vaginal, comum após sucessivos partos normais.

- É preciso estar à vontade, seguro com o próprio corpo, para ter uma vida sexual saudável e satisfatória. Muitas imperfeições podem causar desconforto e constrangimento - explica o cirurgião plástico José Teixeira Gama, secretário-geral da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

O estreitamento do canal vaginal é reivindicado, em geral, por mulheres que já tiveram partos normais. Muitas vezes, a sensação de "alargamento" vem acompanhada da queda da bexiga e, nestes casos, a cirurgia - conhecida como perineoplastia - é realizada pelo ginecologista. A técnica consiste na reconstrução da musculatura vaginal.

- A perineoplastia só está indicada nos casos em que há laceração da musculatura que compõe a vagina, parede anterior ou posterior. E se isso traz algum transtorno para a paciente (perda de urina aos esforços, por exemplo). O tempo de recuperação é em média de 15 dias, mas o tempo de retorno a todas as atividades da vida normal é maior, cerca de 30 dias - explica a ginecologista Juraci Ghiaroni, professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e chefe do Serviço de Ginecologia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF).

O formato dos lábios vaginais é outra queixa comum do público feminino. Se há diminuição do volume dos grandes lábios, a técnica mais segura e usada pelos cirurgiões plásticos é o enxerto de gordura, retirada de outras partes do corpo.

- Em geral, a paciente apresenta acúmulo de gordura em áreas, como a cintura ou a barriga, sendo indicada então uma lipoescultura, com lipoaspiração dessas regiões e aplicação da gordura nos grandes lábios, aumentando seu volume. As cicatrizes são pequenas, menores que um centímetro - explica a cirurgiã plástica Natale Gontijo Amorim, assistente do cirurgião Ivo Pitanguy.

Por outro lado, a hipertrofia dos pequenos lábios também aflige muitas mulheres. Algumas chegam a ficar constrangidas em usar calças apertadas e biquínis. Além disso, a imperfeição pode atrapalhar o ato sexual. Segundo os especialistas, a cirurgia indicada é bem simples e as cicatrizes são praticamente imperceptíveis.

- Como são cirurgias de pequena extensão, a recuperação é rápida. A paciente fica internada durante 24 horas no hospital. Os locais ficam inchados durante três a quatro semanas. Após este período, a paciente está liberada para todas as atividades. E nenhum desses procedimentos altera a sensibilidade do local, pois os cortes são pequenos - esclarece Natale.

Já o acúmulo de gordura na região pubiana é uma insatisfação que atinge tanto homens quanto mulheres - em geral, acima do peso. Para estes pacientes, a técnica mais indicada é a lipoaspiração.

- No caso de acúmulo de gordura no pubes, podemos tratar com lipoaspiração usando cânula fina. As cicatrizes são pequenas, menores que um centímetro - esclarece a cirurgiã plástica.

No caso dos homens, o excesso de gordura costuma causar redução aparente no tamanho do pênis.

- A gordura pré-púbica em excesso pode fazer com que o pênis fique embutido (isso é muito comum em crianças). A lipoaspiração no local é o último recurso, sempre devemos tentar a reeducação alimentar e a prática de exercícios físicos para tentar diminuir esse acúmulo de gordura - pondera o urologista Luciano Favorito, médico do Hospital Municipal Souza Aguiar, no Rio, e integrante da Sociedade Brasileira de Urologia.

Prótese peniana é indicada apenas para casos de impotência

No entanto, a maior reclamação do público masculino é em relação ao tamanho do pênis. Esse tipo de cirurgia é feita pelo urologista.

- A cirurgia para aumento de pênis é feita através de uma incisão na região pubiana com secção do ligamento suspensor do pênis, esse procedimento pode aumentar o tamanho do pênis em até três centímetros. Mas só deve ser realizada em casos muito selecionados - explica o urologista.

Já a prótese peniana é indicada apenas para pacientes com perda da função erétil. É realizada através da colocação de cilindros de silicone (infláveis ou não) dentro do corpo cavernoso (região do pênis). A recuperação é rápida e geralmente o paciente volta a ter relações sexuais após 30 a 40 dias.

A cirurgiã plástica Natale Gontijo Amorim lembra que muitos desses procedimentos exigem acompanhamento psicológico.

- Devemos lembrar que, muitas vezes, essas alterações causam um distúrbio psíquico, sendo essencial o suporte de um psicoterapeuta - diz.

Fonte: O Globo-online