Rondonópolis/MT,

Capoeira: seu crescimento em jogo!



Menos gordura e timidez. Mais força, flexibilidade, agilidade, reflexo e conhecimento. Quer tudo isso? A capoeira dá. Ponha esse esporte na rotina

Pense num capoeirista. Imaginou alguém com o shape forte e definidaço? Acertou, mas só em parte, porque tem mais. A capoeira turbina, sim, os músculos do corpo todo. Ao mesmo tempo, incinera gorduras. “Estudos científicos apontam que você gasta entre 600 e 1000 calorias na aula de uma hora”, diz Fernando Ennes, o Mestre Bocão, professor da faculdade de educação física da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) – em dois Big Macs, há 982 calorias. Agora, veja a outra parte.

De grande amplitude e explosivos, os movimentos do esporte turbinam flexibilidade e agilidade. “Capoeira aprimora a habilidade de acompanhar um ritmo com movimentos do corpo e sua percepção de espaço.” Quer mais? Tem. A sociabilidade e o conhecimento também melhoram, assim como seu tempo de resposta física a um comando visual e sonoro. Uma pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) analisou capoeiristas iniciantes (com até seis meses de prática) e experientes (com ao menos três anos) nesse quesito. Resultado: o segundo grupo acertou muito mais. Curtiu? Ganhe tudo isso pondo na rotina os movimentos elencados nesta reportagem. Você pode associá-los ao seu treino de musculação, de corrida ou a outra modalidade – até virar um capoeirista.

Aula de expert
Estes exercícios e movimentos foram indicados por Paulo Renato, professor de capoeira da Academia Bodytech, em São Paulo, e Mestre formado pelo grupo N’Golo Capoeira, de Brasília. Converse com seu treinador antes de executá-los.


Salto estendido
Corra cerca de 30 metros para frente, pare subitamente e volte correndo de costas. Aí, agache rapidamente para fazer a posição de flexão de braços. Depois, dobre os joelhos para levantar e saltar levando as mãos para cima e estendendo o corpo. Faça 3 séries de 10 repetições.
Maior benefício Dá agilidade a mudanças bruscas de movimentação e turbina a impulsão.


Aranha com giro e flexão
Afaste os pés numa largura maior que a dos ombros, abaixe o tronco e ponha as duas mãos no chão. Levante o braço esquerdo e, ao mesmo tempo, arraste seu pé direito para frente até quase esticar a perna. Volte à posição inicial e repita do outro lado. Faça 2 séries de 10 repetições.
Maior benefício Fortalece quadril, braços, abdome e ombros.


Abdominal canivete
Deitado de barriga para cima eleve as pernas esticadas o mais alto que conseguir. Para isso, tire a lombar do chão – só escápulas, ombros, braços e cabeça ficam no solo. Depois, desça até apoiar os glúteos e erga o tronco aproximando-o das pernas – os braços esticam para cima. Fique dois ou três segundos assim. Aí, desça o tronco e as pernas, mas não toque os calcanhares no chão. Faça 3 séries de 10 repetições.
Maior benefício Força abdominal.

História e estilos
Escravos desenvolveram a capoeira para lutar pela liberdade. Cantos, palmas e percussão ajudavam a prática a parecer dança em vez de luta, o que driblou represálias dos patrões. Até que alguns praticantes se envolveram em assaltos e revoluções. Aí, a capoeira virou ilegal. Mas seguiu existindo até virar esporte. Hoje, a Federação Internacional de Capoeira (Fica) estima que há 9,5 milhões de capoeiristas no mundo. “Queremos fazer da capoeira um esporte olímpico”, diz Valentim Mussarelli, o Mestre Tim, de Araras (SP), presidente interino da Fica. Ao longo da história, três grandes variações da prática se consolidaram…
Capoeira Angola
Em geral, a ginga e os golpes são lentos (como as músicas) e baixos, próximos ao chão. “O estilo é malicioso, e os movimentos buscam iludir o adversário”, diz Sérgio Vieira, o Mestre Sérgio, de São Paulo, doutor em antropologia pela PUC-SP. Na roda, o som costuma ser com três berimbaus, um atabaque, dois pandeiros e um agogô – além de palmas e cantos.

Capoeira Regional
“É objetiva, visa mais a luta em si”, afirma Mestre Sérgio. Os movimentos são velozes e altos, realizados longe do chão e até no ar: o jogo é bastante dinâmico. Na roda, em geral, o som percussivo leva um berimbau e dois pandeiros.

Capoeira Contemporânea
“Mistura os dois estilos anteriores e ainda pode incluir movimentos de outros esportes – ginástica olímpica, artes marciais”, explica Mestre Tim. Nasceu entre os anos 60 e 70, e sua formação instrumental varia bastante.

6 MOVIMENTOS BÁSICOS DA CAPOEIRA
Eles trabalham seu corpo todo: pratique na frente do espelho ou mande ver na roda…


Ginga

A base da capoeira: todos os movimentos começam e terminam na ginga
Deixe os pés paralelos e mais afastados que a largura dos ombros. Leve a perna esquerda para trás enquanto faz um ângulo de 90 graus com o cotovelo esquerdo e põe o antebraço à frente do queixo. Num movimento contínuo, volte e faça do outro lado. Os joelhos permanecem semiflexionados.

MarteloMovimento de ataque com a perna
Partindo da ginga, com a perna esquerda à frente e a direita atrás, erga o joelho direito trazendo-o para o lado do seu corpo, enquanto leva o braço direito para trás e o antebraço à frente do peito. Gire o quadril cerca de 90 graus para frente e estenda o joelho, dando o chute.

Meia-lua de compasso
Para ataque e contra-ataque, movimento giratório baixo com a perna
Na ginga, com a perna direita atrás, vire quadril e tronco para a direita. Apoie as mãos no chão: a direita, entre as pernas; a esquerda, à frente dela.Jogue o peso na perna esquerda e nas mãos, erga a perna direita esticada. Num giro, seu pé passa pelo adversário e volta para trás.



Armada
Movimento de ataque, alto e giratório
Com a perna esquerda à frente, vire só quadril e tronco para a direita. Quando seu rosto encarar de novo o adversário (seu corpo estará em torção), levante a perna direita esticada e siga girando o corpo. Sempre à altura de seu rosto, os antebraços acompanham o giro, se revezando para protegê-lo.



Movimento de deslocamento
É similar à estrela, da ginástica artística. Incline o tronco e apoie a mão esquerda no chão e depois a direita, enquanto joga quadril e pernas para cima. Seu pé esquerdo então vai aterrissar do seu lado esquerdo. Aí, chega o direito, enquanto você tira as mãos do chão e levanta o tronco para ficar em pé novamente.


Esquiva lateral
Movimento de defesa à meia-altura
Com pés paralelos e afastados numa largura maior que a dos ombros, deixe os joelhos semiflexionados e desça o tronco para encostar o abdome na coxa esquerda, enquanto dobra bastante o joelho esquerdo e estica a perna direita. O antebraço direito fica à frente do rosto para protegê-lo. O braço esquerdo se estica para trás.

Benefícios além da forma
Os movimentos e a dinâmica da capoeira dão a você muito mais que um corpo sarado. Veja só.

Menos timidez – Na roda, você precisa atacar, se defender, errar e acertar na frente de muitas pessoas. Você  aprende a se expor e se impor em meio a um grupo. Com o tempo, fica fera nisso.

Mais conhecimento – A grande maioria das aulas de capoeira também ensina muito sobre história do Brasil.

Mais musicalidade e ritmo – Você aprende a tocar instrumentos – pandeiro, atabaque, agogô, berimbau. Os movimentos do corpo realizados ao som
das cantigas também melhoram sua capacidade de sacudir o esqueleto conforme um ritmo: você vai mandar melhor na pista das baladas.

Fonte:Revista Men’s Health