Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Como se tornar um piloto de corridas


A descarga de adrenalina proporcionada pela velocidade é viciante. Faz os batimentos acelerarem e nos coloca em uma situação em que aprimoramos reações ou nos afetamos e comprometemos a concentração de vez. A habilidade de conduzir mente e máquina é um dos maiores prazeres humanos.

Infelizmente, somente a prática leva ao domínio da técnica. Em se tratando de velocidade, a oportunidade de praticar sua técnica como piloto nem sempre está à disposição. A rua não é um local adequado para se tentar aprender a pilotar um automóvel em alta velocidade ou testá-lo em situações que exijam condução agressiva. A pista é.

O Entre Coisas traz para você algumas dicas para se iniciar na arte da pilotagem e como praticar em um autódromo suas habilidades ao volante. Após esse guia, espero lhes encontrar dividindo curvas em uma pista de corridas ou minimamente sendo melhores motoristas no trânsito cotidiano.
Esse menino da foto se chama Vinicius Grigoletto. Fonte: http://vcgrigoletto.blogspot.com

Treinamentos de fábricas
Algumas montadoras não somente vendem um automóvel como treinam o comprador em como conduzi-lo corretamente. Um exemplo é o BMW Driving Training que oferece cursos em que situações de emergência que surgem no trânsito cotidiano são simuladas. Existem programas que se dividem entre curso básico, avançado e de proteção.

Com instruções que variam desde controle de frenagem e derrapagem à direção evasiva, o BMW Driving Training é um ótimo investimento para quem deseja se tornar um motorista melhor.

Kart
O kartismo é um esporte relativamente acessível a todos, independente de idade. Crianças podem se habituar desde cedo a pilotar um veículo a motor. O kart é uma grande escola devido às suas características dinâmicas privilegiadas. Uma vez que o volante é esterçado, o kart aponta para a direção comandada imediatamente. Poucos carros possuem agilidade de resposta como em um kart.

Além do mais, é no kart que se adquire uma série de conceitos vitais para quem deseja ingressar no automobilismo. Como sempre, cuidado com o vício, pois se entrar para o mundo das competições do kartismo a brincadeira pode começar a ficar bastante cara.

Oval
Novidade no circuito do kartismo amador, o agora famoso complexo da velocidade instalado em Nova Santa Rita-RS, Velopark, disponibiliza uma pista oval para os praticantes de kartismo amador. A divertidíssima modalidade permite um maior equilíbrio de habilidade entre os pilotos garantindo pegas do início ao fim, já que os carros dificilmente se afastam uns dos outros.

É uma ótima oportunidade para entender mecanismos como vácuo e para aprender a guiar em alta velocidade mantendo distâncias irrisórias dos oponentes.

Cursos de piloto
Em praticamente todos os autódromos brasileiros há pilotos que faturam uma renda fora das temporadas de competições ensinando aos leigos como acelerar nas pistas.

Após a primeira volta rápida você descobrirá que portar a carteira nacional de habilitação não significa em hipótese alguma que você é um bom motorista. Logo nas primeiras curvas você percebe que em alta velocidade seu automóvel pode se tornar uma fera arisca e completamente imprevisível.

Em um primeiro momento, é agoniante a sensação de que em termos de pilotagem você não sabe absolutamente nada. Entretanto, com a ajuda dos profissionais, acabamos chegando lá. Alguns desses instrutores são até mesmo credenciados pelas confederações estaduais de automobilismo, portanto, é possível até mesmo sair do curso filiado a elas.

Track Days
Eventos em que diversos pilotos amadores dividem a pista com seus carros pessoais, não preparados para uso em autódromos, soa como garantia de acidentes. Na prática, não é o que acontece.Track Days atraem uma legião de apaixonados que desejam todos aprimorar suas habilidades ao volante sem arriscar a vida de condutores e transeuntes no trânsito.

Tire seu carro da garagem, procure o autódromo mais próximo onde esses eventos são organizados e confira as dicas que deixamos a respeito desse hobby em crescimento.

Veloterra
Após praticar em algumas provas de kart e ter participado de Track Days, é possível que aprimorar sua técnica já não seja mais uma desculpa válida e que o bicho do metanol já tenha mordido você. Quando isso acorrer, uma boa alternativa de ingresso no automobilismo são as provas de Veloterra, uma competição off-road com veículos normais a não ser pelo peso totalmente aliviado.

Tudo o que precisa é pisar fundo na terra, aprender a conduzir um automóvel em condições de baixa ou nenhuma aderência para depois almejar categorias mais profissionais do automobilismo. O investimento aqui costuma ser mediano, uma boa relação custo-benefício em porta de entrada para o mundo dos esportes a motor.
Fonte: WebAdventure.

Formula Classic
Possui um clássico com cerca de 20 anos de idade sem uso? Que tal transformá-lo em um bólido de competição e ingressar na Fórmula Classic? A Classic é uma competição entre automóveis clássicos extremamente acessível.

Com algum investimento em segurança para seu antigo, basta pagar a irrisória taxa de inscrição e alinhar no grid ao lado clássicos da indústria automobilística brasileira. Então não perca a oportunidade de conhecer um pouco mais dessa categoria mágica.

Turismo de entrada
Em toda federação estadual existem competições de turismo amadoras. Embora algumas possuam cobertura nacional, o piloto amador tende a evitar os custos com transporte da equipe, portanto indico as modalidades regionais. O preço para manter uma equipe varia de competição para competição, regulamento para regulamento. Quanto mais extensa for a lista de modificações permitidas no regulamento, mais você terá de gastar para se manter no mesmo nível dos adversários.

A famosa Speed 1600 é um exemplo de competição em que poucas modificações são permitidas nas carrocerias Fusca e nos motores Boxer 1600. Existem outros exemplos como Marcas e TC1600. A categoria melhor indicada é a que melhor se adapta ao seu bolso e patrocinadores. 

Audi cria curso com certificado da Confederação de Automobilismo
Os professores são pilotos profissionais, todos na ativa em diferentes campeonatos, como Beto Gresse, que disputa Stock Car. O programa de pilotagem Audi Driving Academy, que começa a ser oferecido neste ano, tem três módulos – no segundo deles, você já sai com certificado homologado pela Confederação Brasileira de Automobilismo, que permite requerer a carteira de piloto B e, assim, disputar as principais competições automobilísticas. A brincadeira não é barata, claro. O primeiro curso é chamado de Programa S e custa R$ 5 mil. O segundo, RS, custa R$ 8 mil. O terceiro e último, R, sai por R$ 10 mil. Neste último, os participantes aprendem a pilotar o superesportivo R8, com potente motor V8 de 430 cavalos  e chega de 0 a 100 km/h em 4,6 segundos.

As datas dos cursos: Goiânia: 16/5 a 22/5, São Paulo: 16/7 a 22/7, Campo Grande: 26/9 a 2/10, Belo Horizonte: 5/12 a 11/12.
Informações:
 audi.com.br (Cláudia de Castro Lima)

Esse é um apanhado inicial. Existem muitas outras portas para ingressar no mundo da velocidade. Em geral, correr por hobby é extremamente custoso. Não é difícil, porém, buscar patrocínio no supermercado ao lado da sua casa. Basta ter cara de pau de explicar seu projeto e pedir.
Se você, praticante de automobilismo ou entusiasta, tiver outras sugestões, por favor, compartilhe nos comentários.
Nos vemos na pista.

Fonte: Papodehomem,Revista Vip