Rondonópolis/MT,

Atualizações

O Deus cristão


De um certo ponto de vista prático e realista, essas religiões cristãs pregam um Deus burro e limitado, já reparou? O Deus cristão, explicitamente humano, temperamental e vingativo, foge completamente daquela que seria sua concepção mais nobre, elevada e acertada, a de um ser plenamente inteligente, uma inteligência suprema, propriamente dita.

Vamos a um dos dogmas mais conhecidos: O castigo eterno por nossos pecados, no inferno. Então tá! Deus cria uma porção de seres, humanos, de uma complexidade e capacidade de sobrevivência tais, que fazem de sua criação o ser mais próximo à perfeição, neste planeta. Ok! Mas esta sua criação possui inclinações naturais das quais depende para sobreviver. Vamos pegar uma delas, o sexo, por exemplo. O Deus cristão nos criou dotados da inclinação sexual para a reprodução, mas na verdade, se fizermos sexo por mero prazer, e pior, com vários parceiros (não necessariamente ao mesmo tempo), estaremos pecando! E como pecadores, estamos condenados a torrar eternamente no inferno. Pois é. A história, na verdade, não bate, é incoerente, é um sistema burro e contraproducente.

Qualquer pessoa que costume refletir sobre essas coisas chegará à conclusão de que Deus, independente de qual possa ser sua natureza, está bem longe de ser assim. Sendo um ser plenamente inteligente (ou haveria uma chance de Deus ser burro??? Não, né!) teria coisas melhores a fazer do que ficar brincando de marionetes, criando seres com armadilhas em si mesmos para que nelas caiam na primeira oportunidade, com vistas a arderem no inferno. Imagine você: Uma “baita trabalheira” para criar um universo inteiro, um sistema planetário como o nosso. Um planeta de clima adequado que possibilitasse a sobrevivência de toda uma cadeia biológica. Seres como nós, repito, de uma complexidade fascinante, para de repente “pegar e jogar no lixo”, dizendo: “Esse aqui é sem-vergonha, não presta, vai pra fogueira”. Essas suposições me doem o raciocínio. E não é caso de as pessoas aceitarem isso. Elas nem se dão o trabalho de pensar nisso.

Medo!

Mais uma vez, essa é a palavra chave para entender todos esses dogmas religiosos. Convencendo seres inconscientes e, portanto influenciáveis e sugestionáveis, de que uma dada inclinação natural é algo “ruim”, fica fácil instilar-lhes a culpa. Sentindo-nos culpados, somos facilmente manipuláveis, pois faremos de tudo em busca da salvação:

“Olha, esqueça que o sexo é um mecanismo biológico natural! Ele é sujo, nojento, ridículo e PECAMINOSO”. Não façam sexo. Deus não gosta (apesar de em toda a sua perfeição, ter ele mesmo criado o sexo. Deuses também erram???). Não, Deus não gosta que você faça sexo, muito menos com várias pessoas. Se você fizer, estará condenado. Sim, condenado a arder nas chamas do inferno durante o resto da ETERNIDADE. Pois bem, mas Deus é misericordioso. “Sim, ele nos oferece uma saída: Basta que você o aceite como seu Salvador, e frequente a nossa igreja, e nos contribua com um dinheirinho todo o mês e pronto, você se liberta dos pecados.”

Então você vai lá, ouve o pregador, deixa uma parte dos seus ganhos com ele, e vai pra casa, livre e leve, com a alma renovada, perdoado e salvo dos seus pecados. Mas então, a natureza fala mais alto, e o instinto sexual (ou qualquer outra de nossas inclinações naturais) bate novamente no sujeito. E ele “peca” novamente. Pronto, instaurou-se o círculo vicioso. Impregnado até a alma de culpa por ter mais uma vez pecado, lá vai o sujeito novamente em busca de salvação na igreja mais próxima, munido com uma parte de seus rendimentos. Eis o mercado da salvação. Enfim, esqueça isso tudo, não acredite em nada mais que não leve você a ter a certeza de que, independente de qualquer fato, você é um ser divino e na pior das hipóteses, a obra-prima na natureza.

O trabalho das igrejas foi tão bem feito, que mesmo dizendo o absurdo de que fomos gerados pelo pecado, as pessoas acreditam, e continuam se achando “um nada”, afinal, tudo é pecado. A salvação não está neste mundo, porque se estivesse, seria pecado também. Por isso jogaram a salvação para depois da morte, afinal, de lá ninguém veio até hoje para contar como foi. E quando voltaram, e voltam ainda hoje, são tachados os mortos de demônios, e os médiuns, de esquizofrênicos.

E não bastasse essa volta toda, quando o sujeito está a beira da morte, quando não tem mais utilidade para mais nada, então bastam 5 minutos de um arrependimento “sincero” (na beira da morte até eu vou me arrepender sinceramente) e pronto, seus problemas “se acabaram-se”. Tá tudo perdoado! Vai em paz, filho!

23 comentários :

Anônimo disse...

Ué esse é o Deus que nós cristãos optamos servir, ninguém é obrigado a segui-lo, tem um outro deus por aí (o dos satanistas) que te dá do bom e do melhor aqui na terra, e conivente com qualquer coisa que você faça, seja algo bom ou mal, e ainda promete prazeres imensuráveis aqui nessa terra como depois da morte. Eu não entendo é porque se o Deus dos Cristãos é tão mal, e os cristãos são tão ignorantes, ainda tem gente como você perdendo tempo em explicar isso. Sirva satã e perca seu tempo falando bem dele. Simples assim.

Sei que você não vai publicar, mas pelo menos irá ler.

Valéria disse...

E porque eu não haveria de publicar?Talvez por você não ter se identificado?Respeito sua opinião embora ache que você não entendeu o texto.Eu acredito sim em Deus,eu respeito Deus sim,só não acredito que Deus queira que sintamos medo Dele e sim amor por Ele que na minha visão é um ser de bondade que jamais se vingaria ou excluiria sua criação maior,os seus filhos,já que Ele é Pai, por seguir esta ou aquela religião.

Josival disse...

Desculpe-me, mas você claramente não conhece o Deus dos cristãos. Primeiro que o inferno não existe, não como as pessoas imaginam e o sexo é um presente de Deus para a humanidade, mas somente para aqueles que são casados e sim, ele pode ser feito por prazer. Aqui você pode esclarecer alguns de seus questionamentos: http://novotempo.com/estaescrito
Que Deus te abençoe!!

Raphael disse...

Primeiro, Deus permite o sexo por prazer, mas dentro do casamento.
Essa coisa de sexo só pra procriação só é pregado em seitas e igrejas MUITO duvidosas.

Sobre o castigo eterno, Deus criou todos para a salvação, mas ele deu ao ser humano o livre arbítrio! Mas como toda escolha tem suas consequências, se optarmos pelas coisas ruins da vida teremos um destino final ruim. Como todo bom pai, Deus sabe disciplinar seus filhos quando são ruins e recompensa-los quando são bons!

Sobre os dizimos e ofertas, isso é bíblico e existe desde dos tempos de Abrãao! O importante não é quanto vc oferta e sim se vc oferta de coração. Igrejas precisam de dinheiro para pagar contas, fazer manutenção de suas instalações e trabalhos sociais.

Sobre o arrependimento no leito de morte, já leu na Bíblia sobre um dos ladrões que foram crucificados ao lado de Cristo? Até nossos últimos minutos de vida temos a oportunidade de salvação, mas como não sabemos quando morreremos, não é bom deixar pro último minuto (vai que não dá tempo)

E em relação aos mortos voltarem para falar com os vivos leia a parábola de Cristo sobre o rico e Lázaro. Ela mostra que após morrerem, espíritos não podem voltar pra falar com os vivos ou interferir em nossas vidas

Romani disse...

Ja ouviu falar da falácia do espantalho? Primeiro estude um assunto e depois tire suas conclusões..assim vc pode se sair melhor nas críticas. É so uma dica.

Roberto Copeti disse...

A verdade é que, antigamente, poucos sabíamos sobre leis da física e o universo. Fenômenos naturais poderiam ser considerados como “medidores do humor” dos deuses. Uma sociedade do século V poderia achar que um raio era obra de deus, ou se uma doença contaminasse sua população, seria considerado um castigo divino sobre os pecadores.

Ao longo da história, os fenômenos passaram a ser entendidos.
As ciências evoluíram e, atualmente, conseguimos explicar grande parte das coisas que acontecem ao nosso redor.
O conhecimento humano foi evoluindo e os ateus foram aumentando de numero conforme entendemos melhor o universo em que vivemos.

Podemos entender esse aumento do nosso desenvolvimento observando os países em que o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) é maior e fazendo um balanço de acordo com o número de pessoas religiosas que o habitam.
Uma profunda pesquisa realizada em 2011 e publicada no Financial Times mostrou as taxas de população ateia nos Estados Unidos e em cinco países europeus.
As menores taxas de ateísmo estão nos Estados Unidos, apenas 4%, enquanto as taxas de ateísmo nos países europeus pesquisados foram consideravelmente mais altas: Itália (7%), Espanha (11%), Reino Unido (17%), Alemanha (20%) e França (32%).
Os números europeus são semelhantes aos de uma pesquisa oficial da União Européia (UE), que relatou que 18% da população da UE não acreditam em um deus.
O estudo mostra ainda uma porcentagem estimada de ateus de 85% na Suécia, 80% na Dinamarca, 72% na Noruega e 60% na Finlândia.
Segundo o Escritório Australiano de Estatísticas, 19% dos australianos declararam-se como “sem religião” ou ateus.
Entre os japoneses, 64% são ateus, agnósticos, ou não acreditam em um deus.

Por outro lado, os países mais miseráveis – e conseqüentemente com baixos índices de educação e conhecimento - são os mais religiosos, como é o caso de Bangladesh, Nigéria, Iêmen e Indonésia.

Fica fácil verificar que estes países - com maior número de ateus - são os que ocupam os primeiros lugares no ranking do IDH de 2010, mostrando claramente que o ateísmo está diretamente ligado as melhores condições sociais de um país.
Desta maneira, a quantidade de ateus crescendo no mundo tornou-se uma forma confiável de medir a evolução da humanidade.
Se evoluirmos, será o futuro sem deuses?

Anônimo disse...

Fico triste em ver um texto como esse, um texto sem fundamentos e feito sem o mínimo estudo teológico, as pessoas querem se sentir maior que Deus, querem culpar Deus e querem um Deus que lhe sirva como um empregado, fando-lhe coisas boas e fazendo as suas vontades, mas nós é que temos que servir a Deus, não por medo, mas por amor, da mesma forma que obedecemos nossos pais devemos obedecer a Deus.

Anônimo disse...

Compartilho dessa opinião: "E o homem, em seu orgulho, criou Deus, a sua imagem e semelhança". (Friedrich Nietzsche)

Anônimo disse...

Le a biblia e depois vc vai saber quem é o Deus do Cristão.
vc não sabe nem o que tah dizendo..
cuidado..
quer ter uma opinião."Deus". estude sobre ela primeiro..

Anônimo disse...

nossa, voce pensou em tudo isso sozinho(a) ou teve ajuda???

Anônimo disse...

Bom... se você olhar em sua volta verá que o mundo está cada vez pior... na sua rua, no seu bairro, no trabalho, e em todo o lugar...

Não adianta... as Palavras de CRISTO tem que se cumprir, e estão se cumprindo...Desde o dia em que li "Mateus 24:12" nunca mais minha vida foi a mesma, não questiono mais nada, e nada mais me assusta...

Antes (no início da minha conversão) se eu lesse um artigo desses, eu tería um ataque... rsrsrs...

Mas, como eu disse, hoje nada mais me assusta...
Só quero estar em Paz com meu DEUS, andar em Santidade e aguardar a sua Maravilhosa Volta...

Que DEUS abençoe você e a sua Família... e que um dia você possa conhece-lo na Integra.

Fica na Paz...

Black Costa disse...

Só tenho uma coisa a dizer: quem escreveu esse texto, está muuuuito por fora.
Primeiro: vá estudar Judaísmo, e ver quem é o Deus da Bíblia.

Depois vá escrever.

Burro é você! Estude de verdade, depois opine sobre o que aprendeu.
Não opine sobre o que não sabe.

BURROOOO!!!

embat disse...

deus nao existe...
eh apenas conto de fadas para adultos

Anônimo disse...

Como na sua casa tem regras, na religião também tem. A Biblia/Deus não proibe as coisas, mas diz que nem tudo que se faz, conven!
Deus não quer se vingar de seus filhos, de suas obras. Deus não é burro, burros são aqueles que não pensão o porque daquilo.
Existe o céu e a terra, Deus e o diabo, o pecado e o perdão.

Ah' Deus não proibe o sexo, contanto que você faça com aquele que casou, que teve comunhão,que ama pois quando você se casa se torna um só.
O problema é que as pessoas esquecem do que o Pai fez por ela e oq ele ensinou a elas.
Como eu falei, na sua casa existe regras, e Deus não é nosso Pai? Então para ele tmb tem que existir ..

raphael disse...

Roberto Copeti
O desenvolvimento de um país NÃO está ligado a sua religiosidade
Essa coisa de "País ateu é país desenvolvido" é mito

Exemplo:
Vietnã está na lista de países de maioria ateia (2º lugar), mas no IDH está no 113º lugar
Em contrapartida EUA, como vc mesmo mostrou, tem uma pequena parcela de ateus enquanto que é o 4º maior IDH
E existem outros casos semelhantes.

Ateísmo e desenvolvimento não estão ligados. Países religiosos podem tem um alto desenvolvimento e países ateus podem ter baixo desenvolvimento, então cuidado ao afirma coisas como essas antes de verificar primeiro, pois está induzindo outros a um pensamento errado.
E vale lembra que os países que alto IDH tem um grande histórico religioso em sua história, e esses países vem num processo de grande desenvolvimento há séculos.
É irônico que o país com a maior taxa de ateus, a Suécia, e 10º IDH tem em sua bandeira uma cruz cristã, não acha?

Paulo Ricardo disse...

rsrsrs... Cada um entende Deus de uma forma, e cada religião propaga sua crença n'Ele da forma mais conveniente para sua doutrina.
Quem não acredita em nenhum deus também, da sua forma, cultua outra divindade, que seja qualquer coisa plausível ou comprovada.
O ser humano tende a querer controlar tudo e por isso usa a religião e a fé para obter e exercer controle sobre as vidas dos menos atentos.
O Deus que eu conheço, o único que existe não controla, nem pune, nem restringe. Ele criou o ser humano à sua imagem e semelhança para que pudéssemos viver e nos experimentar, e e sua única lei é "causa e consequência", ninguém que plante espinhos colherá flores, Ele mesmo não pune, pois um Pai que Ama deixa seu filho/a aprender por si próprio. Por que o sexo seria ruim, mesmo fora do casamento? Não existe certo e errado, o que é certo pra mim é errado pra outros e vice-versa. E só pra fechar, filho de cachorro é cachorro, filho de peixe é peixe, e filho de Deus, o que é?

Lótus Informática disse...

Religiões são apenas paradigmas, todas.
Não conhece o significado da palavra ?
" Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula, em cujo centro colocaram uma escada e, sobre ela, um cacho de bananas.
Quando um macaco subia a escada para apanhar as bananas, os cientistas lançavam um jato de água fria nos que estavam no chão. Depois de certo tempo, quando um macaco ia subir a escada, os outros o enchiam de pancada. Passado mais algum tempo, mais nenhum macaco subia a escada, apesar da tentação das bananas. Então, os cientistas substituíram um dos cinco macacos.
A primeira coisa que ele fez foi subir a escada, dela sendo rapidamente retirado pelos outros, que lhe bateram. Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo não subia mais a escada. Um segundo foi substituído, e o mesmo ocorreu, tendo o primeiro substituto participado, com entusiasmo, na surra ao novato.
Um terceiro foi trocado, e repetiu-se o fato. Um quarto e, finalmente, o último dos veteranos foi substituído. Os cientistas ficaram, então, com um grupo de cinco macacos que, mesmo nunca tendo tomado um banho frio, continuavam a bater naquele que tentasse chegar às bananas. Se fosse possível perguntar a algum deles porque batiam em quem tentasse subir a escada, com certeza a resposta seria: “Não sei, as coisas sempre foram assim por aqui…”

É assim que incluíram as tais religiões em vossas cabecinhas.

Anônimo disse...

Bom eu sou critã convicta... Li a Bíblia duas vezes. (EU DISSE LI, NAO ABRI EM QLQUER PAGINA COMO SE DEUS FOSSE ME ILUMINAR E FALEI QUE LI), já frequentei vários templos ( religião como chamam) e não concordo com nem metade dos comentários de gente "que sabe" do assunto... acho q se vc é cristão, deve fazer quinem a pessoa do post... QUESTIONAR, pq a palavra dos homens nao eh a palavra de Deus, e como Jesus disse: primeiro vem as leis dos homens depois a de Deus. Eu não concordo com isso de fazer sexo com varias pessoas por prazer , mais também discordo PLENAMENTE que Deus vai julgá-los ao inferno por isso. Acho que se rolar sentimento não é só o casamento que vale. Ultimamente as pessoas andam pensando que só pq casaram existe respeito e amor.

Za Warudo disse...

Sou cristão e eu apoio ferrenhamente o questionamento dos então ditos dogmas e as tais coisas inquestionáveis que as Igrejas de diversas religiões tentam enfiar na cabeça dos desavisados. Deus e religião possuem uma ligação lógica, mas não estão entrelaçados de maneira inquestionável. Deus é algo supremo e inegável, religião é só o meio falho e oportunista de manipular a imagem e conceito de "Deus" na cabeça das pessoas para que lhes seja conveniente (à instituição). Deus não o julga por fazer sexo, com várias pessoas, duvido muito mesmo disso. Não dá pra dizer com exatidão que Deus é isso ou aquilo, sendo um ser divino sem começo nem fim, sua existência é algo que está em um plano que o ser humano jamais conseguirá entender, porque tentamos imaginar um Deus seguindo as nossas concepções humanas que são limitadas apesar de incríveis, e tentamos fazê-lo enquadrar-se à nossa consciência depravada. Não jogue a culpa em Deus, ou o acuse disso ou daquilo, culpe os homens que tentam manipular essa imagem.

Diego disse...

Parabéns pelo artigo. Ao contrário do que pensam a maioria das pessoas que comentaram aqui, o texto não tem nada a ver com ateísmo, mas sim com o modo que a distorção da característica Deus para fins gananciosos e egoístas.
Agora fazendo uma pequenina correção, o Deus vingativo é o do velho testamento e não o do cristianismo. Quando Jesus veio, disse que Deus teria sido justamente distorcido para fins lucrativos. A partir daí, Deus tornou-se então a figura de bondade. Infelizmente, os romanos distorceram novamente Deus no ano de 323 durante o Concílio de Niceia, também para fins políticos e lucrativos. Em resumo, o conceito "Deus vingativo" termina quando chega Jesus espalhando a "Boa Nova". De fato, muitas pessoas têm essa dúvida quanto a pluralidade das definições teológicas, mas no fim só acabam misturando judaísmo com cristianismo.
No mais, concordo com o texto.

tetel disse...

de parabéns em gostei muito do que li ce alguns nao entendo Problema isso se chama opinião e a sua foi bem clara aqui entre nos acho que vc e espirita

Anônimo disse...

O dono Do blog Ainda está vivo ? me avisem :D HUASHUSA

Mariane disse...

Infelizmente, há muitas pessoas ignorantes que ainda acreditam neste deus tão ignorante quanto elas. O problema é que somos criados desta maneira e é bem raro alguém se perguntar se tudo aquilo que a religião nos ensina é de fato verdade. Queremos encontrar fora a verdade que está dentro e acabamos acreditando no que diz estas pessoas que também não sabem o que falam.

Graças a Deus me livrei cedo da religião! Ela corrompe a alma e destrói as coisas boas da vida...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...