Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Treinamento vibratório: funciona?


Sucesso nos Estados Unidos e na Europa, o treinamento vibratório está se popularizando cada vez mais entre os brasileiros. Algumas das funções comprovadas cientificamente são enrijecimento de músculos, aumento do rendimento físico, redução da celulite, combate da osteoporose e do reumatismo, aumento da produção hormonal; auxílio no emagrecimento.

Para Eduardo Lunas, educador físico especializado em exercícios com vibração e treinamento desportivo, a principal vantagem em relação aos exercícios aeróbicos comuns é que os resultados são mais completos. “A vibração estimula a resposta do corpo às transmissões de ondas de energia, produzindo de 30 a 60 contrações musculares por segundo e otimiza os resultados de exercícios aeróbicos”.

BOAS VIBRAÇÕES NAS ATIVIDADES FÍSICAS


O número de academias e estúdios cresce paradoxalmente à quantidade de pessoas acima do peso ou em busca do corpo perfeito. Há uma batalha entre a modernidade do controle remoto e do fast food e o estilo contemporâneo que deseja aliar saúde e beleza. A crença na eliminação do sobrepeso e da gordura localizada sem esforço é infundada. Antes de qualquer coisa, é preciso adaptar a ingestão calórica aos parâmetros nutricionais adequados e fazer um check up para verificar se a saúde está em dia para a atividade física. A partir daí, o recomendado é apostar nos exercícios aeróbicos associados a exercícios de força. O acerto fica por conta da escolha de atividades que atinjam os interesses e gostos do praticante, sempre com a orientação de um profissional.

Muitas das formas de se trabalhar os grupamentos musculares já são conhecidas do grande público, mas há outras possibilidades ainda não tão populares quanto à musculação, a corrida e o spinning. Talvez uma das mais eficientes no mercado de fitness atualmente seja o treinamento vibratório, que vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil. Sucesso há anos nos Estados Unidos e na Europa, a técnica do treinamento de aceleração, como também é conhecida, não é um advento da contemporaneidade, de acordo com alguns registros históricos. Na Grécia Antiga, por exemplo, há relatos do uso de vibração no condicionamento dos helenos; o Japão do século XVI, segundo consta em arquivos da época, também utilizava a prática.

Esta tecnologia tem sido usada por mais de 47 anos. O mundo conheceu sua eficácia quando os russos começaram a ganhar a maioria das medalhas de ouro nos jogos Olímpicos em 1960. Na mesma época os russos já mantinham seus astronautas no espaço por períodos cada vez mais longos às vezes superando um ano de permanência. Entretanto, os russos mantiveram a tecnologia do treino com vibração em segredo até a queda do muro de Berlin em Novembro de 1989. Em consequência disto, o mundo conheceu o segredo da superioridade russa nos jogos Olímpio e nos sucessivos recordes de permanência no espaço.

O campo do treinamento vibratório só ganhou notoriedade a partir de 1999, com a criação da Power Plate. Na Holanda, o treinador Guus van der Meer inovou ao desenvolver uma máquina que, através da vibração, conseguia aumentar o desempenho de sua equipe promovendo contrações voluntárias e involuntárias. Após observar um aumento de força e flexibilidade em seus atletas com um período menor de treinamento, Guus dividiu seu invento com o mundo. O êxito foi tanto, que antes de 2010 a empresa já reunia representantes em mais de 100 países e passou a ser referência global entre profissionais da saúde, do bem-estar e do esporte.

Com investimento em pesquisas, descobriu-se que as plataformas vibratórias ofereciam benefícios mais abrangentes do que os percebidos inicialmente. Estudos preliminares apontam que esse tipo de treinamento combate quadros de osteoporose e melhora a produção de hormônios, como o do crescimento, da serotonina e da testosterona, fora a diminuição do hormônio medidor de estresse, o cortisol. Do ponto de vista estético, a vibração atinge rápidos resultados na drenagem linfática, ao aumentar a circulação sanguínea e remover os fluidos indesejáveis que se instalam em nosso organismo, promovendo também um excelente relaxamento muscular. O esforço empregado nos exercícios com aceleração não é pouco, mas o resultado agrada os mais exigentes. Aliada à vontade e ao empenho em mudar de vida, a vibração indica o caminho mais curto e completo para quem deseja modelar o corpo sem descuidar da saúde.

Atualmente, a terapia de vibração tem sido usada em hospitais, academias, clínicas de fisioterapias e estética. Qualquer pessoa até as com problemas de mobilidade, procuram este tipo de treino para alcançar seus objetivos.

PRINCÍPIOS BÁSICOS DO TREINAMENTO VIBRATÓRIO

Vibração mecânica caracterizada por um movimento oscilatório em três eixos com ênfase no eixo vertical, com frequência e amplitude determinada

ALONGAMENTO FORTALECIMENTO MASSAGEM RELAXAMENTO

EFEITOS DA VIBRAÇÃO NO CORPO
Gera um desequilíbrio (propriocepçao), contração involuntária ( reflexo miotatico ) e aceleração da força gravitacional (aumento do peso corporal).

RESULTADOS
• Ativação do sistema hormonal (aumento do harmônio de crescimento e testosterona )
• Ativação do sistema neuromuscular
• Ativação do sistema vascular
• Estimulação da massa óssea (aumento de densidade)

INDICAÇÕES E BENEFÍCIOS
• AUMENTA – força, massa muscular, densidade óssea, produção hormonal e flexibilidade
• REDUZ – Celulite, dor muscular, desgaste articular, contratura muscular e estiramento, reumatismo, artrite-artrose, stress e ansiedade
• AUXILIA - Emagrecimento, coordenação motora e drenagem linfática.

TREINAMENTO VIBRATÓRIO – ESTÉTICA
Proporciona uma incrível capacidade de massagem corporal completa e relaxante proveniente de ações combinadas que estimulam a circulação e drenagem dos fluidos tóxicos favorecendo a recuperação da fadiga e a redução no aparecimento de celulite. A vibração também atinge os receptores musculares, que por sua vez, descontraem a musculatura eliminando contraturas. Produz um aumento do metabolismo basal (energia gasta em repouso) e do gasto energético durante o nível de cortisona e aumenta o sentimento de bem estar com produção de serotonina . A pele também é agraciada pelos efeitos da vibração com o aumento de produção de colágeno, deixando a pele mais firme, bonita e rejuvenescida

BELEZA E BEM ESTAR
·         Lipólise
·         Celulite
·         Coração e Circulação
·         Drenagem Linfática
·         Tônus Muscular
·         Massagem Relaxante
·         Flexibilidade

TREINAMENTO VIBRATÓRIO - ANTI – ENVELHECIMENTO
Os benefícios proporcionados pelo treinamento vibratório se iniciam pela sensação de bem estar e disposição em decorrência do aumento da produção da serotonina , um poderoso neurotransmissor. Já durante a primeira sessão de exercícios é possível sentir claramente os efeitos das vibrações. 100% dos músculos envolvidos na atividade são recrutados e a frequência cardíaca se eleva proporcionando um aumento da circulação sanguínea. Ao mesmo tempo inicia-se uma serie de importantes adaptações de longa duração. A estrutura óssea se reforça, o tônus muscular aumenta, o metabolismo basal se eleva e a produção hormonal é estimulada.

MEDICINA
• Resistência muscular
• Equilíbrio Estático e Dinâmico
• Coordenação Motora
• Propriocepçao
• Coração e Circulação
• Produção Hormonal
• Aumento da densidade óssea

TREINAMENTO VIBRATÓRIO – REABILITAÇÃO
O conceito da estimulação do corpo por meio de vibração foi criado com o objetivo de prevenir a perda de densidade óssea e massa muscular que sofrem os astronautas devido ao longo período de permanência num ambiente isento da força da gravidade. Os resultados desta terapia foram tão significantes que o método passou a ser utilizado como medida terapêutica. O treinamento vibratório não só ajuda na prevenção de lesões como também auxilia na sua reabilitação. As vibrações proporcionam a possibilidade de alongamento, aumento de massa e força dos músculos sem sobrecarregar as articulações e ligamentos. O aumento da circulação sanguínea favorece o restabelecimento das áreas inflamadas enquanto o fluxo linfático ajuda no dreno dos fluidos acumulados na lesão.

Fonte: itodas, Inform