Rondonópolis/MT,

"Você nunca viveu até quase morrer": os Zippos do Vietnã


“35 mortos (por mim). Se você está cuidando do meu corpo, fo*@#-se” (imagem: divulgação)

A Guerra do Vietnã aconteceu entre os anos de 1955 e 1975. Foram 20 anos em que 5 presidentes americanos que tiveram que lidar com um dos conflitos que mais se fez refletir no cotidiano, na cultura e nas vidas dos americanos e do mundo em geral. Os anos 60 foram bem conturbados, parte disso por causa da guerra do Vietnã.

Para os que foram batalhar no sudeste da Ásia, tensão e traumas eram muitos, enquanto a diversão era pouca ou quase nada. Eles tinham prostitutas doentes e baratas, tinham Napalm em abundância pra incendiar boa parte da rica floresta do país, e tinham cigarros para fumar. Tudo era motivo para se tentar ter orgulho daquilo que estava fazendo. Inclusive, deixar registrado em seus zippos mensagens de ânimo, para o bem ou para o mal.

“Amor” (Imagem: divulgação)


“Nós, os sem ânimo, treinados pelos sem perícia, para fazer o impossível para os ingratos com dez minutos de atraso” (Imagem: divulgação)


“Exército dos Estados Unidos. Bob 64-68. Nascido para perder” (Imagem: divulgação)


“Vietnã 1968-1971. Deixe-me ganhar seu coração e mente ou eu queimarei a sua maldita cabana” (Imagem: divulgação)



“G.R. Oliver. Uma ferida pulsando no peito é uma maneira da natureza dizer que você caiu em uma emboscada” (Imagem: divulgação)


“Você pode surfar depois” (Imagem: divulgação)


“Gatos Negros. Fo*@-se o comunismo” (Imagem: divulgação)


“Você nunca viveu até quase morrer. Para aqueles que lutaram. Pela vida que tem sabor. Os protegidos nunca saberão. Por mais que eu ande pelo vale da sombra, eu nunca temerei nenhum mal porque eu sou o maior filho da p*#@ do vale”. (Imagem: divulgação) Na Guerra do Vietnã, 220 mil pessoas do Vietnã do Sul morreram, justamente com quase 59 mil americanos. Do outro lado, mais de um milhão de vietnamitas do norte morreram. Os Estados Unidos perderam a guerra e o Vietnã se unificou em, um único bloco comunista. Um trauma irreparável para o moral americano e um trauma que até hoje atinge a população civil americana.

Falando pelo todo, muitos podem enxergar só números. Olhando essas poucas frases, podemos perceber o tamanho do trauma causado em pessoas comuns que foram arrancadas de seu país para lutar.

Fonte: Portal Homem