Rondonópolis/MT,

Razões para você comer chocolate nesta Páscoa


A poucos dias da Páscoa o Entre Coisas te dá bons motivos para – ao contrário do que dizem – ficar perto dessa iguaria. O doce contém substâncias que estimulam a produção de serotonina, hormônio que atua no sistema nervoso central e proporciona a sensação de relaxamento e prazer. Além disso, o cacau contém teobromina e flavonoides, que favorecem a diurese e estimulam o sistema nervoso central e o músculo cardíaco, contribuindo para o bom funcionamento do coração e prevenindo a hipertensão arterial. E, apesar do alto conteúdo de gordura saturada da manteiga de cacau, estudos indicam que ela se transforma num tipo benéfico de gordura, que não contribui para o aumento da taxa de colesterol no sangue.

Por isso, listamos dicas e motivos para você comer chocolate, mas com cuidado

Humor
Ele faz maravilhas pelo humor das pessoas porque possui triptofano, aminoácido precursor da serotonina, que nos dá a sensação de bem-estar.

Ofereça um pedaço a seu pior inimigo e você e ele vão se sentir melhor.

Sexo
50% das mulheres preferem chocolate a sexo.

Cientistas britânicos descobriram que as mulheres liberam quatro vezes mais endorfinas depois de comer chocolate do que depois de um carinho. Então, use isso a seu favor e leve o chocolate para cama. Ela fica mais bem humorada e vai amar a ideia. Além disso, a cafeína no chocolate também aumenta sua agilidade para o que vem em seguida.

Para inovar, tente uma sobremesa de framboesas com chocolate meio amargo derretido.

Alerta
O chocolate contém muita gordura saturada, prejudicial à saúde por se acumular nas paredes das artérias. 

“Embora sejam comprovados os benefícios do chocolate na prevenção das doenças cardiovasculares, o consumo deve ser em pequenas quantidades”, afirma Daniel Magnoni, cardiologista e nutrólogo do Hospital do Coração, de São Paulo. “Os mais perigosos são o chocolate ao leite e o branco”, diz a nutricionista Vanderli Marchiori. Meros 25 gramas de chocolate ao leite (um décimo da barra que você compra no supermercado) pode apresentar 5 gramas de gordura saturada, o equivalente a 20% do consumo máximo diário recomendado.

Por isso, prefira o chocolate amargo, que tem maior teor de flavonóides, substâncias presente na semente do cacau que age como protetor cardiovascular e muito mais light.

Dica boa
Prove chocolate com muito cacau (quanto mais amargo, mais cacau) e combine-o com vinho do Porto. Você terá dose dupla de polifenóis, que aumentam o bom colesterol.

Coma chocolate para emagrecer
Desde que seja a quantidade e o tipo certo. Segundo estudo da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, o consumo moderado de certos tipos de chocolate – os mais puros – pode reduzir a deposição de gordura por caloria e compensar as calorias extras de seu consumo.

Na pesquisa foram analisadas informações de 1.018 pacientes, homens e mulheres, sem problemas de diabetes, colesterol ou cardiovasculares. Os participantes responderam a perguntas sobre seus hábitos e os adultos que consumiram o chocolate com mais frequência tinham um IMC (índice de massa corporal) mais baixo que aqueles que consumiram chocolate menos frequentemente.

Mas que fique claro que o chocolate vendido por aí tem muito açúcar e gordura e esse tipo não contempla o estudo – que não elimina a possibilidade que alguns chocolates elevem o índice de massa corporal.

Por isso, prefira os chocolates amargos e meio amargos para se manter em forma.

Quem disse que para regular a pressão arterial você precisa sacrificar tudo que é divertido na sua rotina?

Passe na seção de doces
Dá para baixar sua pressão só com um bom pedaço de chocolate amargo. Um estudo italiano mostrou que pessoas com pressão alta e predisposição ao diabetes melhoraram sua condição comendo 100 g do doce: a pressão sistólica (o número maior) baixou 4,5 pontos e a diastólica (o menor) outros 4,2 graças aos flavonoides – antioxidantes que têm ação vasodilatadora e facilitam a circulação. Em cinco anos, os riscos cardíacos seriam reduzidos em 20%, segundo os pesquisadores.

Mas você precisa comprar o chocolate certo. As versões escuras – amargas, com maior teor de cacau – têm mais flavonoides e benefícios. Um estudo da Universidade Yale (EUA) aponta que o açúcar do chocolate ao leite anula os antioxidantes. “O ideal são produtos com 50% ou mais de cacau”, diz a nutricionista Virgínia Nascimento, vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrição. Mas essas vantagens não anulam certo ponto negativo do chocolate: por causa da gordura às vezes excessiva, vale segurar a onda.

Fonte: Revista Men´s Health