Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Empresa simula sequestro para quem gosta de emoções fortes


A Extreme Kidnapping é uma empresa que presta um serviço bem bizarro, a proposta totalmente inusitada, tem chamado a atenção dos esquisitões americanos. A galera que quer ser sequestrada — sim existem pessoas assim — compra algum dos pacotes e vive um dia de tensão em uma simulação de sequestro. Entenda mais aqui


É basicamente assim: você entra em contato com eles, adquiri algum dos planos oferecidos, e é sequestrado.

Extreme Kidnapping é uma empresa organizada por Adam Thick, um empresário e falsificador condenado de Oakland County, Michigan (EUA).

Ela foi fundada em 2002 e foi inspirada no filme Vidas em Jogo, de David Fincher.

Mesmo parecendo absurda a ideia de alguém pedir para ser sequestrado, parece que, para muitos americanos, uma vida normal simplesmente não é o suficiente.

A empresa opera com alguns planos fixos de sequestros.

O Sequestro-Econômico dura por quatro horas e custa cerca de R$ 1.000.

O plano Sequestro-Standard permite que você personalize a aventura com algumas torturas extras. Ele dura dez horas e custa quase R$ 2.000.

Por fim, o plano Deluxe tem o tempo de duração escolhido pelo cliente. A empresa avisa que esse plano é feito para pessoas que querem mais tempo em cativeiro, cenários complexos e sequestradores adicionais.

Esse plano não tem preço fixo, já que depende do tempo e das opções escolhidas pelo sequestrado.

Além disso, você pode escolher entre os funcionários da empresa qual será o seu sequestrador.

Uma novidade da Extreme Kidnapping é que, além dos caras fortões, você pode ser sequestrado por gatas usando roupas de stripper.

Entretanto, a empresa já avisa que a rapadura pode ser doce, mas não é mole não! As mulheres são muito mais sádicas na hora de torturar.

Os clientes podem escolher como os "criminosos" irão se comportar: que grau de violência, tortura etc. a pessoa quer.

A pessoa pode combinar uma palavra de segurança para não sair machucada caso queira desistir.

Porém, Adam garante que alguns clientes se recusam a combinar uma palavra de segurança, para tornarem tudo mais real.

A empresa costuma fazer promoções, como dar 10% de desconto para os clientes novos.

Para combinar os detalhes do sequestro, os interessados podem consultar Adam através do e-mail da empresa, para uma consulta gratuita.

Engraçado pensar que tem gente que paga para ser sequestrada, não? Aqui no Brasil, infelizmente, isso é de graça.

Fonte: Izismile, R7notícias
Foto: Reprodução/Izismile