Rondonópolis/MT,

O que é mais saudável: interromper ou não a menstruação?

A interrupção da menstruação é um tema extremamente controverso, principalmente porque dos dois lados (pró e contra) existem argumentos realmente sólidos. Alguns médicos, dentre os quais Elsimar Coutinho e Malcolm Montgomery, defendem que, além de prejudicial em alguns casos, a menstruação é antinatural.

Sabe-se que anos atrás as mulheres tinham, em média, de 40 a 80 ciclos menstruais durante toda a vida, sendo que atualmente o número varia entre 400 e 500 ciclos, o que é um salto muito grande.

Esse excesso de ciclos menstruais gera um problema gigantesco, pois a cada ciclo e mulher é inundada por uma alta dose de hormônios que gera, no dizer de Malcolm Montgomery, uma “overdose hormonal”.

Essa overdose hormonal provoca inúmeros malefícios para a saúde da mulher, dentre os quais a endometriose, que vem do excesso de ciclos menstruais. Além disso, existem estudos que relacionam o aumento da incidência do câncer de mama com o aumento da quantidade de ciclos menstruais, pois quanto mais a mulher menstrua, maior é a probabilidade de desenvolver o câncer de mama.

Elsimar Coutinho diz que a suspensão da menstruação reduz significativamente a incidência de anemia, mioma, cólica e tensão pré- menstrual.

No sentido oposto, alguns médicos sustentam que ao suspender a menstruação perde-se um sinalizador da saúde feminina e que essa supressão também altera a harmonia do nosso ciclo hormonal.

Agora que eu já falei o que os médicos acham, vou explicar direitinho o que eu acho.

Primeiro que essa discussão de “pode-não-pode” é irrelevante, porque quem tem que decidir isso é a mulher. É ela que sente cólica, que fica louca na TPM, que incha, que fica sensível, que tem enxaqueca, que sofre com mioma, que sente dores terríveis com a endometriose.

Então, é óbvio, é a mulher que tem que pesar os prós e os contras e decidir. Pode causar alguns efeitos colaterais? Pode claro.  Mas são basicamente os efeitos colaterais que a gente já está submetida quando usa a pílula.

Só que da mesma forma que não menstruar pode gerar alguns efeitos, menstruar também pode gerar, e os efeitos podem ser bem mais prejudiciais.

Os que pensam de forma contrária que me desculpem, mas eu não entendo como se pode achar que é natural sentir essa quantidade de coisas que a gente sente quando está menstruada. Como diz uma amiga minha “isso só pode ser conversa de homem”

A verdade é que quem toma anticoncepcional não menstrua de verdade, o que a gente acha que é menstruação na verdade é um sangramento por privação de hormônios, então, de qualquer forma, nós não estamos menstruando.

Quanto ao argumento de que nossa harmonia hormonal fica comprometida, eu sugiro que as pessoas que se preocupam com isso passem 5 dias com uma mulher de TPM, porque aí sim elas vão entender o que é falta de harmonia…

E, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, suspender a menstruação não afeta a fertilidade da mulher. 

Na verdade, por impedir o surgimento da endometriose, que é a maior causa de infertilidade feminina, a suspensão da menstruação pode evitar a infertilidade.


Acho que nem precisava falar isso, mas como “seguro morreu de velho” eu vou falar: nada de fazer a louca e suspender a menstruação por contra própria, viu? Só um ginecologista pode indicar, após exames, qual método é o mais indicado para cada pessoa. Então, tenham juízo!