Rondonópolis/MT,

Site junta as fotos mais bizarras já clicadas no metrô

Existe um site na internet que compila tudo quanto é bizarrice já fotografada no metrô: o ThingsSeenOnTheSubway. Eles nem tem equipe de reportagem nem nada — quem manda o material é gente que usa o metrô todos os dias e sabe que cada estação é uma surpresa.

Essa mulher da foto, por exemplo, deve ter sido revistada sob suspeita de esconder terroristas em sua cabeleira.

No metrô de Nova York, só há uma regra: não vale xeque-mate antes do Brooklyn!

Quer dar dinheiro no metrô? A gente tem um joguinho pra propor a você.

Ela não vê a hora de chegar em casa e ver filminhos.

Não é irritante quando o metrô passa justamente na hora do banho?

Sensualizando muito além da linha vermelha!

A mulher retratada no quadro é Jocelyn Wildenstein — que apesar de parecer uma versão transexual do Cid Moreira — é um socialite que perdeu a conta de quantas plásticas já fez. De que adianta pintar o quadro com o rosto dela se, amanhã mesmo, a mulher pode fazer mais uma cirurgia a ficar parecida com a Barbie humana?

Não, mano! Você não fez isso!

Tia, por gentileeeeeeeeeeeeeeza! Não tem banheiro na sua casa não?

Se eu entro num vagão desses, eu ligo pra minha mãe e passo minha senha do Facebook, que é pra ela se despedir dos meus amigos em meu nome depois que eu sumir.

Isso deve dar uma suadeira, né?

A coisa não tá boa nem pros Power Rangers!

Quem você vai chamar? Os Caça Fantasmas?

Vampiros passaram a pegar mais metrô depois que descobriram que "estação" e "estacão" são duas coisas bem diferentes - na primeira, você embarca e, a segunda, é aquela que embarca em você.

Coitada da garota ali atrás, que está sendo obrigada a cheirar pum de teia do Homem Aranha.

No Japão é assim: você entra no metrô humano e, quando sai, virou um origami.

Será que isso pode andar de metrô?

— Oi, peguei esse trem do metrô porque estou em uma jornada em busca das minhas raízes.

Fonte: ThingsSeenOnTheSubway.com, R7 notícias

Foto: Reprodução/ThingsSeenOnTheSubway.com