Rondonópolis/MT,

Popeye e a farsa do espinafre

Um dos mistérios da nutrição se revelou com o lançamento do livro Half-Life Facts: Why everything we know has an expiration date, que afirma que a maioria das coisas que sabemos tem data de validade. Trata-se do grande mito responsável por fazer o Popeye comer espinafre e ficar tão forte depois disso.

Por causa do Popeye, todos nós crescemos acreditando que o espinafre era a folha mais nutritiva do pedaço. Essa história foi desmitificada pelo autor Samuel Arbesman, que explica no livro que alguns erros podem se espalhar na base do “telefone sem fio” e virarem verdades.

O mito do espinafre consolidado pelo Popeye, de acordo com o autor do livro, começou 50 anos antes, com um químico alemão chamado Erich van Wolf. Van Wolf examinou a quantidade de ferro no espinafre e errou o lugar da vírgula: em vez do número real, 3,5 miligramas de ferro a cada 100 gramas da folha, ele registrou 35 miligramas de ferro a cada 100 gramas de espinafre – o que significaria se fosse verdade, que a cada 100 gramas de espinafre que você comesse o equivalente em ferro a um clipe de papel. Uau. O livro explica mais:

Uma vez que o número incorreto foi impresso, o valor nutricional do espinafre virou lenda. Então, quando o Popeye foi criado, executivos do estúdio recomendaram que ele comesse espinafre para ficar forte, devido às avantajadas propriedades saudáveis da verdura. Aparentemente, o Popeye ajudou a aumentar em um terço o consumo de espinafre nos EUA!

O erro foi eventualmente corrigido em 1937, quando alguém resolveu checar os números novamente. Mas o estrago já tinha sido feito. A história se espalhou e só recentemente está mais obscura, sem dúvida devido â baixa popularidade do Popeye nos dias de hoje. Mas o erro se espalhou tanto que o British Medical Journal publicou um artigo em 1981 discutindo o incidente do espinafre e fazendo o possível para deixar a verdade clara.

O espinafre pode não ser a salvação da lavoura (tu dum tss), mas não é de todo mal e, como a maioria das folhas escuras, faz um bem danado à saúde. Além de ferro, a hortaliça tem cálcio, fósforo, vitamina A e B e pode ser usado para combater hipertensão, pedras nos rins, artrite e a prisão de ventre.


Fonte:  Brain Pickings, Revista Galileu