Rondonópolis/MT,

Modelo é torturada em vitrine para denunciar testes de cosméticos em animais

Muitas pessoas não sabem o quão cruéis são os testes feitos em animais. Diversas marcas já aboliram, porém a grande maioria continua praticando. Para conscientizar as pessoas sobre estes testes, a marca Lush criou um laboratório de experimentação na vitrine de uma de suas lojas em Londres. Desta vez os “testes” não foram feitos com animais, e sim com uma voluntária.

Os produtos e líquidos usados não eram cosméticos de verdade, apenas a forma do procedimento, que assustou muita gente. Desta forma, a Lush conseguiu chamar atenção para a causa com uma instalação que durou aproximadamente 10 horas.

Meu reflexo ao ver as imagens foi pensar: “Será que nós somos tão pouco inteligentes assim que não conseguimos pensar em outra forma de testar cosméticos que não em seres indefesos e de forma tão cruel?” Minha resposta é não. Mas não é uma discussão em que manter-se firme em sua opinião garante a solução. Pelo contrário: os beagles, a Lush, as ONGs e tudo mais, só deixam claro o quanto este assunto vem sendo negligenciado ultimamente.