Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Orquídeas: dicas para melhorar o rendimento da planta

As orquídeas são plantas bastante valorizadas e também difíceis de florescer. Cada tipo tem características especiais, mas a beleza é comum a todas elas. Confira as dicas para mantê-las saudáveis e com florações duradouras e abundantes.

É impossível não reparar nas cores vibrantes, nos matizados e nos formatos únicos e delicados que os diferentes tipos de orquídeas exibem. Sem falar no perfume de algumas que realmente surpreendem. Dona Leonilde Henriques Salem cultiva todo tipo de planta, mas ama mesmo as orquídeas. “Elas são lindas, alegram a casa toda”, afirma a artesã que tem em seu pátio mais de 30 orquídeas, algumas há mais de 5 anos em plena floração.

Do que uma orquídea precisa?

Orquídeas precisam de tranquilidade para florescerem. Crédito: Thinkstock

Segundo ela, tudo o que as orquídeas pedem é espaço, luz, água, nutrientes e sossego. “Nada de ficar mexendo muito na orquídea”, orienta. Isso porque a planta se organiza internamente, no vaso a raiz, o caule e as folhas, em relação à luz. Uma mudança de local para uma orquídea que está bem pode significar esforço dobrado para se adaptar e menos vitalidade para esbanjar em suas lindas flores.

Além do desejo de ver as flores brotando uma, até duas vezes ao ano, é preciso atenção às condições ideias para cada tipo. “Alguns são mais rústicos, outros mais delicados. Algumas são originárias do frio, outras do calor. Saber em qual contexto acomodar cada uma, é metade do caminho no cultivo da orquídea”, esclarece com propriedade Salem do alto de seus cinquenta e nove anos.

De forma geral, essa espécie de planta precisa de luminosidade moderada. “Nem muita nem pouca luz. Se ela puder pegar metade da manhã, ou da tarde, de sol, é suficiente para ela desenvolver uma floração linda”, conta Salem que tem as suas orquídeas espalhadas pelo pátio, a maioria presas no tronco das árvores. “São os lugares preferidos delas”, garante.

Com quanta água regar a orquídea?
A quantidade de água é outro aspecto que a orquídea prefere o meio termo. “Com o borrifador, a cada dois dias, é a melhor maneira de manter uma orquídea hidratada”, orienta a orquidófila. Além disso, a cada mês é indicado caprichar nos nutrientes e adubar com nitrogêncio, fósforo e potássio. “Eventualmente, adicione um comporto orgânico, só pra ela vir ainda melhor”, sugere Salem.

Como fazer a orquídea dar flores?
Se por acaso já passou um ano e a sua orquídea não floriu mais, confira se ela não está muito apertada. “Orquídeas gostam de espaço, precisam de um bom vaso, amplo e arejado”, afirma Dona Ni, como é conhecida. Vale investir nos feitos de barro furados, fibra de coco ou pedaços de tronco.

Às vezes ela pode parecer morta, mas está apenas se preparando para um novo ciclo. Crédito: Thinkstock

Como cuidar da orquídea quando a flor acaba?
E se a sua orquídea passou dois meses embelezando a sua vida e acabou de perder a última pétala de flor, com um alicate, pode o caule na altura média entre os nódulos. Eventualmente retire folhas e galhos secos. Só fique atento para não retirar futuros brotos. “Algumas orquídeas parecem secar como se estivessem mortas. Mas aí você olha a raiz e elas estão verdinhas, trabalhando a todo vapor para a nova floração”, conclui a orquidófila.

Fonte: iTodas

Foto de capa: Crédito: Thinkstock