Rondonópolis/MT,

Discos póstumos: arte, saudade ou apelação?

Mortos cantam e continuam faturando alto. É comum o lançamento de álbuns póstumos de bandas e cantores, seja pela publicidade que a morte do músico atrai, seja pela vontade de saciar aos fãs sedentos.
Veja alguns artistas que lançaram discos póstumos e fizeram a alegria de milhares de fãs.
                                                                        VOZES VINDAS DO ALÉM

O Queen deve lançar um novo disco com músicas cantadas por Freddie Mercury. Quem fez o anúncio foi o guitarrista da banda Brian May em entrevista a rádio britânica na última sexta-feira (23). Mas este não é o primeiro álbum com a voz de Freddie
Foto: Divulgação

Em 1995, a banda lançou Made in Heaven, álbum que trazia canções na voz de Freddie, morto em 1991, de broncopneumonia, em Londres, em consequência da Aids. Foi o último a contar com a voz do vocalista 
Foto: Divulgação

Com toda a polêmica acerca da morte de Michael Jackson, se ele está ou não vivo, o fato é que o rei do pop continua faturando. Após sua morte em 25 de junho de 2009, o último disco lançado em 9 de maio deste ano, Xscape, alcançou o topo das paradas digitais na semana de seu lançamento em mais de 50 países. No Brasil, Michael liderou a venda de discos no iTunes
Foto: Divulgação

Após sua morte em 1996, Renato Russo deixou milhares de fãs desolados. Em 1997, a banda lança Uma Outra Estação, que foi o último álbum de estúdio da Legião Urbana e que marcou o fim da banda. Até hoje, Renato Russo é lembrado como um dos maiores cantores da música brasileira
Foto: Divulgação

Roy Orbison também teve um álbum lançado após a sua morte. Depois de um ataque cardíaco, Orbison não resistiu e morreu em Nashville. Mystery Girl foi lançado em 1989, ano seguinte ao da sua morte. Entre seus maiores sucessos está a música Oh, Pretty Woman
Foto: Divulgação

John Lennon e Yoko Ono continuaram fazendo sucesso mesmo depois da morte trágica do ex-beatle. Milk and Honey foi lançado em 1984 e foi o álbum póstumo com as últimas gravações de Lennon, que foi assassinado no dia 8 de dezembro de 1980, em Nova York
Foto: Divulgação

Amy Winehouse morreu em 23 de julho de 2011. Apesar de ser reconhecida como uma grande cantora britânica, Amy ocupava as manchetes dos jornais pela sua conturbada vida pessoal e relação com as drogas. Após a sua morte, foi lançada uma coletânea chamada Lioness: Hidden Treasures
Foto: Divulgação

Johnny Cash morreu em 2003, mas em 2006 o álbum American V: A Hundred Highways foi lançado e, mesmo com a voz um pouco cansada, a crítica gostou. Na primeira semana, o álbum ficou em 1º lugar na lista da Billboard e vendeu 88 mil cópias
Foto: Divulgação

Após sua morte causada por um câncer de pulmão em novembro de 2001, George Harrison, guitarrista dos Beatles, não conseguiu finalizar o material do disco que vinha trabalhando. Brainwashed foi então finalizado e lançado postumamente por seu filho Dhani em 2002
Foto: Divulgação


Fonte: Entretenimento R7