Rondonópolis/MT,

Tattoos da sorte

Os amuletos da sorte já fazem parte do dia a dia de muitas pessoas, mas em vez dos objetos tradicionais, que tal apostar em uma tatuagem que, além de te acompanhar sempre, também passará a fazer parte da sua personalidade?

Confira oito símbolos de boa sorte para se inspirar.

Ankh
(Flickr commons/Alyce Amethyst Flickr commons/Candela Tattoo)
Conhecido também como “chave da vida”, essa cruz egípcia representa os princípios femininos e masculinos, fundamentais para a criação da vida. Em outras interpretações, o desenho simboliza a união entre as divindades Ísis e Osíris, a cheia do rio Nilo (sem a qual não avia sobrevivência) e a harmonia entre os opostos.

Olho de Hórus
(Flickr commons/Karol Groove Flickr commons/Thom Davies)
O olho de Hórus foi um dos amuletos da sorte mais importantes na cultura egípcia antiga. Simbolizando força, poder, proteção, saúde e segurança, o desenho é uma representação do deus-falcão Hórus, uma personificação da luz.

Trevo de quatro folhas
(Flickr commons/lauren dubee Flickr commons/ 大柴 健豪 裕豪)
Símbolo mais comum da sorte, o trevo de quatro folhas representa a sorte por ser muito raro na natureza e pela simbologia do número 4 – associado ao número de fases da lua, estações climáticas, elementos da natureza e pontos cardeais.  A população druida, a cerca de 300 anos a.C, popularizou a cultura de que o trevo deveria ser dado de presente como desejo de sorte, amor, esperança e fé às pessoas queridas.

Anjos
(Flickr commons/Flaming Art Tattoo Flickr commons/Chest Tattoos Design)
Em algumas religiões, como na católica, os anjos representam, entre outros significados, a pureza, a fé e a proteção. São conhecidos por guiar e prezar pela vida humana, além de simbolizarem a evolução espiritual.

Ferradura
(Flickr commons/myke chambers Flickr commons/Jeff P)
A utilização de ferraduras como amuletos da sorte teve início na Grécia antiga, onde a população acreditava que o objeto era um imã de boas energias. Nas portas das casas, a ferradura era pendurada nos batentes para afastar maus espíritos.

Coelho
(Flickr commons/Marcella Rangel)
O coelho é símbolo da fertilidade e da abundância, é considerado um animal protetor e prudente. A pata de coelho, por exemplo, é um dos amuletos da sorte mais comuns.

Libélula
(Flickr commons/Deanna Wardin)
A tatuagem de libélula representa a comunicação com o mundo espiritual e a preparação para qualquer obstáculo. Rápido e certeiro, o inseto simboliza também a perseverança e boas mudanças nos ventos.

Hamsa
(Flickr commons/Spring Tattoo)
Amplamente difundindo no Oriente Médio, a hamsa – conhecida também como “Mão de Deus” é um símbolo antigo, associado à civilização fenícia e utilizado também pelos egípcios e judeus como um amuleto contra mau-olhado.


Fonte: iTodas