Rondonópolis/MT,

25 momentos angustiantes na vida de um professor

Vida de professor não é fácil. São provas para corrigir, alguns alunos com comportamentos não muito agradáveis, pais e diretores… No meio disso tudo é o professor que tem o desafio de ser sempre paciente. Então, vamos descontrair um pouco e falar de algumas situações bem familiares para muitos professores. Ah, e claro, essa matéria visa abordar as situações com bom humor, afinal, o ano letivo está só começando!

Minha sincera homenagem a todos os homens e mulheres que optaram por essa profissão desgastante e tão pouco valorizada.

1 – A cara de quem acabou de descobrir que ainda não é sexta-feira

2 – De quem não vai gritar com os alunos para pedir silêncio…
“Vou esperar eles ficarem quietos hoje…”

3 – A cara de “Será que eles estão me enganando ou estou esquecendo as coisas?”
Muitos já fizeram essa pergunta quando um aluno espertinho diz que a prova não é naquele dia…

4 – Quando perguntam para eles se tem muita coisa para fazer.
“Por favor, não me lembre das provas e atividades que tenho para corrigir…”

5 – E é mais ou menos assim quando a reunião de pais se aproxima:
Ou assim:
Eu não posso mais fazer isso.

6 – Ao perguntarem o que eles planejam fazer depois da aula.
“Planos? Ah! Você quis dizer planejamento de aula, não é?”

7 – Quando os alunos fazem a clássica pergunta:
“Professora, tenho que copiar o que está escrito na lousa?”

8 – Ou quando perguntam a mesma coisa várias vezes…

9 – E a cara de quem se lembra que é sexta-feira, depois da última aula!
(Isso antes de lembrarem que têm aulas para preparar, coisas para corrigir e etc…)
É final de semana. Eu não conheço vocês. Vocês não existem.

10 – Aquele momento em que ouvem a frase “Este ano tem vários feriados, sabia?”
“Sério mesmo?”

11 – Aquele momento em que o aluno diz que está gripado.
“Mantenha distância, por favor!”

12 – A maioria dos professores desconfiam do tempo livre…
“Tempo livre? Será que já corrigi todas as provas mesmo ou estou esquecendo de alguma coisa?”

13 – E quando eles têm que escolher entre dormir e preparar as próximas aulas

E claro, eles sempre optam por não dormir…

14 – E depois de quase o ano todo baseado em rotinas malucas, ainda descobrem que faltam algumas semanas para o fim das aulas…
“Por favor, não me diga que ainda não estamos próximos do natal…”
“Por favor ajude”

15 – A cara de quem não entende o motivo do riso da sala.
“Por que essas crianças estão rindo tanto?”

16 – E quando eles descobrem o motivo, acham engraçado mas não podem rir…
“É muito engraçado mesmo, criança, mas é inapropriado para o ambiente escolar e estou tentando manter a seriedade aqui!”

17 – Ao ouvirem uma pergunta estúpida ficam mais ou menos assim:
“Dê-me um tempo para processar esta pergunta ridícula que você fez…”

18 – Quando os alunos fazem o que eles pediram.
Ao ouvirem o clássico “Professora, eu fiz minha tarefa!”, por exemplo.

19 – E quando são questionados sobre algo que não sabem responder.
“Então, pesquisarei sobre isso e te responderei na próxima aula.”

20 – E a clássica frase “Todos temos um aluno que…”
Que não deixa a sala em paz, fala o tempo todo, diz que o cachorro comeu o trabalho ou a tarefa…
Uma parte de Voldemort vive dentro dele.

21 – Ao ouvirem que lecionar é uma tarefa fácil.
“Nossa, você é professor! É bem mais fácil, não é? Escolheu essa profissão por gostar de crianças?”

22 – Quando o fim de semana está acabando.
“Não acredito que amanhã é segunda-feira!”

23 – E finalmente, o último dia de aula!
Sim, você está de férias…

24 – Mas pouco tempo depois do ano novo surgem cursos e mais mil coisas para fazer.
“Mas eu mal aproveitei minhas férias…”

25 – Porém, quando percebem que realmente fazem a diferença…
Ao encontrar um antigo aluno, ou ver seus alunos evoluindo cada dia mais, e etc…



Fonte: BuzzFeed