Rondonópolis/MT,

Assim se cria um blockbuster: trailer de um épico fictício

Você já viu esse filme. Herói descobre que um grande mal ameaça a Terra, e se prepara para destruí-lo. Cercado por forças obscuras que tentam o deter e ridicularizar, o herói cresce lentamente, se tornando uma figura forte. O protagonista supera obstáculos, vira o jogo e sai vitorioso. O vilão se envolve cada vez mais com o lado negro da força até que, finalmente derrotado, livra o mundo de sua influência maligna.

Ou, quem sabe, talvez tenha visto aquele em que o herói descobre um objeto que quer ou precisa desesperadamente encontrar e sai em uma jornada (muitas vezes ao lado de fiéis companheiros) para encontrá-lo. Ou então aquele em que o herói parte para uma aventura em terra estranha com regras malucas e consegue superar a loucura e voltar para casa muito mais maduro do que quando partiu? Não? Talvez já tenha visto aquele outro, em que o garoto conhece garota e, apesar de estarem destinados a ficarem juntos, uma força maior – que eventualmente será superada – impede a concretização do romance.

Essas premissas soam familiares? Para o jornalista Christopher Booker, autor do livro The Seven Basic Plots, há um número limitado de “enredos básicos” no mundo. Dos mitos antigos aos seriados de TV, o autor argumenta que sete temáticas arquetípicas (as que você viu ali em cima) se repetem nas narrativas humanas. Por sorte, há exceções, é claro. Mas o vídeo produzido pelo usuário GameOvais comprova que as jornadas dos heróis cinematográficos são bem mais semelhantes do que poderíamos imaginar.



Passando por filmes icônicos do cinema, que vão de 21 Gramas até Zodíaco, o britânico GameOvais, que é engenheiro por formação, se valeu de cenas e sequências de um total de 300 longas-metragens para criar o vídeo de divulgação de um grande filme épico de mentira.



Revelando um bocado sobre as fórmulas dos blockbusters (e seus protagonistas maioritariamente masculinos, vale notar), o vídeo é também uma grande brincadeira com outra receita repetida à exaustão em Hollywood – a do ritmo e estrutura dos trailers das megaproduções: tudo começa devagar e tranquilo, com música baixinha, tomadas de paisagens e rostos conhecidos do elenco estrelado; logo, a tensão se intensifica, sobe música, falas de efeito fora de contexto são jogadas aqui e lá para fisgar o público; então cortes mais rápidos apresentam ação mais intensa (e algumas explosões, no caso dos filmes de ação) e indicam um cenário dramático e frenético que consolida de vez a ansiedade do espectador para conferir a nova produção. Funciona toda vez.

A lista completa de longas-metragens reunidos no trailer pode ser conferida no canal no Vimeo de GameOvais.