Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Criança e Tecnologia: Que cuidados os pais devem ter

Os riscos que a internet oferece às crianças são inúmeros e por isso os pais devem estar atentos a isso e tomar algumas medidas de segurança com o seu uso. As crianças estão sempre se conectando e isso os torna alvos fáceis para pessoas de má fé, com isso os pais devem ficar em alerta em quais sites seus filhos entram.

Com o advento das redes sociais, cresce o risco da exposição de privacidade, o risco de pessoas mal intencionadas aumenta consideravelmente. O melhor a se fazer é conversar com as crianças os riscos que elas correm por estar em ambientes sem a supervisão dos pais, a amizade com a criança é fundamental para evitar que ela entre na internet escondida.

É bom deixar claro os riscos que se esconde atrás de um computador e que há pessoas não confiáveis. A relação entre pessoas e as formas de comunicação estão cada vez mais virtuais tanto para os adultos e adolescentes como para muitas crianças, é o que aponta, a pesquisa Tic Kids Online 2012, realizada com 1.580 crianças de adolescentes entre 9-16 anos, e executada pelo Cetib.br (Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação). O resultado mostrou que 47% dos entrevistados ficam online todos os dias, 68% disseram acessar redes sociais, 70% tem perfil em alguma mídia, 29% são seguidos por mais de 100 pessoas e 86% exibem sua foto de rosto.

Empresas e plug-ins já auxiliam os pais no controle do acesso a determinados conteúdos, como por exemplo, a NET. A empresa oferece a possibilidade dos pais bloquearem determinados canais através de senhas para que não ocorram acessos indevidos.

Mas uma boa educação tecnológica instrui os pequeninos a terem cuidado na hora de interagir no universo online. Confira algumas dicas:

1. Cuidado com a exposição de informações pessoais

Não deixe que as crianças coloquem o número de telefone, o endereço da casa ou da escola, e também não deixe qualquer outro tipo de informação que possa ser encontrada.

2. Nunca exponha sua rotina nas redes sociais

Não deixe que seu filho exponha informações de locais mais frequentados e nem de onde ele está no momento, isso pode atrair a atenção de pessoa mal intencionada.

3. Não fale com estranhos

Um dos primeiros aprendizados na vida de uma criança é a advertência de não falar com estranhos. Ensine que na internet não é diferente. Explique que as pessoas podem se passar por alguém que não são e enganá-la.

4. Mantenha a privacidade de fotos e lugares

Não deixe que seus filhos enviem fotos ou liguem a webcam para pessoas estranhas, mesmo que elas considerem como um amigo virtual. Não deixe também que coloquem fotos inapropriadas em sites de relacionamento, com poses que não condizem com a sua idade. Roupas curtas e de banho devem também ser evitas. Existem pessoas que encontram essas fotos e as divulgam em sites de pedofilia ou mesmo prostituição infantil.

5. Acompanhe as amizades 

Mantenha um bom relacionamento com seus filhos, uma boa conversa explicando e esclarecendo tudo a eles é o melhor método de segurança tanto na vida como em ambiente online. Passe confiança a eles, sempre instrua a contar o que acontece na Internet, com quem conversou e sobre o que conversou.

6. Estimule seu filho a navegar em sites confiáveis e divertidos para a sua idade

Existem diversos sites que são interessantes que estimulam o aprendizado da criança. Assim elas esquecem um pouco que na Internet só existe sites de relacionamento.


Fonte- Este artigo foi escrito por Sofia Alice Rocha, 20 anos, aluna do penúltimo ano de Jornalismo. Siga Sofia pelo Twitter - @sofiaalicerocha