Rondonópolis/MT,

15 alimentos que blindam sua boca contra bactérias

A alimentação age na saúde da boca controlando o pH da região, estimulando a saliva e controlando bactérias ruins. Pouca gente sabe que o que se come pode agir também na saúde bucal. Segundo a consultora de nutrição da Phosther Algamar, Camila Prata, os alimentos ricos em fibras e cálcio e até o chá verde são bons para prevenir problemas na boca e gengivas.

A especialista explica que a forma como a alimentação age na saúde bucal está relacionada ao controle do pH da boca, à estimulação de saliva e ao controle das bactérias ruins: “Alguns alimentos possuem efeito bactericida, eliminando as bactérias que causam doenças na boca. Outros alimentos ajudam a alcalinizar a boca, ou seja, manter o pH da boca alcalino, porque quanto mais ácido o pH, maior o risco de se ter doenças orais, como candidíase, gengivite, periodontite e mucosite”, esclarece.

Além disso, existem alimentos que ajudam a fortalecer os dentes, como os que são fonte de cálcio e magnésio. “O cálcio atua na formação de ossos e dentes e o magnésio atua auxiliando no desenvolvimento dos dentes. Já a Vitamina D atua na absorção de cálcio, fortalecendo os dentes”, detalha Camila. Conheça alguns dos alimentos capazes de prevenir e combater doenças na boca e nas gengivas.

Chá verde: muita gente não sabe, mas o chá verde ajuda a prevenir as cáries. Isso porque ele possui uma substância chamada catequinas, que possui efeito bactericida. Esse componente previne a aderência das bactérias no dente, que levam à cárie.

Leite e derivados: são fonte de cálcio e Vitamina D.

Grãos integrais: possuem magnésio.

Extrato de própolis: ajuda a combater a afta e gengivite, pois é fonte de várias substâncias que possuem ação antisséptica, antibacterianas e antivirais. Dicas da nutricionista: você pode diluir o extrato de própolis e fazer bochecho. Pode-se optar por fazer um suco de limão com gengibre e gotas de própolis, e vira um coquetel anti-inflamatório e detox.

Chiclete sem açúcar: previnem a cárie, porque são fontes de xilitol e polióis, espécies de adoçantes, muito usados em produtos dietéticos. O chiclete sem açúcar pode reduzir as placas bacterianas e estimular a saliva, que diminuir a formação de cáries e promover a remineralização do esmalte dos dentes.

Alga lithothamnium: a alga é fonte de minerais como o cálcio e o magnésio, que são benéficos aos dentes. Um estudo feito pelo Hemorio mostrou que essa alga alcalinizou o pH da boca e reduziu a incidência de doenças como mucosite e candidíase. “A suplementação com a alga em pacientes com imunidade baixa ou comprometida e com o pH ácido, alcalinizou o pH da boca”, explica. A única forma de consumir essa alga é na forma encapsulada, como um suplemento.

Vegetais verdes escuros: contêm cálcio.

Soja: é fonte de cálcio e magnésio.

Gergelim: possui cálcio.

Sardinha: é fonte de cálcio. Além de possuir Ômega 3, fonte de DHA, substância anti-inflamatória que pode melhorar a periodontite, que é uma doença inflamatória que afeta a boca, causada por infecções bacterianas.

Ovos: contêm magnésio e Vitamina D.

Amêndoas e outras oleaginosas: possuem magnésio.

Salmão: é fonte de Ômega 3.

Atum: também é fonte de Ômega 3.

Semente de linhaça: possui Ômega 3.

Chia: também contém Ômega 3

Fonte: iTodas
Foto: Thinkstock