Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Diabetes


Esta é uma doença causada pela ausência ou deficiência da produção de insulina que é um hormônio produzido pelo pâncreas, responsável pela absorção da glicose do sangue que vai alimentar as células. Quando a insulina tem produção diminuída ou estaguinada, provoca a elevação da glicose no sangue, cuja taxa normal, em jejum é de 70 a 110 mg por 100 ml de sangue.

SINTOMAS

Diabetes insipidus: Muita sede e enormes quantidades de urina, independentemente da quantidade de água consumida.

Diabetes Mellitus - Tipo I: (insulina-dependentes ou diabetes juvenil): Excessiva fome, sede, vontade de urinar, depressão, fraqueza, visão borrada, boca seca, e vômitos.

Diabetes Mellitus - Tipo II: Sede não usual, freqüente vontade de urinar, fraqueza geral, obesidade, problemas de pele, furúnculos, visão turva e boca seca.

CAUSAS


Dos dois tipos de diabetes, diabetes insipidus é a mais rara e é causada pelo mau funcionamento do hormônio antidiurético ou rins, que de alguma maneira não podem responder adequadamente a ele.

Diabetes Mellitus é o terceiro maior assassino nos Estados Unidos, e é causado por um defeito na produção de insulina pelo pâncreas. Sem insulina, o organismo não pode utilizar a glicose, que é um importante açúcar do sangue.

Algumas pessoas podem desenvolver diabetes mellitus como resultado do estresse, obesidade ou gravidez. Certos medicamentos podem também causa esta doença, como: contraceptivos orais, corticosteróides adrenais, diuréticos tiazídicos. Uma dieta rica em açúcar e farinha branca pode levar ao diabetes. Parasitas (principalmente em crianças) também podem causar o problema, bem como o hipotireoidismo.

Muitas pessoas que comem muito açúcar, eventualmente não o saboreiam tão bem, então colocam mais açúcar sobre o alimento. Pessoas com diabetes tipo II também sofrem desta falta de discernimento da degustação de açúcar. Deixe de fora o açúcar e aprenda a desfrutar dos sabores naturais de sua alimentação.

Porque o diabético não pode utilizar glicose para a energia, ele perde peso e fica enfraquecido pelo excesso do consumo de proteína e gordura. Por isso, ele pode ter muita fome e comer grandes quantidades de alimentos.

TRATAMENTOS NATURAIS

• Pare de comer açúcar, produtos feitos com farinha branca, comida gordurosa, carne, ovos, queijo, excesso de óleo vegetal, bem como nozes e sementes rançosas. Evite totalmente o tabaco. Isso restringe a circulação e irá agravar a condição.

• Coma pequenas refeições (se necessário, coma com mais freqüência) e mastigue os alimentos cuidadosamente. Não coma tarde da noite. Excessos podem provocar diabetes ou aumentá-la.

• Caldos vegetais e fruta fresca são bons produtos. Uma dieta com alto nível de carboidrato e fibra irá reduzir a necessidade de insulina. (Uma dieta baixa em fibra pode trazer a diabetes.) Também diminuirá a quantidade de gordura no sangue. Adquira proteínas de fontes vegetais.

• Cebola e ervilha ajudam a baixar o açúcar do sangue. Uma dieta rica em alimentos crus também é útil.

• Mas não coma frutas e melões em grandes quantidades. Não coma maçãs ou bananas. Não coma/tome combinações de leite e açúcar. Café pode induzir a níveis muito elevados de açúcar no sangue. Uma dieta sem gordura irá ajudar a reduzir o açúcar do sangue.

• Tome suas refeições em tempos regulares, e engula a comida com pressa. Quanto mais rápido você come, mais elevado é o nível de açúcar no sangue.

• Coma alho cru diariamente para reduzir o seu nível de açúcar no sangue.

• Não tome grandes quantidades de niacina (vitamina B3), B1 (tiamina), PABA (ácido para-aminobenzóico, outra vitamina B), ou vitamina C. Mas tenha-os em quantidades normais.

• Faça exercícios suficientes, melhorando, assim, sua circulação, que nem sempre é muito boa em diabéticos. Os níveis de açúcar no sangue também poderão ser melhorados.

• No caso de um ataque de hiperglicemia, vá para um hospital/clínica. Você deve tomar líquidos, eletrólitos e, possivelmente, insulina.

• Caso ocorra hipoglicemia, em uma emergência, beba imediatamente suco de frutas, refrigerantes, ou qualquer outra coisa que contenha açúcar. Se você é dependente de insulina, leve com você um kit de glucagon para qualquer emergência.

• Se o seu filho tem diabetes, instrua seu professor sobre os sinais de hipoglicemia e hiperglicemia.

• Cuide bem dos seus pés, pois eles podem tornar-se mais facilmente infectados do que os pés dos não diabéticos.