Rondonópolis/MT,

Unhas: quebradiças ou encravadas

 

 Unhas quebradiças:

Muitas pessoas têm unhas fracas, que descascam com facilidade e incapazes de crescer. Poucas sabem que isto pode ser um sintoma de algum problema físico ou até emocional.
Nossas unhas são compostas por camadas de proteínas e, quando há esfoliação ou separação destas camadas, devemos ficar atentos. Elas se tornam muito mais frágeis e, assim como qualquer parte do nosso corpo, estão sujeitas a doenças, infecções e deformações.

O ressecamento excessivo é a principal causa do enfraquecimento das unhas. A freqüente lavagem das mãos, locais com clima quente e muito seco ou ambientes com ar-condicionado, favorecem este problema tão indesejado pelas mulheres.

 É preciso ingerir alimentos ricos em vitamina A, como o leite e seus derivados, cenoura, espinafre e ovos. Estas substâncias fortificam a unha e permitem um melhor crescimento. As famosas "pintinhas brancas" que aparecem nas unhas são uma espécie de aviso do corpo que há a falta de cálcio e zinco.

O estresse também afeta a saúde das unhas. Tanto homens quanto mulheres com problemas emocionais tendem a ter unhas quebradiças. O fato de roer unha já é um sinal de nervosismo que, além de não fazer bem à pessoa, é uma forma de ingerir inúmeras bactérias.


As mulheres devem ficar atentas ao uso de esmalte.A unha precisa respirar, ou seja, ficar alguns dias sem esmalte. A acetona, por exemplo, é inimiga das unhas saudáveis.Substitua a acetona pelo removedor de esmalte, ele tem formulação mais fraca e danifica menos a unha.


Como cuidar de unhas quebradiças:


Aposente sua acetona. Além de ser proibida, sua composição química é muito forte e prejudica a saúde da unha. Dê preferência ao removedor de esmalte.


Corte as unhas e as iguale com o mesmo tamanho. Só assim você terá um crescimento equilibrado e constante.


Lixe as pontas das unhas com muito cuidado para não esfoliar e danificar as camadas de proteína. Não há necessidade de lixar a superfície da unha porque, muitas vezes, isso contribui para enfraquecimento da mesma. Ao invés de utilizar a lixa de metal, prefira a de papel que agride menos a unha.


As cutículas não devem ser retiradas em casa. Deixe que a manicure faça isso pelo menos uma vez por mês, afinal elas possuem técnicas especiais para não machucar a unha.


Aplique a base fortificante. Se possível, deixe de passar esmalte por alguns dias. Como já foi dito, ele impede que a unha respire.


Óleos essenciais de amêndoa e cravo da índia podem ser pincelados no lugar da base. Além de fortificar, eles hidratam as unhas.


Reaplique a base (ou o óleo essencial) pelo menos duas vezes por semana. Repita o processo por, no mínimo, um mês.


Caso não haja melhora visível e um resultado satisfatório, consulte um dermatologista e siga suas orientações. Remédios, cápsulas de vitaminas e produtos manipulados acelerarão o crescimento de suas unhas.


Saiba que:


O excesso de sabão deixa as unhas mais sensíveis. Por isso, limite a quantidade durante as lavagens e, se possível, use sabonetes suaves para não agredir a unha.


Seque bem mãos e passe hidratante na pele. Sem dúvida, as unhas também serão hidratas neste processo.


Quando for lixar, não modele a unha no formato "quadrado", as laterais arredondadas diminuem as chances das unhas quebrarem.


Sempre que possível, use luvas quando estiver em contato com a água - por exemplo, ao lavar a louça. Em casos extremos, evite longas exposições na água, como nadar.


Procure sempre hidratar sua pele porque mãos desidratadas são o primeiro passo para ter unhas quebradiças.

Unhas encravadas:

Quando uma unha encrava além da dor que ela proporciona ela abre uma porta para infecções que podem ser graves dependendo do seu estado de saúde. Por isso é importante evitar que elas encravem e se encravarem devemos dar o tratamento devido.
Normalmente as causas das unhas encravadas são o uso contínuo de sapato apertado e o mau hábito de cortar as unhas até muito rente a pele e não lixá-las, mas o formato da unha da pessoa pode influenciar também.
O correto quando uma unha encrava é procurar um profissional que vá desencravá-la, não se deve cutucar ou tentar cortar a unha sozinho, você pode se ferir e causar mais problemas.

Para evitar as unhas encravadas:

Não corte as unhas até o “sabugo”, deixe sempre uma pequena porção da borda livre
Corte as unhas com formato quadrado e finalize com lixa
Não corte os cantinhos das unhas ou arredonde-os
Não retire as cutículas, elas protegem as unhas da ação de substâncias químicas e microorganismos
Não use calçados apertados ou de bico fino por muito tempo, prefira os de ponta arredondada para períodos longos de uso
Se notar qualquer alteração na cor ou textura da unha procure um podólogo

Tratando unhas encravadas:

Depois de procurar um profissional que retire a espícula da unha encravada você deve tomar uma série de cuidados para que a unha sare sem infeccionar.
Não molhe o curativo feito pelo podólogo e limpe os pés com um algodão embebido em álcool.
Se não existe curativo, você pode limpar a unha com água oxigenada e usar uma pomada cicatrizante.
Não abafe a unha ou use calçados fechados até a unha sarar.
Lixe a superfície da unha com o lado fino da lixa para que ela fique enfraquecida e não volte a encravar.