Rondonópolis/MT,

Fitoterápicos que auxiliam no controle e perda de peso


Algumas opções de fitoterápicos que podem ser usadas (com indicação médica) no lugar da Caralluma (agora proibida pela ANVISA) para auxiliar na perda de peso e controle do apetite são a Pholia Negra, o Koubo, a Pholia Magra e o 5-HTP. Estes compostos são extraídos de plantas e cada um possui um mecanismo específico que ajuda na perda de peso.

Conheça mais sobre cada um deles:
 

Pholia Negra

A Pholia Negra é um fitoterápico, derivado do extrato concentrado do ILex P, uma planta de origem indígena usada a séculos.
A pholia negra contribui para a perda de peso, promovendo maior saciedade pelo retardo do esvaziamento gástrico e acelerando a queima de gorduras acumuladas.
Além disso, tem um efeito diurético e pode reduzir os níveis de glicemia no sangue, seca cerca de 7% da gordura visceral (aquela acumulada no fígado e estômago) e ainda aumenta o HDL (colesterol bom).
Com os teste ficou comprovado também que as substâncias antioxidantes, que aceleram o metabolismo, ou seja, acelera o gasto energético e a queima de gordura, na Pholia Negra estão em maior concentração, e isso pode ajudar e muito no emagrecimento.
Nos mesmos testes feitos, pessoas que seguiram uma alimentação equilibrada, com ao menos caminhadas diárias, conseguiram eliminar 5 kg em 45 dias a mais do que as outras pessoas, que seguiam a mesma dieta. Contribuem ainda a aumentar a sensação de energia e disposição, assim reduzindo o cansaço e a fadiga do dia a dia. Claro que esse resultado é uma média, ou seja, nem todos têm os mesmos resultados.
A Pholia Negra é comercializada em cápsulas e pode ser encontrada em farmácias de manipulação, sendo necessária receita médica, assim como qualquer outro fitoterápico, só assim se tem resultados mais eficazes.
A recomendação de consumo é de 100 a 200mg por dia, divididos em duas vezes, sendo essas 15 minutos antes das refeições principais, como almoço e jantar.
Por ser considerado natural, não foi apresentado efeitos colaterais, mas isso não é 100% certo, pois cada organismo reage de formas diferentes.
As restrições são mulheres grávidas e amamentando, crianças e adolescentes ou pessoas com propensão a pressão alta e problemas cardíacos não devem consumir.


Pholia Magra (Chá-de-Bugre – Porangaba)


A Pholia Magra é um composto originado da erva Cordia ecalyculata (Cordia salicifolia), nativa do Brasil e conhecida popularmente como Chá-de-Bugre ou Porangaba, dentre outros nomes.


A Pholia Magra diminui o apetite, aumenta a energia e melhora a circulação. Na verdade ela não reduz a fome mas proporciona uma sensação de saciedade ajudando no controle e perda de peso. É ideal para queimar a gordura abdominal profunda. Atua também como estimulante do sistema imunológico.


Possui altas concentrações de cafeína que estimula o sistema nervoso central ajudando no aumento da saciedade e acelerando o metabolismo, o que ajuda a queimar os estoques de gorduras, mas em quem é sensível aos seus efeitos pode dar taquicardia, tremores ou insônia. Por isso não deve ser usada em hipertensos e pacientes com doenças cardíacas.


A alantoína, também presente na planta, age nos vasos linfáticos e possui ação diurética que acaba auxiliando na eliminação do excesso de líquidos, melhorando a circulação e a celulite. A Pholia magra apresenta quantidades significativas de potássio, que auxilia na compensação da perda do mineral pela diurese.


Apesar de ainda ter poucos estudos científicos sobre ela, não existem relatos de efeitos colaterais nos Estados Unidos e na Europa, onde é usada há mais de dois anos


Deve ser consumida 30 minutos antes do almoço e do jantar, na concentração recomendada pelo seu médico. Por enquanto, o extrato da planta é liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para ser acrescentado nas balas de colágeno ou manipulado na forma de cápsulas, mas sempre com prescrição médica.

 
Koubo
 
O Koubo inibe o apetite e age como um diurético moderado. O medicamento é extraído da raiz, caule e fruto do Cereus sp, um cacto nativo do Nordeste do Brasil. O Koubo possui tiramina, uma substância que diminui a vontade de comer doces e ajuda na quebra de gorduras. Deve ser evitado por pessoas que possuem diabetes, gestantes e lactantes. Ele pode ser manipulado em forma de cápsulas ou em balas de colágeno.
 
5-HTP

O 5-HTP, é extraído da planta africana Griffonia simplicifolia. O 5-HTP é também conhecido como 5-hidroxitriptofano e "pílula da felicidade" e age como o triptofano, substância precursora da serotonina. Combate a compulsão por doces e gorduras, inibe o apetite, reduz a ansiedade e até ajuda no tratamento da depressão. Pode ser manipulado em forma de cápsulas, chocolate e balas de colágeno.

 
Gymnema Silvestre

É uma planta das florestas tropicais da Índia que possui substâncias capazes de reduzir o apetite e a vontade de comer doces. Melhora a sensibilidade do organismo à insulina e aumenta a termo gênese ajudando na queima de gordura. Seu poder inibidor do apetite vem através do contato com as papilas gustativas na língua e alteração na percepção do sabor pelas papilas, por isso sua apresentação mais indicada para combater a vontade de comer doces é a forma líquida em spray.

 
Garcínia Cambogia

Pequena árvore originária do Camboja, sul da África e Polinésia e cultivada na Índia e países do Extremo Oriente, é usada na Índia há centenas de anos sem registros de toxicidade. Possui o ácido hidroxicítrico que tem propriedade de induzir saciedade.


Outras opções de fitoterápicos que agem auxiliando a perda de peso através de mecanismos distintos como inibição de absorção de carboidratos, de gorduras ou aumento do metabolismo com queima de gordura.


FASEOLAMINA: extraída da planta Phaseolus vulgaris (feijão branco), a faseolamina é uma glicoproteína que funciona como um inibidor da amilase e possui efeitos comprovados inibindo a absorção de amido, que é o "açúcar" da batata, aipim, e outras raízes. A amilase é a enzima que degrada o amido, e sua inibição reduz a absorção deste carboidrato. Além disso, mostrou-se benéfica no tratamento de pacientes com diabetes não usuários de insulina.


CASSIOLAMINA: extraída dos frutos Cassia nomane, inibe a digestão de gorduras (contém 5 tipos de flavonóides que inibem a lípase - enzima que digere os lipídios). Cuidados: assim como todo inibidor da lípase, este medicamento pode impedir a absorção de vitaminas lipossolúveis (que são absorvidas com a gordura) gerando deficiências.


CITRUS AURANTIUM: extrato de laranja-amarga aumenta a queima de gordura por estimular a termo gênese. Possui ação próxima à efedrina, porém com maior segurança e menos efeitos indesejáveis como taquicardia, hipertensão, insônia, etc. Aumenta a energia e disposição para prática de exercícios.


CAMELLIA SINENSIS: chá verde, branco, vermelho, preto e amarelo derivam desta planta. A diferença entre os chás está apenas no diferente tempo de colheita da folha. Ajuda no emagrecimento, diminuição do colesterol, melhora da imunidade, reduz incidências de artrose e aterosclerose, ajuda no controle da pressão arterial e usado topicamente tem ótimo efeito cicatrizante. Dentre os chás, o branco possui uma maior concentração do nutriente por não ter sofrido oxidação das folhas. Como possui cafeína pode causar sintomas como taquicardia, palpitações, agitação, insônia e euforia em algumas pessoas mais sensíveis.


QUITOSANA: formada por um componente natural do esqueleto de crustáceos (lagosta, caranguejo, camarão), reduz absorção de gorduras e aumenta a saciedade. Também ajuda na redução do colesterol. Estudos mostraram que pacientes que usaram 3g/dia de quitosana por uma semana ou 1,6g/dia por 2 semanas apresentaram redução de 6% do colesterol total. Esse efeito na redução do colesterol é dependente da dose.


AGAR-AGAR: trata-se de uma fibra solúvel com propriedade de fixar a água 10x maior que a gelatina comum (o agar-agar absorve 200x o seu peso em água) dando plenitude gástrica, saciedade, reduz a velocidade de absorção de glicose no intestino e regula o ritmo intestinal.


GLUCOMANNAN: extraído da raiz Konnyaku que é da mesma família do inhame, é 100% constituído de fibra natural sem calorias. Melhora o ritmo intestinal, diminui absorção de gorduras reduzindo o colesterol e os triglicerídeos, normaliza os níveis de glicose sanguínea. Por ser fibra, produz saciedade, principalmente se ingerido com água.


SPIRULINA: é uma bactéria encontrada no meio ambiente principalmente em lagoas (como parte do fito plâncton), usada como auxiliar na perda de peso por ter a capacidade de inchar em contato com a água dando sensação de plenitude gástrica e saciedade. É muito consumida por vegetarianos pelo seu alto teor protéico e alto valor biológico. É rica em ácidos graxos poli-insaturados e betacaroteno (precursor da vitamina A).


EXTRATO DE MANGA AFRICANA: Irvingia gabonensis, atua diminuindo a velocidade de esvaziamento gástrico evitando que o nível glicêmico aumente muito rápido, o que reduz a formação de estoques de gordura. Rico em fibras, o que aumenta a saciedade e regulariza o intestino. Possui ação lipolítica (queima de gordura) principalmente abdominal.


EXTRATO DE FOLHAS DE OLIVEIRA: extraído das folhas da oliveira, a árvore da azeitona, possui fibras solúveis que causam plenitude gástrica e sensação de saciedade, diminuem a absorção de gordura e regularizam o ritmo intestinal. Possui alto teor de ácido linoléico que tem ação termo gênica e lipolítica (queima gordura e evita a formação de novos estoques). Possui vitamina E e outro agente antioxidante combatendo o envelhecimento celular. Também possui vários minerais que combatem o cansaço e fadiga. Dose: 250mg 3x ao dia, de 15 a 30 minutos antes das refeições.

ALCACHOFRA: ação antioxidante, diurética, hepatoprotetora e redutora do colesterol. Possui vários nutrientes e princípios ativos, como ácido caféico, flavonóides, glicosídeos, cinarina, pró-vitamina A, vitamina C, mucilagens e taninos.

CENTELLA ASIÁTICA: melhora a circulação sanguínea ajudando no combate à celulite e gordura localizada.


EXTRATO DE HIBISCUS: auxilia no emagrecimento pois ativa o metabolismo e tem efeito diurético e auxiliar da digestão. Ajuda na redução do colesterol e da glicose sanguínea. De preferência deve-se consumir o chá de fonte orgânica, pois estudos mostraram que a quantidade de ativos presentes na planta sofre influências do stress sofrido por ela, sendo que os orgânicos por serem menos protegidos dos efeitos da natureza têm maior quantidade de ativos.


Nenhuma destas substâncias é milagrosa. Elas apenas auxiliam na perda de peso que deve ter como principal fator a dieta equilibrada e atividades físicas.


Nenhuma delas deve ser tomada sem indicação médica.
 
Fonte: Clínica Due. Dra. Priscila Rosa Pereira.
              Dieta e Beleza