Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Alimentação saudável no controle da constipação

Hoje é cada vez maior e incidência de pessoas com constipação intestinal. O modo de vida agitado, a alimentação desbalanceada em vitaminas e fibras, o sedentarismo e o stress do dia-a-dia, contribuem sobremaneira para que o trato intestinal não funcione como deveria.

Prisão de ventre é o nome popularmente dado a constipação intestinal e nada mais é, do que a diminuição do número de evacuações, causada na sua maioria pela diminuição ou lentidão dos movimentos peristálticos do intestino que impulsionam o conteúdo do bolo fecal para excreção. Se não tratada, consequentemente poderá ocorrer algumas patologias associadas como: hemorroídas, diverticulose, aparecimento de fecalomas, síndrome do instestino irritável (SII), diverticulite, etc.

A mudança no estilo de vida do indivíduo é fundamental para o sucesso do tratamento:

Causas da constipação:

- Baixo consumo de fibras
- Baixa ingestão de líquidos
- tensão e estresse
- inatividade física
- falta de horários, ou tempo, para evacuar
- algumas medicações
Obs: o uso de laxantes sem orientação, mesmo os ditos “naturais”, é extremamente perigoso, pois podem viciar o intestino e diminuir a absorção de várias vitaminas e minerais.

Dicas nutricionais para evitar a constipação:

·Mastigar bem os alimentos;
·Fazer as refeições nos horários indicados;
·Aumentar a ingestão de líquidos de 8 a 10 copos de água ao dia;
·Fazer as refeições em ambiente tranqüilo;
·Fazer o uso de alimentos quentes ou frios no desjejum para estimular a movimentação do intestino;
·Aumentar o consumo de folhas, legumes, frutas e grãos (principalmente os integrais como: arroz integral, macarrão integral, farinha integral).
·Reservar um horário todos os dias para ir ao banheiro a fim de criar um hábito intestinal regular.
·Praticar atividade física regularmente
·Não tomar medicamento sem orientação médica, inclusive laxantes;
·Aumentar o consumo de alimentos laxantes;
·Limitar o consumo de alimentos constipantes;

Alimentos Laxantes

Abacate
Abacaxi
Abobora
Abobrinha
Ameixa preta
Amendoim
Arroz integral
Avelã
Azeitona
Beterraba
Brócolis
Cebola
Couve
Couve-flor
Centeio
Castanhas
Caqui
Cidra
Côco
Ervilha
Figo
Jaca
 Jabuticaba inteira
Laranja com bagaço
Mamão
Maçã com casca
Melão
Melancia
Mexerica/tangerina
Morango
Romã
Tâmara
Uva
Manga
Pêra com casca
Nozes
Aveia
Centeio
Cevada
Milho verde
Germe de trigo
Linhaça
Creme de leite
Carnes vermelhas e brancas
Óleos vegetais
Iogurte
Manteiga
Chocolates
Doces concentrados
Sorvetes
Abóbora-manga
Acelga
Alcachofra
Almeirão
Alface
Aipo
Agrião
Alcaparra
Aspargo
Chicória
Erva-doce
Espinafre
Feijões
Jiló
Lentilha
Pepino
Pimentão
Quiabo
Rabanete
Repolho
Rúcula
Salsão
Soja
Grão-de-bico
Tomate
Vagem
Trigo integral

Alimentos Constipantes

Banana-maçã
Caju
Goiaba
Limão (suco)
Maracujá
Maçã sem casca
Pêra sem casca
Arroz branco
Biscoito de polvilho
Baunilha
Chá preto ou mate
Chá de broto de goiaba
Bolachas
Macarrão e massas em geral
Pães brancos
Papas de maisena
Salsicha
Abóbora (peneirada)
Abobrinha (sem casca)
Batata
Batata doce
Cará
Cenoura cozida
Chuchu
Inhame
Mandioca
Mandioquinha
Ovo cozido
Farinhas em geral (trigo, mandioca, rosca)
Amido de milho
Queijo ricota
Torradas