Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Cetose: como emagrecer sem passar fome


Você pagaria para andar com um tubo de alimentação no seu nariz? Muita gente está pagando. Esse é mais um regime de perda de peso extremo, que se tornou famoso nos EUA através das noivas, que chegam a pagar 1.500 dólares (2.750 reais) para ter um tubo de alimentação inserido no nariz.

A partir desse tubo, elas sobrevivem por 10 dias recebendo uma pasta de proteína e gordura que pinga lentamente para o seu corpo durante horas.

Esse plano de 800 calorias é suficiente para colocar seu corpo em profunda cetose. A cetose foi identificada pelo Dr. Alfred Bauer em 1962, e é um estágio no catabolismo que ocorre quando o pâncreas converte proteína em ácidos graxos e corpos cetônicos, que podem ser usados pelo corpo para gerar energia.

Muitos consideram a cetose uma situação biocelular anormal, causada pela presença de corpos cetônicos no sangue. Doenças como a dengue e a diabetes, se não controladas, podem produzir cetose (e nesse caso, os corpos cetônicos podem ser considerados perigosos).

Esse estágio pode ser induzido por uma dieta sem carboidratos, como a dieta das proteínas. Ou seja, o tubinho de proteínas no seu nariz lhe levará a um estado de cetose, que queima toda a sua gordura e nenhum músculo.

A liberação prolongada da pasta mantém a pessoa com uma sensação de satisfação durante todo o dia, o que significa que ela é capaz de entrar em um vestido de noiva menor no grande dia.

Segundo o Dr. Oliver Di Pietro, esse tratamento começou na Europa, e já foi feito lá mais de cem mil vezes. Agora ele o usa nos EUA. É possível perder até 9 quilos em 10 dias sem passar fome e sem sentir dor.

Claro que, tudo que é bom demais para ser verdade, é bom demais para ser verdade. Existem inconvenientes.

O acúmulo de cetonas ou corpos cetônicos no seu corpo dá a respiração um odor desagradável, fazendo a pessoa inteira cheirar como acetona (sim, o remover de esmaltes). Além disso, tem a constipação. E para manter o peso depois, também é outra história. Mas perigos reais parecem estar fora de cogitação.

Sendo assim, tem gente que não liga para nada dos inconvenientes, se isso significar ter a aparência de alguém que acabou de escapar de uma clínica de transtorno alimentar. E, por incrível que pareça, o procedimento é totalmente legal nos EUA. Vai encarar?

Assista ao vídeo para ver o procedimento:

Clique duas vezes em “cc” para ativar legendas em português.

Fonte: Gizmodo,HypeScience