Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Enormes fotos de minúsculas coisas que nos deixam doente


Nossa relação com vírus, bactérias e outros microorganismos pode ser muito ingrata. Em muitas situações, eles podem invadir nosso corpo e causar enormes danos, desproporcionais a seu minúsculo tamanho, já que sequer podemos vê-los. Mas a tecnologia nos traz microscópios cada vez mais precisos e potentes, que conseguem “agigantar” tais seres e dar uma idéia real de como eles são. Confira uma galeria de fotos reveladoras:

Giárdia
Beber água contaminada pode te dar de presente uma colônia destes pequenos protozoários em formato de cone distorcido. A Giardia lamblia ataca o intestino delgado em suas três porções (duodeno, jejuno e íleo), sendo responsável por diarreia e outros sintomas de infecção. Esta imagem foi tirada com um microscópio eletrônico.

Ebola
Este vírus já é notório há algumas décadas por ser o causador da temida Febre Hemorrágica Ebola (FHE), doença na qual o paciente começa a ter dores de cabeça e falta de apetite, passa a vomitar ou defecar sangue e pode vir a falecer em menos de uma semana. Visto de tão perto, parece impossível acreditar que este minúsculo organismo em formato de barbante seja capaz de tamanho estrago.

Mosquito
Na imagem que você observa, é retratado um mosquito que foi encontrado nos Estados Unidos com o corpo dilacerado: faltam-lhe as antenas e algumas das pernas. Apesar disso, trata-se de um impressionante zoom de um animal que serve de transmissor para vários microorganismos entrarem em nosso corpo.

Influenza
Em abril de 2009, o vírus influenza H1N1 ganhou as manchetes de jornal do mundo inteiro devido ao risco de pandemia que ele representou. Nesta imagem, tal microorganismo mostra sua verdadeira face.

Influenza da gripe espanhola de 1918
O mesmo H1N1 que foi motivo de tanta preocupação em 2009 já havia ceifado mais de 500 mil vidas só nos Estados Unidos (algo em torno de 50 milhões no mundo) mais de noventa anos antes. Esta imagem mostra um grupo de vírus daquela época, que foram retirados do rim de um cachorro vitimado pela doença e cuja sequência genética foi recriada pelos cientistas.

Influenza H5N1
Outro subtipo do Influenza, cuja aparência é muito diferente de seu “parente” H1N1, é mostrado na imagem em dourado. Este é o responsável pelos casos de Gripe Aviária. As autoridades de saúde temem que ele possa algum dia causar uma pandemia mundial, tal como a de 2009.

Vírus HIV
Quando você tenta imaginar o vírus da AIDS, provavelmente não cria em sua mente a imagem destas pequenas partículas em lilás, parecendo uma espécie de bolinho. Todos sabemos do que elas são capazes.

Pulga
Este monstruoso inseto gigante, em tons brilhantes de branco e vermelho, nada mais é do que uma pulguinha. Embora pareça mais inofensiva do que alguns outros seres apresentados nesta lista, é a pulga que transmitiu ao homem a altamente contagiosa bactéria da Peste Negra, que tirou a vida de mais de 70 milhões de europeus durante a Idade Média.

Bactéria da doença de Lyme
Ao ser picada por uma certa espécie de carrapato, uma pessoa contrai colônias de Borrelia burgdorferi, a bactéria que causa a doença de Lyme. O formato de barbante inclui essa bactéria na categoria das “espiroquetas”, e os sintomas dessa doença são alterações neurológicas e cardíacas.

Percevejo
Visto sob as lentes de um microscópio eletrônico, este bicho parece ainda menos amistoso. A maioria das espécies é hematófaga, ou seja, se alimentam de sangue. Imaginar que um bicho desse pode estar atacando nossas veias os torna mais assustadores depois de ver essa foto.

Olho de um percevejo
Em tons de vermelho, azul e laranja, eis a imagem de um olho deste inseto. Estes olhos compostos, formados por vários “gomos”, recebem o nome técnico de “omatídeos”. Quando um objeto passa em frente ao campo de visão de um inseto, cada unidade do omatídeo abre e fecha rapidamente.

Fonte:
LiveScience