Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Por que as mulheres ficam loiras?


Existe um boato de que toda mulher, se não é, fica loira, ou quer ser loira, pelo menos uma vez na vida. Seria isso verdade? Qual seria o apelo do cabelo loiro?

A ciência tem suas sugestões, e a principal delas é bem simples: o apelo do cabelo mais claro vem do fato dele ser mais raro.

Todos nós gostamos de nos destacar, sermos diferentes, termos aquele “quê” que chama a atenção. 

Portanto, sugere Peter Frost, antropólogo da Universidade Laval, de Quebec (Canadá), o desejo de ter o cabelo loiro, em sua raiz, representa um desejo de parecer diferente. Como a maioria das pessoas tem cabelo escuro, as loiras se destacam.

Mas tal afirmação também tem uma pegadinha.

“Quanto mais comum a cor de um cabelo se torna, menos frequentemente é preferível”, disse Frost. “É uma espécie de efeito novidade. No momento em que se tornar comum, já não tem o mesmo apelo”.

Tanto que, na Suécia, onde uma grande proporção das pessoas é loira, as mulheres muitas vezes escurecem seus cabelos. Lá, diferente é ser morena (por experiência própria, eu, uma morena que já estive na Suécia, fui encarada durante horas enquanto utilizava o metrô).

Então será que lá é “mais bonito” ser morena? Parece que sim. Pesquisas mostram que os homens escandinavos, cercados por loiras desde o nascimento, muitas vezes afirmam preferir as morenas.

Não é o caso da América Latina. Aqui, as morenas são maioria. Eis o porquê vemos mais mulheres pintando o cabelo de loiro.

O cabelo e a evolução

Estudos indicam que o desejo de ser loira pode ter sido conduzido pela história evolutiva.

Os seres humanos modernos evoluíram na África. Mesmo após a migração para a Europa, cerca de 35.000 anos atrás, as pessoas provavelmente tinham apenas cabelos pretos. Então, em algum momento entre 10.000 e 15.000 anos atrás, no norte e leste da Europa, o gene MC1R, da cor do cabelo, desenvolveu variações que produziram uma diversidade de cores, incluindo vermelho, marrom e loiro.

A cor dos olhos, controlada por vários genes como o OCA2, acredita-se ter se diversificado ao mesmo tempo.

Porque as pessoas começaram a ficar loiras e ter olhos claros? Algumas sugestões incluem o fato de que cabelos e olhos mais claros ajudavam as pessoas a melhor adquirir vitamina D em um ambiente de alta latitude, enquanto outra teoria diz que a escassez de alimentos e homens levou a diferenciação das mulheres.

Por exemplo, durante a última Era do Gelo, os homens tinham que viajar longas distâncias através da tundra no Ártico para encontrar comida. Isso levou a maiores taxas de mortalidade para os homens, bem como uma chance menor de poligamia, porque era quase impossível manter mais de uma família com tal escassez de alimentos.

As mulheres, então, tiveram que se tornar mais competitivas para ganhar a atenção masculina, e, consequentemente, um “marido” (provedor). Em termos evolutivos, tal seleção sexual forte levou a cores novas de cabelo e olhos. As mulheres com olhares e cabelos brilhantes eram extraordinariamente atraentes e apelativas.

Os homens não passaram pela mesma pressão, o que pode explicar porque ainda é mais comum mulheres nascerem loiras, e por que leva mais tempo para um cabelo loiro escurecer em meninas do que em meninos.

Além do desejo de se destacar, ser loira também pode representar uma tentativa inconsciente de ter aparência jovem. Isso porque, junto com testas largas e narizes pequenos, o cabelo loiro também é mais comum em crianças do que em adultos.

Quem não quer parecer extremamente atraente, apelativa e jovem? Tá explicado porque as mulheres querem ser loiras!

Só que tudo isso pode acabar

Os pesquisadores deixam claro: uma vez que o cabelo loiro tornar-se muito comum vai certamente perder (pelo menos um pouco) do seu apelo. Tanto que a teoria já foi provada em regiões onde loiras são mais frequentes.

E você já deve ter percebido que, hoje em dia, se você quiser ser diferente mesmo, tem é que pintar seu cabelo de roxo, rosa, azul… que é, aliás, o que várias artistas teen estão fazendo. Se você costuma comentar que isso é um grito desesperado por atenção, agora não é mais “invejosa”, e sim está apenas fazendo uma observação científica. A cor do nosso cabelo certamente é uma das ferramentas que usamos para nos destacar.

Então, antes de sair por aí pintando o cabelo (e possivelmente estragando sua qualidade, já que a tinta pode ressecar e trazer outros males aos fios naturais), lembre-se: ser loira no meio de um monte de loiras não lhe ajuda em nada.

Jena Pincott, autora do livro “Do Gentlemen Really Prefer Blondes?: The Science Behind Sex, Love, and Attraction” (“Cavalheiros realmente preferem loiras?: A ciência por trás do sexo, amor e atração”, em tradução livre), acredita que, para as mulheres modernas, os benefícios de ser loira são mais psicológicos do que qualquer outra coisa. “Se ser loira faz você se sentir mais atraente, você fica mais confiante, busca mais a atenção, e provavelmente a obtém”, disse.

Como morena, eu nunca tive vontade de ser loira, por achar que o tom não combinava comigo. Mas existe uma grande possibilidade de meus cabelos acabarem claros um dia: isso porque os fios brancos são mais facilmente disfarçados em meio aos loiros, do que em meio a fios mais escuros, com o qual contrastam muito. Ciência à parte, no fundo eu ainda aposto que essa é a razão número um para “loirar”.

Fonte: LiveScience, Hypescience