Rondonópolis/MT,

Acabe com a barriga e fique em forma pro verão


Com o verão chegando e quando você percebe que o botão da calça não fecha e sua barriga virou motivo de chacota da turma na praia, é hora de tomar uma providência. Maneirar na alimentação e praticar exercícios físicos é o caminho mais indicado.

Segundo aos médicos e treinadores físicos, em alguns casos basta essas duas atitudes para mudar o panorama e chegar perto de uma barriga como a do cara da foto aí em cima. Essa aparência de "tanquinho", além de atrair o olhar da mulherada, pode ainda ser sinônimo de qualidade de vida, pois fortalece a musculatura da região. E com o verão chegando, todo mundo querendo cuidar do visual para aparecer bem de sunga na praia sem o incômodo daquele barrigão de chopp. Todo ano é a mesma coisa. Academias lotadas no último trimestre do ano, consultas marcadas com nutricionistas e papo com o amigo personal de como conseguir enxugar a barriga e ficar "apresentável". 

Não precisa ficar com a barriga trincada, mas pelo menos diminuir a quantidade de gordura nessa área, que teima em sempre acumular gordura. E isso não é privilégio dos gordos, magro também tem barriga. O que fica ainda pior. Mas antes da questão estética que uma barriguinha sarada apresenta, o fator saúde deve vir em primeiro lugar. Pois a gordura que fica em volta da cintura é a mais perigosa de todas, porque está localizada por trás da parede abdominal, cercando os órgãos internos, numa via direta para o coração e outros órgãos importantes. A gordura abdominal é a mais perigosa que você pode acumular. Ela está associada à diminuição do colesterol bom (HDL) e ao aumento do colesterol ruim (LDL), dos triglicérides e da proteína C-reativa (PCR). Portanto, não perca tempo e mãos à obra.

Para se chegar ao abdome ideal, existem três etapas básicas: exercícios aeróbicos, dieta e uma série de exercícios abdominais. Segundo o livro de David Zinczenko, "A Dieta do Abdômen", sucesso de vendas nos EUA, ele afirma que músculos abdominais fortes são um dos melhores indicadores de saúde.

Estudos mostram que uma das regras é que devem ser feitas seis refeições por dia. Pequenos lanches devem ser feitos duas horas antes das refeições maiores. As refeições devem ter pelo menos dois itens de uma lista de onze alimentos essenciais para esta dieta. Estes alimentos são nutrientes que ajudam a aumentar a potência das substâncias naturais que queimam a gordura, além de proteger o organismo de doenças.

Dentre os onze alimentos estão amêndoas e nozes, aveia instantânea (sem adoçante), azeite extra virgem de oliva, espinafre e outras verduras, frutas vermelhas, feijões e leguminosas, lacticínios, ovos, pães e cereais integrais, peru e outras carnes magras e o famoso Whey Protein, uma proteína em pó de soro de leite. Além de focar em alimentos ricos em proteínas (como peito de frango, clara de ovos, salmão e ricota, por exemplo), fibras e cálcio. Eliminando da dieta carboidratos, gorduras saturadas e trans.

Já o trabalho aeróbico é indicado para reduzir o peso corporal. Afinal ao conquistar uma barriga tanquinho, você automaticamente melhora sua postura corporal. Além de outros fatores resultam nisso como a pressão interna da região abdominal aumenta, quando se promove a tonificação dos músculos. Com isso, o stress da coluna é reduzido. Posteriormente ou paralelamente a isso, vai depender do caso de cada um, é que se inicia o fortalecimento e a definição do muscular do abdome. Um fator importante nessa etapa, para se entender o que se está fazendo, é conhecer as diferentes partes dos músculos abdominais.

EXERCÍCIOS
Selecionamos três exercícios básicos que trabalha os diferentes músculos do abdome. Os exercícios devem ser feitos dia sim, dia não, para cada exercício 3 séries de 15 a 25 repetições. Com intervalos de 30 segundos (no mínimo) a 60 segundos (no máximo) entre as séries. Dependendo do seu condicionamento físico, pode escolher mais de um exercício para aumentar a duração e a intensidade do treino.


Para saber um pouco mais sobre o assunto, procuramos o personal trainner, Anderson Santos. Segundo ele, os padrões de beleza e estética mudam ao longo do tempo e podemos comprovar este fato comparando propagandas de décadas atrás com as atuais. Hoje, devido à famosa globalização, temos um perfil estético quase uniforme entre as populações e vemos uma sobreposição de outras culturas sobre o mesmo, principalmente da cultura americana. Se pararmos para analisar, nos restou admirar - e ai fica a critério de gosto - achar mais bonito, aqueles corpos com um pouco mais de massa muscular, ou outros mais definidos (não venho defender se é certo ou não a adoção desses perfis, nem muito menos as implicações psicológicas impostas a homens e mulheres que buscam esse tipo de estereótipo). Agora se existe algo que é unanimidade dentro desse novo padrão, é o abdômen “sarado”. Ele é o símbolo do êxito e tem sido exibido como troféu, na primeira oportunidade, pelos “sortudos” que os possuem, restando aos outros (97,73%) frequentadores da academia a cobiça.

Enfim, não existe uma solução mágica, rápida e definitiva. A combinação de atividade física, alimentação, atitudes saudáveis e uma boa postura, podem trazer ótimos resultados. Se você se encontra no grupo dos 97,73% (não leve a sério esse valor) não se desespere, quem sabe não causamos uma revolução e mudamos estes padrões, afinal de contas somos a maioria esmagadora!

Fonte: Revista Menshealth, Maisatividadefisica,Revista Mensch