Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Programa legal para seu filho entrar na linha


O assunto é sério. A cada ano, aumenta o número de crianças brasileiras acima do peso. Com este programa, montado por especialistas, você vai ajudar seu filho a entrar em forma. A exemplo do que acontece nos Estados Unidos (onde 25% das crianças apresentam sobrepeso), os nossos filhos consomem cada vez mais alimentos processados e altamente calóricos e, com a agenda lotada, não têm tempo para brincar. "Isso resulta, fatalmente, em quilos a mais na balança", explica Mauro Fisberg, pediatra e nutrólogo, de São Paulo.

As consequências são graves. Estudos comprovam: a criança que chega aos 4 anos com excesso de peso tem 20% mais probabilidade de vir a ser um adulto obeso. Se o sobrepeso persistir até a adolescência, o índice passa para 80%. "Essa criança está mais sujeita a hipertensão, diabetes e problemas ortopédicos", afirma o gaúcho Nataniel Viuniski, coordenador do departamento de obesidade infantil da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade (Abeso). Não é uma boa tática, porém, pendurar tabelas de calorias pela casa ou trocar o videogame por uma bicicleta ergométrica. "Dessa forma, você pode acabar criando adultos neuróticos e obcecados por dietas", avisa Daniela Silveira, nutricionista do ambulatório de obesidade da pediatria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

É importante que o cardápio da casa seja igual para todo mundo, mesmo que os outros membros da família estejam em forma. A nutricionista Mônica Beyruti, do departamento de nutrição da Abeso, alerta: "Se a criança seguir uma alimentação restritiva vai comprometer seu ganho de estatura". Portanto, não existem alimentos proibidos. "Só a quantidade deve ser controlada." Os pequenos também precisam fazer exercícios diariamente (no mínimo por uma hora), mas nunca repetitivos. A fisiologista Vera Lúcia Perino Barbosa, coordenadora do Movere Núcleo de Atividades Esportivas, de São Paulo, recomenda: "Se a criança tiver mais de 8 anos, o ideal é incentivá-la a praticar esportes. No caso das menores, as brincadeiras que treinam a coordenação motora e mexem com o corpo todo são eficientes".Mônica Beyruti e Vera Lúcia elaboraram o programa a seguir para você se inspirar.

Novos hábitos

Algumas mudanças comportamentais são imprescindíveis para que seu filho obtenha sucesso nessa empreitada. Ordem na casa - Estabeleça o horário das refeições e tente estar presente na maioria delas ou dê instruções claras a quem vai alimentar seu filho.

Mais disso, menos daquilo - Desista da tática de cortar completamente o fast-food da vida dele e da sua, pratique o equilíbrio na rotina alimentar. Funciona assim: se seu filho abusar um dia ou outro no almoço, opte por grelhados ou assados acompanhados de legumes no jantar; se pulou a fruta da manhã, deve comê-la à tarde, e assim por diante. Por mais que ele precise emagrecer, nunca lhe dê nada diet ou light que contenha adoçante. "Não há estudos suficientes sobre a dose permitida dessa substância para as crianças", assegura Daniela.

Proibir está proibido - As crianças têm uma vantagem em relação ao adulto quando o assunto é emagrecer. Como estão em fase de crescimento, não precisam perder peso, apenas mantê-lo, para que ele se distribua proporcionalmente. Por isso, nada de falar em dieta, calorias, metabolismo... Isso é papo de adulto! "Combine com toda a família um dia com cardápio mais flexível, de preferência o domingo, e, no restante da semana, controle a qualidade e a quantidade dos alimentos", sugere Nataniel Viuniski.

Comida não é consolo - Nossa mania de correr para providenciar comida para os filhos ao menor sinal de choro pode levá-los a associar estômago cheio com apoio emocional. A psicóloga Patricia Spada, da Unifesp, que defendeu recentemente uma tese de mestrado sobre a relação mãe e filho obeso, alerta sobre o risco de a alimentação virar um atalho, uma forma de transmitir afeto, uma compensação a vida toda. Troque guloseimas por atenção.

Se comer a salada, ganha... - No desespero de fazer os filhos gostarem de verduras e legumes, muitas mães acabam usando o sistema de castigo ou prêmio. Promete a sobremesa a quem comer toda a cenoura. "Claro que assim estamos afirmando que a verdura é ruim e a sobremesa é boa", diz Viuniski.

Autoestima nas alturas - Para criar um filho seguro, nunca diga: "Pare de comer, porque vai virar uma baleia", e sim: "Você está tão bem, será que esse sorvete não vai prejudicar todo o seu esforço?”.

TV controlada - Se você e o seu marido têm o costume de passar o sábado e o domingo inteiro assistindo TV, seus filhos fatalmente farão o mesmo, inclusive durante a semana. Um estudo feito pelo departamento de pediatria da Unifesp e pelo Instituto de Psicologia da USP comprovou que as crianças que ficam mais de quatro horas por dia em frente à TV têm 88% mais riscos de se tornarem obesas.

Segunda-feira

Café da manhã: Leite com achocolatado + pão com requeijão
Lanche: Fruta
Almoço: Salada de cenoura ralada + arroz e feijão + escarola refogada picadinha + frango assado sem pele + gelatina
Lanche: Iogurte com frutas
Jantar: Sopa de legumes + arroz + bifinho grelhado + fruta
Atividade Física
Talvez seja difícil reservar uma hora todos os dias para acompanhar seu filho neste programa. Nesse caso, recrute a avó, tia ou a pessoa que cuida dele. Só não vale deixá-lo parado. Leve-o a uma praça onde ele possa andar de bicicleta ou brincar no playground. Depois, invente brincadeiras em que ele imite movimentos de bichos, como um gato andando ou um cachorro se espreguiçando. A palavra-chave é diversão!

Terça-feira

Café da manhã: Leite batido com frutas + pão com geleia
Lanche: Bolacha sem recheio
Almoço: Salada de alface- americana picadinha + arroz e feijão-branco + salsicha de frango + abobrinha refogada + fruta
Lanche: Bisnaguinha com peito de peru + limonada
Jantar: Salada de tomate-cereja + arroz + almôndega + fruta
Atividade Física
No quintal ou no pátio do condomínio, proponha manobras com o skate e atividades com bola. Procure ver o que mais agrada à criança. Deixe que ela mesma escolha. Vale futebol, basquete ou handebol. Nada de impor muitas regras, apenas brinque. O importante é fazer com que a criança se movimente de forma prazerosa e tome gosto pelos esportes.

Quarta-feira

Café da manhã: Leite com sucrilhos
Lanche: Fruta
Almoço: Salada de beterraba + arroz e feijão-preto + couve picadinha refogada + carne moída + gelatina
Lanche: Suco de fruta + barrinha de cereal
Jantar: Salada de pepino + arroz + nuggets de frango assado + gelatina
Atividade Física
Reúna os amiguinhos do seu filho para brincadeiras em grupo. Algumas sugestões: peteca, queimada, frescobol e pular corda com contagem de pontos. No fim da maratona, estimule toda a turma a caminhar sobre uma linha no chão para desenvolver o equilíbrio.

Quinta-feira

Café da manhã: Leite com achocolatado + bisnaguinha com requeijão
Lanche: Fruta ou barrinha de cereal
Almoço: Salada de tomate + arroz com lentilha + quibe assado + fruta
Lanche: Danoninho + fruta
Jantar: Sopa de feijão + arroz com cenoura + bife grelhado + salada de frutas
Atividade Física
Ao ar livre, crie jogos. Por exemplo: a criança tenta acertar com uma bola outra que está colocada bem mais à frente. Depois do arremesso, ela deve correr, recuperá-la e tentar acertar de novo. Em grupo, fica mais divertido. Outra ideia: espalhe objetos e peça para a meninada recolher. Ganha quem cumprir a missão no menor tempo. Por fim, faça-os treinar embaixadas. Além de gastar energia, desenvolve o equilíbrio.

Sexta-feira

Café da manhã: Iogurte com sucrilhos e banana Lanche - Yakult
Almoço: Salada de alface com cenoura baby + arroz e feijão + hamburguinho de carne moída grelhado + fruta
Lanche: Picolé de fruta
Jantar: Salada de alface e tomate + purê de batata + filé de frango grelhado + gelatina
Atividade Física
Se seu filho souber nadar, você pode realizar brincadeiras na piscina, como arremessar uma bola para que ele vá buscá-la. Atire também objetos mais pesados, que afundem, para que ele tenha de mergulhar. Proponha uma competição ou movimentos sincronizados. Se não dispuser de piscina, caminhem ou andem de bicicleta por 30 minutos. Depois, brinquem de pular amarelinha ou de cabo de força.

Sábado

Café da manhã: Leite com chocolate + pão com manteiga
Lanche: Fruta
Almoço: Salada de palmito e tomate + macarrão com molho de tomate + frango assado sem pele + gelatina
Lanche: Sorvete (sem calda!)
Jantar: Sanduíche de peito de peru com queijo prato + suco natural
Atividade Física
Convide primos ou amigos do seu filho para ir ao parque. Inicie o programa tirando os sapatos e intimando todos a pisar na grama. Leve a corda, a peteca e a bola para que ele mostre o que aprendeu a fazer durante a semana. Se tiverem cachorro, melhor ainda. Ele vai participar animando as brincadeiras. Depois, deixe que seu filho proponha as atividades a vocês e faça o que seu mestre mandar. Ele vai adorar!

Domingo

Café da manhã: Leite com achocolatado + bolo simples
Lanche: Fruta
Almoço: Salada de beterraba e alface picadinha + arroz + carne assada com batata + gelatina
Lanche: Pipoca
Jantar: Pizza de mussarela + refrigerante
Atividade Física
Convide primos ou amigos do seu filho para ir ao parque. Inicie o programa tirando os sapatos e intimando todos a pisar na grama. Leve a corda, a peteca e a bola para que ele mostre o que aprendeu a fazer durante a semana. Se tiverem cachorro, melhor ainda. Ele vai participar animando as brincadeiras. Depois, deixe que seu filho proponha as atividades a vocês e faça o que seu mestre mandar. Ele vai adorar!

Fonte: Cláudia/Abril