Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Como tirar mancha de desodorante


A roupa de sair não precisa virar pijama. Manchou, limpou: saiba como! Essa história certamente toda mulher já conhece. Quando você coloca aquele vestido n-o-v-i-n-h-o em folha, eis que surge alguém que tropeça e entorna o copo de café estrategicamente em você. Sem contar os dias em que comer uma macarronada é sinônimo de horas perdidas tentando remover o molho de tomate que secou e grudou na blusa. Mesmo se você faz o tipo cuidadosa, ainda assim, deve ter se deparado com a pior das manchas do dia a dia, porque não tem como evitá-la: a mancha de desodorante. Pois é, acidentes de percurso ou não, o fato é que é muito chato ficar com uma roupa nova inutilizada por uma mancha. Reunimos então alguns truques que são tiro e queda na hora de se livrar dessas e de muitas outras… Ao ataque!

Alguns desodorantes são “passou, sujou”, deixando aquele look onça-pintada. E, convenhamos, não há mais avassalador que roupa escura manchada de branco. Isso sem contar as manchas amareladas em roupas claras, que vão aparecendo ao longo do tempo na região das axilas, pois não importa o número de lavagens, elas permanecem.

“Os tecidos mais fáceis de se tirar manchas são os de fibras sintéticas, como o poliéster. Já os de fibras naturais dão um pouco mais de trabalho, assim como os tecidos finos, mais delicados, como crepe de seda e cetim de seda, já que o corante deles é muito frágil”, explica Rejane Nascimento, gerente de treinamento da lavanderia 5 à Sec. No entanto, de mofo a gordura, de batom a vinho, a mancha mais difícil de ser removida é – adivinhem – a do desodorante (!), seja qual for o tecido. “É um martírio!”, confessa Rejane.

O sebo (suor) tem ácidos graxos que vão oxidar e reagir com o tecido das roupas, formando aquela coloração amarelada, mais perceptível em roupas claras de viscose ou algodão.

Pior é que não tem escapatória – afinal, não dá prá ficar sem desodorante! Mas, quando não é o resíduo, é a combinação do produto com o suor que suja a roupa. “A maioria dos desodorantes antitranspirantes tem na fórmula substâncias constituídas de sais de alumínio. Por si só, elas não geram manchas significativas, mas, combinadas com o suor, a história é outra”, revela Luciana Andrade, farmacêutica da Dermatus. “O sebo (suor) tem ácidos graxos que vão oxidar e reagir com o tecido das roupas, formando aquela coloração amarelada, mais perceptível em roupas claras de viscose ou algodão”, explica Luciana.

Então vamos às receitinhas:

MANCHAS ESBRANQUIÇADAS RECENTES
Misture e aplique sobre a mancha
1 colher de sopa de bicarbonato
1 colher de sopa de água e aplique sobre a mancha
O tecido deve estar seco!Deixe agir por 5 minutos, enxágue em água corrente
Em casos onde o desodorante formou uma pasta dura, enxágue com água morna.
Depois de remover a mancha de desodorante lave normalmente na mão ou coloque na lavadora de roupas com sabão de sua preferência, recomendo o sabão de coco.

MANCHAS ESCURAS COMO SE O TECIDO ESTIVESSE MOLHADO
RECEITA 2: LUSTRA MÓVEL + DETERGENTE
Misture em um potinho:
01 colher de lustra móvel
01 colher de detergente
Aplique a mistura sobre a mancha e deixe agir por 15 minutos
Esfregue com escovinha
Enxague

RECEITA 3 – ÁGUA OXIGENADA COM  20 VOLUMES OU MAIS
Com a peça ainda seca, aplique a mistura abaixo:
Aplique água oxigenada em uma esponja limpa
Esfregue sobre a mancha de desodorante
Deixe agir por 5 minutos, enxágue com água morna
Esfregue o local com sabão de coco, enxágue
Depois lave toda a peça normalmente na mão ou coloque na lavadora de roupas.

IMPORTANTE – EM TODOS OS PROCEDIMENTOS
A peça de roupa deve estar seca
Sempre retire resíduos de suor e desodorante (com as receitas acima) antes de lavar com sabão.
Os procedimentos podem ser realizados em roupas sintéticas ou de fibras naturais (algodão, linho, lã natural) em roupas brancas e de cor.

A RECEITA ABAIXO REMOVE:
MANCHAS MUITOS ANTIGAS
MANCHAS MUITO FORTE
MANCHAS QUE JÁ FORAM PASSADAS A FERRO VÁRIAS VEZES
SEMPRE FAÇA O TESTE EM UMA PEQUENA ÁREA PARA VERIFICAR COMO O TECIDO REAGE.
APLIQUE A MISTURA EM UMA PARTE PEQUENA DA MANCHA, USE UM COTONETE. SE O TECIDO NÃO DESBOTAR FAÇA NO RESTANTE.

FASE 1: RETIRAR PARTE DURA – CROSTA CAUSADA PELO DESODORA
02 colheres de removedor (Varsol ou Similares ou Querosene doméstico)
02 colheres de solvente de tintas
01 colher de lustra móveis
Misture bem  e aplique sobre a mancha  – Deixe de molho por 10 minutos  – esfregue com escovinha – movimentos de vai e vem até dissolver a crosta (cera).
Enxague para retirar os solventes

FASE 2: RETIRAR O AMARELADO
 01 colher de multiuso limpeza pesada
01 colher de água sanitária ou água oxigenada (para roupas de cor) 20/30 ou 40 volumes.
Misture bem  e aplique sobre a mancha  -Deixe de molho por 10 minutos  – esfregue com escovinha – movimentos de vai e vem até dissolver o amarelado .

Fonte: Prof. Vladmir Valério – Quimico – Senai Textil – Brás – SP

Prevenção: a melhor solução!
Mas, para que ter todo esse trabalho? Segundo a farmacêutica da Dermatus, a dica de ouro, no caso da mancha de desodorante, é prevenir. Ou seja, o cuidado tem que vir antes, na escolha da marca. Hoje em dia, com toda a tecnologia da indústria de cosméticos e perfumaria, é muito fácil evitar esse problema, não tem desculpa! É possível encontrar no mercado desodorantes que cuidam da pele e dos odores da transpiração sem esquecer da sua roupa, já que são especialmente desenvolvidos para reduzir a quantidade de resíduos pós-aplicação. A escolha do aplicador também conta para evitar futuras máculas no tecido, nada de stick (bastão), que suja com muito mais facilidade, o ideal é o aerosol ou roll-on!

Fonte: Bolsa de Mulher,Soluções Domésticas