Rondonópolis/MT,

Veja os protestos mais esquisitos que já aconteceram pelo mundo

De leite de vaca na cara dos policiais até gente se castrando, o pessoal faz de tudo na hora de protestar. Reclamar, dar demonstrações de repulsa ou revolta contra alguma coisa é uma prática usada no mundo todo para expressar indignação.

Manifestantes de Bruxelas, Bélgica, encontraram uma maneira diferente de demonstrar seu descontentamento. Eles esguicharam leite de vaca na polícia. Os agricultores estavam revoltados com o preço do leite no mercado (foto de capa).

Alice Newstead perfurou a pele de suas costas e se prendeu em ganchos usados na pesca. Ela protestava em Paris, França, para chamar atenção sobre a possível extinção dos tubarões.

Um trabalhador egípcio de 25 anos tomou uma medida extrema em protesto contra a escolha da noiva feita por seus pais. Ele cortou seu pênis e testículos fora e acabou sendo levado para o hospital. Ele estava apaixonado por outra mulher, mas seus pais rejeitaram sua escolha.

Cerca de 300 pessoas mostraram o traseiro como forma de protesto em Ontário, Canadá. Eles reclamavam de um balão com uma câmera de vigilância que percorria a fronteira dos EUA e do Canadá. No momento em que o balão passou por eles, todos abaixaram as calças.

Uma adolescente de 19 anos, moradora do Estado da Virginia, EUA, mudou seu nome para uma URL. Ela passou a adotar como nome o endereço de um site contra a dissecação de animais para fins científicos.

O jornalista iraquiano Muntadhar al-Zaidi arremessou um sapato no ex-presidente dos EUA George W. Bush. O fato aconteceu em uma conferência de imprensa em 2008. O sapato não atingiu Bush, mas foi teve enorme repercussão mundial.

O estudante de oitava série Patrick Abbazia, de uma escola de Connecticut, EUA, se amarrou em fita isolante para protestar contra a política de não tocar. A política foi aplicada em uma escola da costa lesta do país, após incidentes de brigas entre os alunos. A medida proibia que os estudantes encostassem uns nos outros.

Pais divorciados se vestiram de super-heróis e subiram no telhado de uma casa em Londres, Inglaterra, para protestar com a situação dos pais nas varas de família. Eles alegavam que tinham seus direitos desrespeitados na hora de decidir a guarda das crianças.

Algumas dezenas de manifestantes bloquearam uma estrada no centro de Nova Deli, Índia. Eles protestavam contra o Dia dos Namorados, que segundo os organizadores, desrespeitava os costumes do país e inseria um modelo ocidental de "promiscuidade". Os participantes queimaram cartões românticos.

Para protestar contra a campanha de reeleição do presidente do Peru, Alberto Fujimori, em 2000, manifestantes ocuparam a principal praça da capital, Lima, e literalmente lavaram a bandeira do país. A sujeira na bandeira representava a corrupção.

Fonte: Oddee,R7 notícias

Fotos: Reprodução/Oddee