Rondonópolis/MT,

Como fortalecer o leite materno das mães veganas

A boa qualidade do leite materno depende muito do tipo de alimentação que a mãe mantém durante a gravidez. A deficiência de determinados nutrientes e vitaminas pode comprometer o desenvolvimento e até vida do bebê.

As mulheres que vivem de dieta ou que excluem permanentemente certos alimentos do dia a dia precisam ter cuidado.

Em Santo Antônio do Pinhal, interior de São Paulo, um bebê de 11 meses morreu, por deficiências de vitaminas B12 e A, depois de ser amamentado exclusivamente por uma mãe vegana. Os pais foram condenados a cinco anos de prisão por negligência, uma vez que essas vitaminas são essenciais para o desenvolvimento do bebê.

Os veganos não comem nada de origem animal. "A vitamina B12 é importante para evitar a ocorrência de problemas congênitos do sistema nervoso e medula espinhal. Essa vitamina está presente em maior quantidade nos alimentos de origem animal. Só que os veganos não consomem nem os subprodutos, como mel, leite e ovos", diz a nutricionista Cintya Bassi, do Hospital e Maternidade São Cristóvão.

Engana-se a mãe que acha que sua alimentação não tem influência direta na composição do leite materno. A nutricionista afirma que o líquido é, sim, adequado às necessidades nutricionais do bebê e superior a qualquer outro alimento que possa ser oferecido antes dos seis meses. Mas por conta da dieta da gestante, o leite pode sofrer interferências.

E exemplifica: dietas ricas em ácidos graxos poliinsaturados aumentam a presença desses nutrientes no leite materno, que são fundamentais para o desenvolvimento visual e cognitivo do bebê. A dieta da mãe não só pontencializa a qualidadade do leite, como também reduz a frequência e intensidade de cólicas e a incidência de alergia.

"Por isso, o consumo em quantidades adequadas de óleos vegetais, proteínas, hortaliças, frutas oleaginosas, como castanhas, e nozes e com pouca quantidade de açúcares simples e gorduras saturadas deve ser incentivado", orienta a nutricionista. "O leite será enriquecido se a mãe tiver uma boa reserva de vitaminas e minerais e isso se dará por meio de uma dieta regular."

No caso das mães veganas, é essencial manter uma dieta planejada e acompanhada de perto por um profissional nutricionista. Dra. Cintya sugere que a lista de alimentos seja composta por grãos integrais, legumes, hortaliças, frutas, oleaginosas (nozes, castanha e avelã), sementes, gordura de boa qualidade, como azeite e, se possível, laticínios e ovos. O consumo de açúcar, sódio, gorduras trans e saturadas deve ser minimizado.

De uma maneira geral, a especialista conta que não existem alimentos proibidos. Porém, caso o bebê sinta cólicas, é importante ficar atenta, pois ele pode ser sensível a algum alimento presente na dieta da mãe.

"Os mais comuns são os formadores de gases, como brócolis, couve-flor, repolho, leguminosas, chocolate, açúcar refinado e cafeína. Além disso, são poucas as evidências cientificas sobre alimentos que aumentam a produção de leite. O mais importante é a mãe se manter hidratada e amamentar sempre que o bebê tiver vontade, já que a sucção de leite estimula a produção", diz a nutricionista.


Fonte: Vila Mulher