Rondonópolis/MT,

Cães: como agir em casos de cortes profundos e hemorragias

Aprenda o que fazer caso essa emergência aconteça com seu peludo de estimação. A maioria das feridas em cães é provocada por mordedura em brigas entre animais. Em seguida vêm causas como atropelamento, acidente doméstico com objeto cortante, com vidro e traumas.

Primeiros socorros

A primeira medida ao perceber o acidente é manter a calma. Esse tipo de ferida pode provocar hemorragia com sangramento ativo, portanto, o corte precisa ser contido de alguma forma, para dar tempo de procurar um atendimento médico veterinário. No momento da emergência, o animal deve ser controlado. Se possível, coloque nele uma focinheira para evitar que morda alguém por ainda estar assustado e com dor. Com uma compressa de gaze estéril ou mesmo uma toalha limpa, retire possíveis fragmentos, no caso de ferida por objeto cortante – senão, ao pressionar a ferida, o objeto em questão continuará  machucando o animal. Após sua rápida retirada, pressione com a mesma toalha a região que está sangrando, o que auxilia bastante na contenção do sangramento.

Áreas sensíveis

Para controlar o sangramento em partes do corpo muito irrigadas, como o nariz, coloque algumas pedras de gelo em uma toalha, que vão ajudar a diminuir a circulação sanguínea do local, e comprima o ferimento com ela durante o trajeto ao veterinário.

Tratamento

No hospital o veterinário fará a sutura da região, um curativo e aplicará medicações para dor, anti-inflamatórios e antibióticos, pois geralmente são feridas contaminadas e, portanto, foco de infecção. Lembre-se que a melhor saída e a mais segura ainda é a prevenção. Com medidas simples esses acidentes podem ser evitados, tornando a convivência com nossos melhores amigos composta apenas de momentos agradáveis.


Fonte: Meu pet