Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

Histórias de quartos de hotel

Escândalos, encontros célebres, grandes decisões tiveram como palco hotéis que valem a pena a visita. Pelo fato de receberem todo tipo de pessoas do mundo inteiro, incluindo artistas e políticos, hotéis acabam, muitas vezes, fazendo parte da história de cidades e países - guardando suas próprias histórias, algumas públicas, outras delas guardadas com discrição.

O site da CNN selecionou dez deles, que trazemos para você, acompanhados de mais dois, bem brasileiros.

Andaz West Hollywood, Los Angeles, Estados Unidos
Transformado num hotel moderno e tranquilo, o Andaz West Hollywood conheceu dias mais agitados quando seu nome era o Continental Hyatt House. O hotel, que recebia numerosos roqueiros famosos descontrolados, chegou a receber o apelido de "Riot House" (Casa dos Distúrbios) e foi palco de vários episódios curiosos.
Em 1975, Keith Richards, guitarrista dos Rolling Stones, lançou uma televisão do seu quarto, no 11º andar. Anos mais tarde, Axl Rose, vocalista dos Guns N¿Roses, jogou bifes para os fãs que esperavam por ele embaixo do prédio. Hoje mais comportado, o Andaz trocou as varandas que permitiam às estrelas cometer loucuras dos seus quartos por grandes janelas de vidro. Mas o apelido de Riot House ainda é honrado - e dá o nome ao restaurante do hotel.

The Cadogan, Londres, Inglaterra
Situado em Knightsbridge, um dos bairros mais nobres de Londres, o Cadogan foi marcado por um escândalo poucos anos após sua inauguração de 1887. No dia 6 de abril de 1895, o famoso escritor britânico Oscar Wilde, que morava num dos quartos do hotel, foi preso por atos homossexuais. Hoje, cercado de lojas de luxo como Gucci, Tiffany e Armani, o Cadogan permanece como um símbolo da tradição inglesa no coração da capital.

Hotel Nacional de Cuba, Havana, Cuba
O Hotel Nacional de Cuba foi inaugurado em 1930 e em seus mais de oitenta anos recebeu visitantes ilustres como Nelson Rockefeller, Frank Sinatra e Ernest Hemingway. Mas o evento histórico que realmente marcou este grande hotel a poucos metros do mar foi a revolução liderada por Fidel Castro, que tomou a capital cubana em 1º de Janeiro de 1959. Neste dia, enquanto pessoas celebravam a chegada do ano novo num elegante baile, os revolucionários invadiram o hotel, um lugar simbólico da elite do país, e fizeram do local um refúgio para suas tropas. Poucos anos depois, o hotel voltou a receber hóspedes, e é até hoje o principal hotel de Havana.

GoldenEye, Ocho Rios, Jamaica
Quando Ian Fleming, o escritor que criou o espião James Bond, esteve na Jamaica pela primeira vez, durante a Segunda Guerra Mundial, ele soube que ia voltar e comprar uma casa na ilha assim que pudesse. Dito e feito. Fleming fugiu do inverno europeu ao sol jamaicano por mais de vinte anos, numa bela casa perto da cidade de Ocho Rios, onde escreveu vários dos livros do agente 007. Posteriormente, o local foi ampliado e transformado no luxuoso hotel Goldeneye, situado num marco paradisíaco, e que mantém o quarto de Fleming (que pode ser alugado) em seu estado original.

Stanley Hotel, Colorado, Estados Unidos
Stephen King, o "mestre do terror", escolheu um destino muito especial para escrever O Iluminado, um de seus livros mais famosos. Situado nas montanhas do colorado, o Stanley Hotel é considerado como um dos mais assustadores do planeta. Existem muitas histórias de assombrações no local, tanto no quarto de música quanto no quarto 217, onde King se hospedou.

Mamaison Pachtuv Palace, Praga, República Checa
Romântico e elegante, o Mamaison Pachtuv é um hotel-boutique situado à beira do rio Vlatva, frente à Ponte Carlos, a mais antiga e emblemática de Praga. O belo edifício, com uma arquitetura típica da cidade, foi residência de Wolfgang Amadeus Mozart, que compôs nele algumas de suas principais obras. Até hoje, afrescos e pinturas originais estão neste belo hotel da parte antiga de Praga, mas seus 50 quartos, decorados de maneira suntuosa, têm toques de modernidade e conforto para os hóspedes.

Fairmont Queen Elizabeth, Montreal, Canadá
Apesar de ter recebido figuras de importância mundial como Nelson Mandela, George W. Bush e o Dalai Lama, o Fairmont Queen Elizabeth de Montreal é verdadeiramente conhecido por um famoso casal que se hospedou em um de seus quartos em 1969. Claro que não se tratava de qualquer casal: durante uma semana, John Lennon e Yoko Ono ficaram no hotel, sem sair nenhuma vez. Neste período, eles compuseram e gravaram a música Give Peace a Chance. Hoje, ainda é possível alugar o quarto em que Lennon e Yoko Ono e hospedaram, o 1742.

The Olde Bell, Berkshire, Inglaterra
Pequeno hotel rural de Berkshire conhecido como o mais antigo da Inglaterra, The Olde Belle teria nascido em 1135. Durante o século 17, Olde Belle foi palco de um complô contra o rei James II, que teve que se exilar, enquanto seu genro assumia o trono. Durante a Segunda Guerra Mundial, Winston Churchill, primeiro ministro inglês da época, encontrou-se com o general americano Dwight Eisenhower para planejar a estratégia dos Aliados. Em sua longa história, além de tramas políticas e militares, o hotel também recebeu estrelas como Greta Garbo e Liz Taylor, que gostavam muito de seu charme rural tipicamente inglês.

Beverly Hills Hotel, Los Angeles, Estados Unidos
Beverly Hills, no condado de Los Angeles, é uma pequena cidade conhecida pelas mansões onde moram grandes celebridades. O Beverly Hills Hotel é um hotel mítico da cidade, com mais de cem anos de existência, muitas histórias para contar e muitas das quais nunca ficaremos sabendo. Marilyn Monroe tinha o quarto número 7 como seu preferido, e Marlene Dietrich escandalizou os presentes ao entrar de calças no restaurante numa época em que isto era muito mal visto para as mulheres. O Beverly Hills Hotel fica no famosíssimo Sunset Boulevard.

King David Hotel, Jerusalém, Israel
Mais famoso dos hotéis de Jerusalém, o King David está situado no coração da velha cidade e recebeu a maioria dos presidentes e monarcas que passaram por aqui. O hotel foi palco de eventos importantes durante a criação do Estado de Israel. Em 1936, quando uma revolta árabe estourou, o exército britânico usou o último andar do King David como quartel-geral e foi alvo de um violento ataque da guerrilha israelita. Em 1948, com a independência de Israel, o hotel voltou a funcionar normalmente e receber os principais visitantes da cidade.

Copacabana Palace, Rio de Janeiro, Brasil
Lendário hotel do Rio de Janeiro, frente à praia de Copacabana, é o mais famoso dos hotéis brasileiros. O Copacabana Palace (Copa, para os íntimos), foi inaugurado em 1923 e se transformou rapidamente num dos lugares mais glamourosos da cidade. Em seus quase noventa anos de história, o Copa teve como hóspedes as principais celebridades de passagem pela Cidade Maravilhosa, como Lady Di, Bill Clinton e os Rolling Stones, e foi local de filmagem para o musical Voando para o Rio, no qual Fred Astaire e Ginger Rogers dançaram juntos pela primeira vez.

Pestana Convento do Carmo, Salvador, Brasil
Situado no coração do Pelourinho, o Convento do Carmo é um antigo convento carmelita erguido no século 16. O local, transformado hoje num hotel de luxo, foi palco de importantes acontecimentos da história do Brasil. Em 1625, os holandeses assinaram a carta de rendição aos portugueses, e o convento serviu mais tarde como quartel para as tropas de Portugal. Hoje, o hotel Pestana Convento do Carmo é uma das melhores e mais charmosas opções de alojamento na capital baiana.