Encontre no EC

Rondonópolis/MT,

A pele dos 20 aos 60 anos: 1ª parte 20 anos

Para manter uma pele bonita e saudável é preciso apostar em prevenção ao longo do tempo. Isso envolve limpeza, hidratação e proteção solar. Veja a rotina de beleza, tratamentos e como usar o protetor solar em todas as fases.

Controle aos 20
Nessa etapa, é preciso combater a oleosidade excessiva para acabar com os poros dilatados, o brilho exagerado, a acne e as manchas que elas podem causar.

Hidratação e limpeza
Se não fossem os poros dilatados e a produção excessiva de sebo, que contribui para o aparecimento da acne, provavelmente nenhuma mulher de 20 anos teria do que reclamar da pele. Pudera! O contorno do rosto continua bem definido, não há sinal de flacidez e a renovação celular acontece a todo vapor. "O que pouca gente sabe é que mesmo esses probleminhas poderiam ser resolvidos rapidamente com uma boa hidratação, já que, em muitos casos, a oleosidade funciona como uma resposta ao ressecamento", diz o dermatologista Marcelo Bellini, de São Paulo, que recomenda produtos à base de ácido hialurônico, aquaporine ou aquaxyl. "Melhor ainda se o creme trouxer zinco, que reduz a atividade das glândulas sebáceas, e peróxido de benzoíla, hamamélis ou ácidos glicólico ou retinoico, que combatem a acne", completa o médico. Mas atenção: para o hidratante funcionar direito, é essencial limpar a pele duas vezes ao dia. A dermatologista Catarina Capela, de São Paulo, sugere usar dois tipos de sabonete: um com ácido salicílico pela manhã, para diminuir a oleosidade, e outro com ácido mandélico ou glicólico à noite, para não ressecar o rosto além da conta. "De dia, na sequência, aplique um tônico sem álcool para equilibrar a pele e protetor solar em gel ou oil free. À noite, o filtro deve dar lugar aos ácidos glicólico, mandélico ou salicílico, que desobstruem os poros e secam as espinhas", explica a especialista. Para finalizar, duas vezes por semana faça uma esfoliação com sabonete ou outro produto específico para o rosto. Agende também uma limpeza com a esteticista a cada 15 dias se tiver acne - caso contrário, uma a cada 30 ou 45 dias é suficiente. "Mas, se a espinha estiver ativa, primeiro será preciso controlá-la. Uma boa solução é o laser de luz azul e vermelha, para reduzir a atividade da glândula sebácea e a inflamação, respectivamente", afirma Marcelo.

Apague as manchas de acne
Tanto as avermelhadas quanto as mais escuras têm solução e os primeiros resultados podem ser notados a partir da terceira semana de tratamento.

Cosmético clareador 
O produto é indicado para as manchas escuras que surgem depois de apertar a pele para tentar extrair cravos ou espinhas. "Normalmente, são associados na fórmula ácidos que estimulam a renovação celular, como o glicólico e o retinoico, e substâncias despigmentantes, caso da hidroquinona, da vitamina C, dos ácidos kójico e fítico e dos retinaldeídos", diz o dermatologista Marcelo Bellini. Use uma vez à noite, por três meses.

Peelings 
O de ácido salicílico a 30% é outra opção para as manchas escuras - de bônus, reduz os cravos e controla a oleosidade. A sessão é rápida: o médico espalha o ácido no rosto todo da paciente e o remove após um minuto. Quarenta e oito horas depois, a pele começa a descamar, e isso pode durar até dois dias. Já para eliminar manchas avermelhadas de acne, o mais indicado é o peeling de ácido glicólico na concentração de 40% a 70%. Mais suave do que o primeiro, deve ficar em contato com a pele por cinco minutos para estimular a renovação celular. Número de sessões - Cinco, com intervalo de 15 a 30 dias entre elas, no caso do peeling de ácido salicílico, e de três a cinco aplicações, sendo uma por semana, para o de ácido glicólico.

Laser fracionado 
Para os casos mais graves, a solução pode estar no pixel, laser capaz de aquecer a derme sem destruir totalmente o tecido. Resultado: além de estimular a produção de colágeno e elastina e o aparecimento de uma nova pele, eliminando as manchas, o aparelho acelera a cicatrização - mesmo assim, a área tratada fica vermelha por cinco dias e as casquinhas caem sozinhas após dez. Vale lembrar que os disparos do laser doem, mesmo com pomada anestésica. Número de sessões: duas, sendo uma por mês.

Alimentos da juventude
Como nessa faixa de idade os problemas com a pele são mais simples, eles podem ser facilmente resolvidos no prato!

Romã 
Se você já tem o hábito de comer a fruta no Dia de Reis para atrair sorte, estenda a tradição pelo menos até o término do verão. É que estudos mostram que os ativos antioxidantes da romã, caso do ácido elágico e do protocatequínico, presentes na casca, nas sementes e na parte branca da fruta, reforçam a proteção celular contra a radiação ultravioleta - na prática, eles podem adiar o aparecimento de rugas, manchas e flacidez.

Quanto consumir - 1 unidade ou 1 copo (200 mililitros) de suco por dia.

Aveia 
Acrescentá-la ao leite, à fruta, ao bolo ou à sopa conta pontos para a beleza, especialmente para quem sofre com espinhas. "Por ser fonte de zinco e fibras, o cereal favorece a cicatrização da pele e o trânsito intestinal e, por sua vez, a eliminação das toxinas, que pioram a inflamação", conta a nutricionista Fernanda Machado Soares, de Petrópolis (RJ). A especialista também indica a aveia para quem deseja fortalecer o cabelo ou prevenir o envelhecimento precoce.

Quanto consumir - 1 colher (sopa) diariamente.

Chocolate amargo 
A guloseima pode evitar o aparecimento das linhas finas antes da hora. Isso porque é rica em flavonoides, substâncias que reduzem a perda de água pela pele e protegem as fibras de colágeno e elastina da ação dos radicais livres. A condição é que você escolha o tipo amargo, que traz muito mais antioxidantes do que a versão ao leite ou branca, e não exagere na quantidade, por causa das calorias.

Quanto consumir - 1 barra (30 gramas) por dia.

Carne bovina 
Segundo Fernanda, a proteína animal atua na reparação e na regeneração celular, o que ajuda a manter a firmeza da pele e o tônus muscular - isso é importante principalmente depois dos 25 anos, quando a produção das fibras de colágeno reduz 1% ao ano. Como a carne vermelha ainda traz ferro, evita que as unhas quebrem facilmente ou demorem a crescer.

Quanto consumir - 3 bifes magros por semana.

Acerte no protetor solar

A regra número 1 para o clareamento da mancha de acne, independentemente do método escolhido, é aplicar o filtro a cada quatro horas. "O produto é obrigatório durante o tratamento e até três meses depois dele. Afinal, a pele está sensível e qualquer solzinho pode fazer a mancha voltar", avisa a dermatologista Catarina Capela. O FPS 15 costuma dar conta do recado desde que você não exagere na exposição ao sol nem seja muito branquinha. Não é o seu caso? Então, o mais seguro é o 60. Em tempo: o FPS 2 indica que o produto bloqueia metade da radiação solar; o 4, 75%; o 15, 94%; o 30, 96%, e o acima de 60, 99%. "Ainda não inventaram um protetor que consiga barrar 100% dos raios. Daí a importância de evitar a exposição ao sol entre 10 e 16 horas, usar chapéu de aba larga e ficar à sombra o máximo de tempo possível", afirma Marcelo Bellini. Para quem ainda não se livrou das espinhas, ele recomenda escolher versões em gel ou oil free, pois ajudam a controlar a oleosidade e não deixam o rosto brilhante e com aspecto de sujo.

Veja também: A pele dos 20 aos 60 anos: 2ª parte 30 anos, 3ªparte 40 anos, 4ª parte 50 anos, 5ª parte 60 anos

Fonte: M de mulher